Setembro amarelo: saúde mental x exercícios físicos e alimentação

O equilíbrio entre o corpo e a mente trazem diversos benefícios para a saúde como o combate à depressão e ansiedade que são as principais causas do suicídio

saúde mental

Todos os anos no mês de setembro é realizada a Campanha Setembro Amarelo, uma iniciativa que tem como objetivo a conscientização em relação ao suicídio, bem como a sua prevenção. Segundo dados da Organização Pan Americana de Saúde (OPAS), o Brasil é o país com mais pessoas ansiosas no mundo, cerca de 9,3% da população.

E pensando em como ajudar no combate do suicídio, a prática de exercícios físicos e a boa alimentação entram como grandes aliadas, pois são fatores fundamentais para combater a depressão e ansiedade, que são as duas principais motivadoras do suicídio. “Praticar atividades físicas e seguir uma boa orientação nutricional é algo que eu sempre indico para os meus pacientes, principalmente para aqueles que sofrem transtorno emocionais como crises de ansiedade, isso se torna algo imprescindível. Adoto essas orientações a todos, sejam eles mais novos ou mais velhos”,  explicou a psicóloga Alexandra Magalhães.

Ao conversarmos com a nutricionista Alanne Azevedo, da Pulse Nutrition, ela nos contou que se alimentar com saúde faz bem não só para o corpo, mas também para o coração e a mente. “Uma alimentação rica em proteínas, frutas, grãos integrais, leguminosas e oleaginosas contribuem para sensação de bem estar. Além disso, alguns alimentos como ovos, peixes, castanhas, chocolate amargo, entre outros que sejam ricos em triptofano, ajudam a tratar especificamente a ansiedade, estresse e até mesmo a depressão. E claro, é muito importante sempre beber bastante água.”

Thaiz Barde, proprietária da empresa ThaiFit Delivery, conta que muitos clientes procuram o seu serviço de marmitas fitness seguindo a recomendação de seus nutricionistas para manter uma alimentação balanceada em prol da saúde do corpo e da mente. “Tenho diversos clientes que me procuram porque só conseguem manter uma alimentação saudável de forma estável se comprarem comidas prontas, devido a praticidade. Hoje graças as marmitas fitness congeladas, as pessoas conseguem ter uma rotina mais saudável, e por isso eu sempre monto meus cardápios com o apoio de nutricionistas e ofereço muitas de opções de pratos para que eu consiga atender o gosto de todos os meus clientes, e principalmente as suas dietas. E claro, proporcionar para eles uma alimentação prazerosa acima de tudo”, disse ela.

E claro que os exercícios físicos não vão ficar de fora, né!? Eles também são de suma importância para manter o corpo saudável. E claro que a mente sofre as influências positivas desse hábito. Segundo Felipe Barboza, profissional de educação física da Pulse Nutrition, a prática de exercícios físicos promove a produção e liberação de substâncias como a endorfina e a dopamina, que nos dão a sensação de bem estar,  concentração e bom humor. “Os benefícios vão além do aumento da massa muscular ou redução dos níveis de gordura. Para os indivíduos que sofrem de ansiedade ou depressão por exemplo, a prática de exercícios é capaz de promover a quebra do quadro de “preguiça” e sensação de incapacidade nos indivíduos que eles têm. É importante saber que quando somos orientados por um profissional, a atividade física traz os mesmos benefícios que alguns remédios, mas sem contra indicações ou efeitos colaterais.”

Além dos exercícios físicos, é cientificamente comprovado que a meditação é um exercício espiritual que tem efeitos positivos para o bem estar da mente. É uma prática que ajuda a combater ansiedade, estresse e a lidar melhor com as emoções. Segundo Vivi Cataldi, professora de yoga e amante da meditação, a prática regular deste exercício espiritual ensina a pessoa a respirar conscientemente, praticar o foco e a atenção plena. “Meditar significa estar com total atenção no momento presente, deixar o fluxo de pensamentos reduzir a ponto de prestar atenção somente na própria respiração, para que sua mente possa se esvaziar, entrar em meditação consciente e descansar em estado de concentração. É um momento em que não há espaço para ansiedade, estresse ou depressão, afinal meditar é se integrar com seu próprio eu em busca do autoconhecimento, auto aceitação e auto perdão”, finalizou ela.

Cuidar das plantas também é uma excelente opção para ajudar no combate a depressão, a paisagista Rayra Lira explica que as plantas ajudam no processo terapêutico, além de harmonizar a casa, trazendo equilíbrio, ajudam a desenvolver os sentidos e proporcionam bem-estar físico e mental. “Os benefícios para a saúde são muitos como, por exemplo: melhora da concentração, diminuição do estresse e do cansaço mental. As plantas podem reduzir os níveis de ansiedade e seu cheiro pode ajudar a melhorar a qualidade do sono e a produtividade durante o dia; prevenção de irritações nos olhos,  problemas respiratórios e  dores de cabeça; absorção de gases tóxicos do ambiente e auxiliar no controle da umidade,” diz a paisagista. Para cultivar dentro de casa as plantas indicadas são: Antúrio, Lírio da Paz, Lavanda, Bromélia Gusmania e Begonia. Plantas para cuidar no sol são: Mini Margaridinha, Ixória, Cana do Brejo, Jasmim Manga, Heliconia Rostrata, Bougainville. Para quem desejar ter plantas na sombra, recomenda-se as Beijinho de Jardim, Lírio da Paz, Violeta, Flor de Maio, Orquídea Borboleta e Peperomia Carperata.

O chocolate também é um ótimo aliado, para a chef chocolatier Mirian Rocha, comer chocolate de origem (com pelo menos 70% de cacau), traz a sensação de satisfação bem-estar e menor probabilidade de desenvolver a depressão e ansiedade, além de ajudar na concentração do raciocínio. O cacau tem o maior índice de flavonoídes, substância que estimula o bom humor.

Para a especialista em desenvolvimento humano, Ester Gomes, as palavras humanizar e empatia são extremamente importantes principalmente neste mês, “as descrições dessas palavras nos ajudam a enxergar melhor o real significado. E neste mês tão importante, mês de prevenção ao suicídio, elas ganham ainda mais sentido para nós. Olhar para si com carinho. Olhar para o outro com devido valor. Humanizar as relações. Ter empatia. A nossa saúde mental também importa. Como eu costumo dizer: ‘o bem-estar em primeiro lugar’. Que possamos praticar sempre a humanização; seja para a sua equipe de trabalho, amigos, família ou, principalmente, para os desconhecidos”.

A reprogramadora mental, Ivana Cabral nos diz como é importante saber a diferença entre tristeza patológica da transitória, que é provocada por situações difíceis e desagradáveis, mas que fazem parte da vida de todas as pessoas, como a morte de um ente querido, a perda de emprego, os desencontros amorosos, os desentendimentos familiares, as dificuldades econômicas. E isso só é possível reconhecer com autoconhecimento. O primeiro passo é construir uma rede de apoio, fazer meditação e terapia. “Falar sobres os seus sentimentos com seus amigos, familiares, pode ser presencial ou online, mas fale, não sinta vergonha, não guarde as suas dores para si. Sabendo que você pode contar com pessoas queridas, você se sentirá mais forte para enfrentar a depressão”, declara a reprogramadora mental.

Dayane perin é especialista em inteligência emocional e costuma usar uma frase para explicar bem como é a depressão “Não é drama, não é para chamar a atenção nem é falta de Deus e muito menos frescura”, isso é uma doença séria que precisa ser tratada de maneira correta, é um processo longo, requer paciência, porém necessário.

E nunca se esqueça que você não está sozinho! Se não está se sentindo bem e precisa conversar, procure um amigo ou familiar para desabafar. Mas caso não se sinta confortável para isso, não se desespere. Você pode procurar um profissional ou se  tiver medo de expor seus sentimento, entre em contato com o Centro de Valorização da Vida (CVV) que lá terá uma equipe preparada para lhe ajudar! Basta você ligar para o telefone 188 e receberá toda a atenção necessária.

1 Comentário

  1. Pingback: Embarque na Viagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *