Dicas & Destinos

Cidades Históricas do Brasil – parte 1

A história do Brasil é riquíssima, abrangente e cheinha de contradições. Falar sobre os detalhes sobre a conquista e a colonização do território brasileiro não é das tarefas mais fáceis.

Mas, aquilo que é difícil para os historiadores é muito mais fácil para os viajantes, basta passear pelas ruazinhas de pedra e casinhas bem conservadas de algumas cidades históricas, que logo logo somos transportados para o período colonial.

E, pensando nisso, eu fiz, para meu programa na Rádio JBFM, uma seleção de Cidades Históricas do Brasil que ainda guardam o único tesouro que sobrou: a história. Perfeitas para quem não dispensa roteiros culturais, sem abrir mão de muito charme. Claaaaro que vou sempre compartilhar essas seleções aqui com você. 

Então, vamos lá?!

Antonina – PR

Eu já começo por uma cidade não muito conhecida, ou pelo menos, badalada entre a grande maioria dos viajantes: Antonina, já ouviu falar?

Localizada na Baía de Paranaguá, a cidade portuária de Antonina preserva a história dos garimpeiros de ouro, no início do século XVIII. 

O tradicional carnaval da cidade acontece em meio à arquitetura colonial e belíssimas paisagens naturais. Percorrer o trajeto da Estrada da Graciosa é um passeio imperdível para qualquer turista que visita a cidade.

Ouro Preto – MG

Se tem um estado que é um verdadeiro cofre histórico, esse é o estado de Minas Gerais. Por baixo, destacando apenas as principais Cidades Históricas do Brasil, já temos Ouro Preto, Tiradentes, Congonhas, Sabará, Santa Bárbara São João Del Rey, Diamantina, Mariana e Serro. 

Ouro Preto é a joia da coroa das Cidades Históricas do Brasil. Fundada no fim do século XVII, a cidade foi cenário da Corrida do Ouro. Movimento que ocorreu durante quase 60 anos, no século XVIII. 

Cidades Históricas do Brasil
Unesco World Heritage Site

Ouro Preto reúne, em seu centro recheado de ladeiras e românticas vielas, um conjunto fascinante de obras-primas da arquitetura, tendo como pano de fundo as paisagens montanhosas da Serra do Espinhaço. 

Entre os monumentos imperdíveis estão a igreja de São Francisco de Assis, com sua fachada, altares laterais e capela principal projetados por Aleijadinho e a Matriz de Nossa Senhora do Pilar, com o interior ornamentado com muito ouro e centenas de esculturas angelicais. A linda praça Tiradentes, com o Museu da Inconfidência e a igreja Nossa Senhora do Carmo, projetada por Manuel Francisco Lisboa e com obras de Aleijadinho, também devem fazer parte de qualquer roteiro pela cidade mineira.

Paraty – RJ

Recentemente tombadas como Patrimônio Mundial pela Unesco, as cidades vizinhas de Paraty e Ilha Grande, possuem um importante valor histórico, que inclui suas belezas naturais, construções históricas, manifestações culturais e preservações arqueológicas. 

Fundada em 1667 no entorno da Igreja de Nossa Senhora dos Remédios, Paraty foi um dos importantes pólos econômicos do país graças ao engenho de cana-de-açúcar. Suas ruas de pedras irregulares não intimidam os turistas, prontinhos para apreciar o casario colonial bem conservado, sobretudo no Centro Histórico. É inclusive nessa área que acontece a FLIP, o evento literário mais importante do Brasil.

Fazer uma visita com calma aos belíssimos e antigos casarões, igrejas e monumentos centenários que preservam os primeiros anos da história do nosso país, já que Paraty possui mais de 350 anos, é uma verdadeira viagem no tempo. Além disso, as cidades estão localizadas próxima da Mata Atlântica, e por isso conta também com diversas reservas ecológicas, garantindo a preservação da fauna e da flora da região. 

São Miguel das Missões – RS

Na fronteira do Rio Grande do Sul com a Argentina, encontramos as construções de São Miguel das Missões, heranças deixadas pelas missões jesuítas no século 17 e  um dos mais importantes monumentos históricos do Brasil. Esta é uma das cidades que integram os famosos Sete Povos das Missões.

A história do sul do país se difere das demais regiões. Até o final do século 19, os portugueses não demonstravam grande interesse pelos pampas do Rio Grande – por isso a dificuldade de encontrar registros históricos que antecedem o período. A missão dos jesuítas, que evangelizaram os indígenas, se encontra bem preservada na cidade com as ruínas do sítio arqueológico, tombadas como Patrimônio Histórico da Humanidade pela Unesco. Como São Miguel das Missões ficaria de fora das Cidades Históricas do Brasil, não é mesmo?

Ruínas de São Miguel das Missões. Crédito: Divulgação / Embratur

Uma das atrações imperdíveis da região e, talvez, aquela em que o visitante consiga se permitir às mais variadas sensações, o Espetáculo Som e Luz, com duração de 50 minutos conta a história do povo indígena, da participação da igreja e das guerrilhas. Um belíssimo espetáculo que dá vida à história, de forma colorida e muito delicada. Imperdível mesmo!

São Luiz do Paraitinga – SP

São Paulo é um estado que também conta com pequenas cidades que guardam verdadeiros patrimônios históricos, como no caso de São Luiz do Paraitinga. Seu conjunto arquitetônico formado por casas dos séculos 18 e 19, considerado Patrimônio Cultural Brasileiro pelo IPHAN, é um belo exemplo disso.

São Luiz do Paraitinga tornou-se efetivamente uma cidade em 1857. Em 11 de junho de 1873, recebeu o título de Cidade Imperial por dom Pedro II, status que poucos municípios recebiam. 

São Luiz do Paraitinga soube dar a volta por cima depois das enchentes que devastaram a região em 2010. Em tempos normais, festivais temáticos, como a Festa do Divino, seguem cativando a atenção dos turistas. Além de suas charmosas construções históricas, ainda encontramos muitas atrações naturais nos arredores que valem aquela esticadinha básica na viagem.

São Luiz – MA

Muito famosa pelos azulejos portugueses que decoram as fachadas dos casarões de seu centro histórico, São Luiz, no Maranhão, se difere da maior parte das cidades brasileiras, já que foi colonizada por franceses. Hoje, a principal herança desse povo, juntamente com portugueses e holandeses, encontra-se preservada em seu Centro Histórico, com diversas construções que remetem ao passado.

Suas ruas são cercadas por casas e palacetes antigos que contam séculos de história. A cidade serve ainda como porta de entrada para outras cidades históricas, como Alcântara, onde ruínas se unem a prédios restaurados para garantir um roteiro incrível.

Alcântara, por exemplo, tem o apelido de “cidade que parou no tempo” e faz jus à sua identidade. Muitas de suas construções do período colonial se encontram em ruínas, como a Igreja de São Matias. Por volta do século 18, a região viveu seus tempos de glória. Até hoje, construções desse período se encontram bem preservadas, revelando a riqueza de barões que lá viveram. A cidade está localizada em uma parte alta onde é possível observar o mar e a capital do Maranhão mais ao fundo.

Petrópolis – RJ

Petrópolis, a apenas 70 quilômetros do Rio de Janeiro, é o antigo destino de refúgio da família imperial brasileira, em busca de ar puro e clima ameno das montanhas. Foi fundada por iniciativa do Imperador Dom Pedro II e por isso é conhecida como “Cidade Imperial”.

As construções históricas são os principais atrativos turísticos, sendo que o Museu Imperial, que funciona na antiga residência de verão do imperador, é uma das que mais se destaca. Os ambientes exibem inúmeras relíquias, como a pena que a Princesa Isabel usou para assinar a Lei Áurea, coroas e muitas jóias. 

Cidades Históricas do Brasil

O centro histórico ainda hospeda a belíssima e imponente Catedral de São Pedro de Alcântara, onde estão os restos mortais de muitos membros da família imperial e o Palácio de Cristal, que abriga eventos culturais. 

As belas montanhas que cercam o lugar, bem como seu clima sossegado e as inúmeras pousadas de charme, atraem turistas em busca de requinte e boa gastronomia – uma de suas marcas registradas.

A cidade é muito fácil de ser explorada a pé e com certeza é um destino perfeito para passar o final de semana.

Olinda – PE

Dona de um dos melhores carnavais do Brasil, a cidade de Olinda também recebeu o título de Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade. Duarte Coelho Pereira, em 1537, desenvolveu a cidade fundando o primeiro engenho de açúcar e agricultura quando a população indígena ainda habitava a região. Em 1630 os holandeses invadiram a cidade e incendiaram tudo. Apenas em 1654, com a expulsão dos holandeses, os portugueses voltaram a controlar a cidade.

O Carnaval de Olinda, com seus famosos bonecões, é, sem dúvida alguma, uma atração que arrasta multidões por suas ladeiras. Porém o colorido da cidade também vem de seus antigos e belos casarões. 

Cidades Históricas do Brasil

Tendo seu Centro Histórico, desde 1982 o título de Patrimônio Mundial, Olinda merece ser experimentada com calma. Chegando na cidade, visite as igrejas marcadas pelo barroco como a Igreja da Sé, o Convento de São Francisco, a Ladeira da Misericórdia, o casarão colonial antigo e o Mosteiro de São Bento, onde a maior parte é folheada a ouro. E claro, se deixe levar pelas charmosas ladeiras com seus ateliês e restaurantes a perder a conta.

Cidade de Goiás – GO

Goiás é outro estado que surpreende muito com suas cidades pequeninas e construções históricas. A Cidade de Goiás costuma causar uma confusão por seu nome, mas isso é mero detalhe quando temos a oportunidade de voltar ao tempo caminhando pelas belas ruas do centro histórico de Goiás Velho, como também é conhecida. 

Para conhecer as igrejinhas do século 18, experimentar os famosos doces goianos e fazer uma visita à Casa de Cora Coralina, esqueça o carro e principalmente o tempo. Caminhe sem pressa pelas pitorescas ruas de pedra, converse com as pessoas e descubra histórias que nenhum livro vai te contar.

Cidades Históricas do Brasil

A cidade é palco de uma das mais tradicionais festas do Centro-Oeste, a Procissão do Fogaréu, que acontece na Semana Santa e atrai fiéis para uma espécie de corrida pelas ruas e becos propositalmente escuros da cidade. Goiás foi a primeira capital do estado. Hoje é Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco e seu centro histórico, encantador, de  inconfundível arquitetura barroca, e ainda pouco conhecido pelas multidões de turistas, nos transporta diretamente para o século 18.

Agora acabou? Claro que não!! Aguarde a segunda parte desta série sobre Cidades Históricas do Brasil que também está uma delícia!!

Ahh, e não esquece de me contar qual destas você já conhece e qual você está mega curioso para conhecer logo, logo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *