Variedades & Tecnologia

03 passos para acabar com a procrastinação financeira

*Por Dora Ramos

A procrastinação é um hábito muito comum entre a maioria das pessoas que acabam por deixar suas tarefas sempre para depois. Seja começar um curso, arrumar o guarda-roupas, colocar a matéria escolar em dia ou comprar um item essencial. Essa procrastinação leva ao acúmulo de coisas, o que acaba prejudicando a organização, e isso também acontece quando falamos do cenário financeiro.

procrastinação

Grande parte da população não se organiza financeiramente, justamente por procrastinarem esta tarefa e não a colocar como essencial em suas rotinas. Uma vida organizada financeiramente faz tudo fluir melhor e com mais leveza, tendo a certeza de quando, como e para que o seu dinheiro está sendo destinado, além de ter uma reserva, seja para emergências, para fazer aquela viagem dos sonhos ou qualquer outra necessidade que surgir. Com uma bela organização financeira, fica mais fácil separar suas contas, suas despesas, aluguéis e demais gastos que todos os meses aparecem.

Muito da procrastinação em relação à organização financeira, se dá, principalmente, pelo achismo de pensar que é uma tarefa muito difícil e que precisa entender tudo sobre educação financeira, mas não acontece necessariamente dessa forma.

– Primeiro Passo: Para começar a sua organização financeira, é importante anotar tudo sobre seus gastos e seus ganhos mensais, dessa forma, você visualiza melhor seus rendimentos e despesas, o que torna o início da sua organização mais fácil. Com os gastos essenciais anotados e em mente, veja o quanto do seu salário é necessário para cobrir esses gastos e anote o que sobrar.

Continuar procrastinando a vida financeira pode tornar a vida num mar de dívidas, além de possivelmente acabar por perder prazos de pagamentos, ganhando juros, o que acaba tornando a finança pessoal mais complicada.

– Segundo Passo: Defina metas para as suas finanças, com metas traçadas, é mais fácil equilibrar seus gastos ou suas economias. O dinheiro que sobrar das suas anotações precisa de um destino e você irá definir isso. Vai poupar? Precisa comprar algum item? Planeje o que precisa e quer para os próximos meses, dessa forma, é mais fácil ter o controle e não se enrolar em dívidas.

– Terceiro Passo: Faça disso um hábito. É muito importante manter o hábito da organização, para não desequilibrar novamente as finanças e manter um bom fluxo do seu dinheiro.

Começar é o mais importante, por isso, anote em um caderno, uma agenda, uma lousa ou faça uma planilha, aos poucos, você vai entendendo qual forma de organização é melhor, mais prática e funcional para você.

Comece agora sua própria organização, pois deixar suas finanças de lado, pode ser uma dor de cabeça futura. Cuide dos seus rendimentos e leve uma vida um pouco mais tranquila e organizada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *