Dicas & Destinos

Vale do Café: experiências e curiosidades

As visitas às fazendas da região do Vale do Café estão cheias de curiosidades que encantam turistas, iniciantes e iniciados, na arte do café

Vale do Café
Cafezal Nova Aliança / Foto: Diego Mendes

Do seio do Vale do Paraíba para o mundo. Assim tem sido a história do “café-nosso-de-cada-dia”. Mania nacional, segue uma trajetória de admiradores até em outras línguas.

Quer seja o refinado Coffea Arábica, em seus diversos varietais como Bouborn, Catuaí, Mundo Novo, Acauã Novo, Robusta (próprio para produtos solúveis, com mais cafeína e com menos sabor), dentre outras, quer seja os grãos de genética arcaica, colhidos na Mata Atlântica secundária, conservados em seus genes originais por mais de cem anos, o Vale tem a oferecer uma infinidade de sabores e aromas.

Certificado pela IBD, o café cultivado na região tem tradição histórica. O cultivo orgânico no Café Mata Atlântica Turisplan Cafés Especiais é uma realidade no Vale do Café, onde os ponteiros do relógio parecem andar num ritmo mais natural. Respeito a natureza e pesquisa se unem na produção de um produto de alta qualidade.

As visitas às diversas fazendas da região estão cheias de curiosidades que encantam tanto os que buscam pelo frugal quanto os que anseiam pela sofisticação de um café conceitual.

Você pode ainda comprar o café e levar para degustar em sua casa, na Fazenda Alliança Agroecológica, com o cultivo tanto do Acauã Novo quanto do Catuaí, ao lado do Coffea Arábica e do Coffea Canephora. Valendo destacar o Robusta com seu leque que vai do Conilons, Arara, Catuaí, Obatã, e tantos outros

Por aqui, colheita e cura são de acordo com as estações do ano, cuja derrubada é manual.

É em meio a essa agricultura harmonizada com a natureza, respeitando o meio ambiente que o visitante percebe o acolhimento local. Certamente trata-se de uma experiência inesquecível um passeio pela Fazenda das Palmas com degustação de cafés orgânicos e naturalissimos.

O Museu do Café, na Fazenda São Luiz da Boa Sorte, ajuda a contar um pouco mais da trajetória através dos tempos dessa cultura tão tradicional, com degustação, servida e venda de seu café exclusivamente na fazenda.

A cerimônia do Café, na Fazenda União, onde o café é servido em canecas de barro, xícaras de porcelana ou vidro, com misturas especiais de folhas aromáticas, levam ao ápice toda a sofisticação de apreciar o puro café. Por aqui a estrela é o Coffea Arábica, do cultiva Catuaí Vermelho.

Degustar um café com cana-de-açúcar ou anis, aromatizado ou puro, pode ser o passaporte para o vasto mundo da degustação desta bebida ancestral, no Jardim Uaná Etê, com seu café Arábica, de genética arcaica de Uaná Etê, preservado por um século, e colhido na Mata Atlântica.

Dentro desse roteiro pelas tradições do lugar, vale conferir, ainda na Fazenda União, um Bistrô com Fogão de Lenha, repleto de “causos”, desfrutando de uma maravilhosa culinária local, ao som de harpa e flauta. Basta agendar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *