Hospedagem

Primeiro hotel espacial planeja receber turistas em 2027

O turismo de isolamento é a grande tendência há alguns meses, mas que tal ir ainda além e se isolar até mesmo do planeta Terra em uma viagem? A ideia não será mais impossível em 2027, ano em que o primeiro hotel espacial, o Voyager Station, promete ser inaugurado.

hotel espacial

De acordo com o jornal britânico The Independent, o hotel terá capacidade para até 400 convidados que poderão desfrutar não só do luxo dos quartos com vista para o espaço, como também de bares, spa, cinema, academias, bibliotecas, salas de concerto, salas de observação da Terra e restaurantes.

A estrutura geral conta com cápsulas individuais presas a uma roda giratória, com tubos conectando as diferentes áreas formando um X. O custo de construção não foi revelado até então.

A Orbital Assembly Corporation (OAC) é a empresa aeroespacial por trás da ideia e anunciou que a construção começará em 2025. “A estação será projetada desde o início para acomodar tanto as agências espaciais nacionais que realizam pesquisas de baixa gravidade quanto os turistas espaciais que desejam experimentar a vida em uma grande estação espacial com o conforto da baixa gravidade e a sensação de um bom hotel”, diz comunicado no site da OAC. A empresa espera também vender partes do hotel para agências governamentais que desejam usar o local como um centro de treinamento ou proprietários que desejam criar uma vila a bordo da nave.

Volta ao mundo

Segundo o site oficial, promete-se ainda que o hotel dará uma volta ao globo a cada 90 minutos e a rotação do círculo gerará uma gravidade artificial semelhante à da lua. “Esta será a próxima revolução industrial”, disse John Blincow, o fundador da Gateway Foundation, que executará parte da estrutura do Voyager. “A Voyager Station é uma estação espacial giratória projetada para produzir vários níveis de gravidade artificial, aumentando ou diminuindo a taxa de rotação. A gravidade artificial, ou simulada, é essencial para a habitação de longo prazo no espaço”, complementa o site oficial. Um robô nomeado STAR (Structure Trust Assembly Robot) construirá a estrutura do Voyager em órbita assim que a OAC finalizar alguns testes de gravidade. Tanto a Gateway Foundation quanto a OAC pedem às pessoas que invistam no projeto e façam reservas para uma futura visita.

Fonte: Nossa Viagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *