Life&Style

Armário cápsula: por que é tendência?

Minimalismo e sustentabilidade se unem nesse estilo inovador

Uma das piores sensações que toda mulher já tem, ao menos, uma vez na vida, é olhar para o guarda-roupa cheio e dizer que não há nada para vestir. Muitas vezes, isso acontece porque estocamos o espaço com roupas que nunca usamos ou nem sequer têm a ver com o nosso estilo.

Por outro lado, ter apenas o essencial a sua mão, como calças básicas, uma camisa social branca e um bom par de sapatos, faz toda a diferença, em diferentes situações. Isso mostra que menos é mais. É a partir desse pensamento que surge o chamado armário cápsula.

Esse estilo de vida, que ainda é novidade para muita gente, busca aliar minimalismo, bom gosto e personalidade ao promover o uso mais consciente das roupas, além de quebrar com as amarras do consumismo tão comum na nossa atual sociedade.

Conceito

A ideia do armário cápsula, ou capsule wardrobe, em inglês, surgiu na década de 1970 com a estilista Susie Faux. Segundo ela, um guarda-roupa assim seria capaz de reunir a personalidade de seu dono em peças coringas e atemporais, que poderiam ser usadas combinadas umas com as outras.

Trata-se da aplicação de um estilo de vida mais minimalista, já que exclui os exageros e mantém somente aquilo que é considerado necessário para o dia a dia da pessoa. 

O conceito não significa ter um guarda-roupa limitado e sem graça, muito pelo contrário! A ideia é que o armário cápsula possa armazenar as suas peças preferidas e as mais usadas de diferentes formas. Fazer composições, aqui, é fundamental!

Não existem regras definidas para quantificar quantas peças você pode ou não ter, mas a ideia é exatamente a de conseguir montar um guarda-roupa com a menor quantidade possível de roupas. No geral, um armário cápsula tem entre 30 e 70 peças, sendo 70 o número indicado para se vestir bem o ano inteiro.

Tendência

O armário cápsula começou a ganhar notoriedade em 1985, quando a estilista Donna Karan lançou uma coleção inteira com apenas 7 peças que conseguiam conversar entre si. A partir de então, o conceito vem se tornando cada vez mais conhecido.

Essa tendência tem a ver com novos estilos de vida, uma maior consciência ambiental e menor apelo ao consumo, por exemplo. Isso porque o minimalismo percebido na escolha das roupas também apresenta-se em outros aspectos de quem opta por esse estilo de vida.

A preferência por qualidade em vez de quantidade também é um aspecto bem latente de quem deseja ter um armário cápsula. Quem parte desse princípio pode até gastar um pouquinho a mais na hora de comprar uma roupa nova, mas vai na certeza de que ela durará muito mais e será muito bem aproveitada.

Vantagens

A maioria das pessoas que tem um armário cápsula acaba dando preferência ao uso de araras e guarda-roupas abertos para armazenar as peças. Dessa forma, fica mais fácil visualizar e montar os looks de acordo com a sua necessidade, oferecendo, assim, mais praticidade ao dia a dia.

Outro benefício é a economia que isso trará para sua vida, já que hábitos de consumo desenfreados vão de encontro às premissas básicas do armário cápsula. O conceito de sustentabilidade, aqui, também é bem forte, já que o processo de produção têxtil tem um altíssimo impacto negativo na natureza.

Por último, mas não menos importante, o armário cápsula é extremamente democrático tanto para homens, quanto para mulheres e, até mesmo, crianças, por tratar-se de um verdadeiro estilo de vida, muito mais que uma simples tendência de moda passageira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *