Descubra Portugal

13 de Junho é dia do padroeiro dos viajantes

Chegamos ao mês mais festivo de todo o Brasil e como não podia deixar de ser, Santo Antônio abre as mais coloridas, animadas e gostosas festas em diversas cidades.

festa-junina1

Santo Antônio é sem dúvida um dos mais populares Santos entre os brasileiros, mas você sabia que uma das mais tradicionais festas do santo acontece em nossa pátria mãe? Pois sim, é em Portugal, especificamente em Lisboa que acontece a mais popular e animada festa de “Santo Antoninho” como é carinhosamente chamado o Santo em terra lusitana. Por lá, as festas começam logo na noite do dia 12. Todos os anos a cidade organiza as marchas populares, grande desfile alegórico que desce a Avenida da Liberdade. A festa dura toda a noite e, por toda a cidade há arraiais populares onde a comilança rola solta, especialmente as famosas e deliciosas sardinhas assadas na brasa, caldo verde e doces, muitos doces tradicionais. Claro que se bebe muito vinho tinto para acompanhar os “comes”. Boa música e muita dança nunca faltam e isso vai até a madrugada, ainda mais no antigo e muito típico Bairro de Alfama. Em Portugal, Santo Antônio é muito venerado e em Lisboa no dia 13 de Junho é feriado municipal.

Doces Santo AntônioNo Brasil, não é muito diferente, embora aqui ultimamente o conceito de Festas Juninas tenham sofrido uma espécie de deturpação no seu conceito inicial. Em muitos lugares vemos anúncios de “festas juninas” onde se tem de tudo. Mas aí já é outra história… O fato é que algumas cidades ainda mantém o conceito original, festivo e de devoção ao Santo, onde ocorrem verdadeiros cultos a tradições e muita festa e alegria. Ainda bem!!

Um pouco da história de Santo Antônio
Santo Antônio nasceu em Lisboa em data incerta, numa casa próxima da Sé, às portas da cidade, no local onde posteriormente se ergueu a igreja sob sua invocação.
Primeiramente foi frade agostiniano em Lisboa, indo depois para o Convento de Santa Cruz, em Coimbra, onde aprofundou os seus estudos religiosos através da leitura da Bíblia e da literatura patrística, científica e clássica. Santo Antônio viajou muito para espalhar seu conhecimento. Inicialmente ele viveu em Portugal, depois na Itália e na França. Em 1221 se integrou a Ordem de Assis, a convite do próprio Francisco, o fundador. Tempos depois, foi transferido para Bolonha e em seguida para Pádua, onde morreu aos 36 (ou 40) anos.
Santo Antônio de Lisboa é também tido como um dos intelectuais mais notáveis de Portugal do período pré-universitário. Tinha grande cultura, documentada pela coletânea de sermões escritos que deixou, onde fica evidente que estava familiarizado tanto com a literatura religiosa como com as ciências profanas, referenciando-se inclusive a diversos Filósofos. O seu grande saber tornou-o uma das mais respeitadas figuras da Igreja Católica do seu tempo. Lecionou em universidades italianas e francesas e foi o primeiro Doutor da Igreja franciscana.
Ele viveu na primeira metade do século XIII, em plena Idade Média. Nesta época, desenvolviam-se as cidades extramuros (os burgos) e uma nova classe social de artesãos, mercadores, banqueiros, notários e médicos ascendiam na sociedade e no poder: surgia a burguesia.

Santo Antônio é considerado padroeiro dos animais, dos estéreis, dos barqueiros, dos velhos, das grávidas, dos pescadores, agricultores, marinheiros, dos pobres, dos oprimidos e dos viajantes; é padroeiro de Portugal, e é invocado para achar coisas perdidas, para conceber filhos, para evitar naufrágios e para conseguir casamento. Este último, aliás, é um dos mais conhecidos “títulos” que o Santo é reverenciado, afinal, muitas mulheres aprendem que se querem arrumar um bom casamento tem que recorrer ao Santo casamenteiro. Algumas mais afoitas e desesperadas o colocam até de cabeça para baixo na intenção de apressar seus pedidos – Tadinho do santo! Talvez, por tamanha devoção popular ele esteja entre os santos mais amados do Cristianismo e é cercado de riquíssimo folclore, o que lhe atribui até os dias de hoje inúmeros milagres e graças. Igrejas a ele consagradas se multiplicam por todo o mundo.

Santo Antoninho red

E já que hoje é seu dia, nós não poderíamos deixar de reverenciar o nosso Padroeiro e pedir que ele continue protegendo todas as nossas viagens. Santo “Antoninho” olhai por nós!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *