Gastronomia etc.

Vinho e feijoada combinam? Confira opções de harmonização do tinto ao lambrusco

É possível harmonizá-los, e há opções para todos os gostos!

opções de harmonização

A cultura do vinho vem se popularizando entre os brasileiros, e nada melhor do que inseri-lo em espaços – ou pratos –, até então, pouco explorados. O que pensar sobre a junção de vinho e feijoada? O prato forte à base de feijão e carne de porco orna com nossa bebida amada? A mescla de sabores totalmente opostos vai bem? Separamos algumas opções que vão do tinto ao lambrusco, para provar que essa dupla pode dar certo, sim!

Antes de tudo, é importante lembrar que harmonização, em linhas gerais, acontece por semelhança ou contraste. No caso da feijoada, por se tratar de um prato forte, de gostos acentuados e alto teor de gordura, devemos analisar algumas características, tanto do prato, quanto do vinho escolhido, para que a experiência seja a melhor possível.

Os vinhos tintos espumantes possuem maior teor alcoólico, presença elevada de tânicos e são mais estruturados. Eles se tornam interessantes, pois a sensação de acidez e gosto pouco adocicado acaba ornando com o sabor acentuado do prato, o que torna a experiência agradável. A junção dos dois elementos fortes tem sido recomendada e aprovada até pelos paladares mais exigentes. Entre as opções de tintos, vale ressaltar que os feitos com uvas tannat e cabernet sauvignon são os mais indicados nessa situação, pois se encaixam nas características citadas.

Já para os amantes dos lambruscos, ainda que eles sejam considerados vinhos de entrada por se tratar de uma bebida mais leve, seu sabor contrasta com a espessura gordurosa da carne de porco e o amargor característico do feijão preto. Por conta de sua leveza e acidez, diferentemente do tinto, o vinho lambrusco proporciona uma sensação de frescor, visto que seu gás limpa as papilas gustativas, amenizando a sensação de peso do prato.

Fica evidente que, por mais que essa seja uma opção mais suave, ela não deixa de ser uma boa opção para degustação com feijoada, principalmente por sua característica contrária ao prato, que equilibra o paladar de quem os aprecia juntos. O Lambrusco di Sorbara é o mais indicado para acompanhar a refeição: por ser pouco intenso, porém frisante, e ter baixo teor alcóolico, ele se torna interessante para a refeição.

Várias são as opções para quem quer ousar, ou simplesmente combinar seu prato favorito com nossa bebida querida. Seja contrastando ou combinando sensações, para abrasileirar ainda mais a mistura, a única regra é servir o vinho bem gelado, proporcionando a quem o degusta uma experiência tropical, que é a cara do nosso país!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *