Esporte & Aventura

O que é corrida digital? Conheça essa e outras soluções virtuais para manter a saúde em dia

Atividades físicas podem ser praticadas durante a pandemia. Veja como se manter ativo de maneira segura e em casa.

corrida digital

A pandemia do novo coronavírus afetou diversos setores, obrigando-os a se reinventarem. Tanto os atletas profissionais, quanto os amadores, estão sofrendo com o isolamento social. Entretanto, iniciativas começam a mostrar maneiras seguras de praticar atividades físicas.

Uma competição de corrida foi feita em versão on-line no Mato Grosso do Sul. O projeto da corrida digital foi realizado pelo Governo do Estado, com intermédio da Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte).

O evento aconteceu em parceria com a Rede MS Integração de Rádio e Televisão, sendo foi um sucesso já no período de inscrições, pois, elas esgotaram rapidamente. Assim, cerca de 300 cidadãos participaram da corrida em um formato inovador.

Este é um exemplo de como o mundo do esporte está se adaptando em tempos de isolamento social. Aplicativos e lives de treinos também se tornaram parte da rotina do brasileiro que não pode sair de casa para praticar exercícios.

Corrida digital

Atletas amadores costumam participar de competições, sendo que esse é um grande estímulo para os treinos. No entanto, as medidas de distanciamento social dificultam esse tipo de evento, pois, há a formação de aglomerações.

A corrida digital surgiu como uma alternativa para esse problema. Um percurso único, para homens e mulheres, foi estabelecido no Parque dos Poderes. Os competidores precisaram percorrer cinco quilômetros. 

Para evitar aglomerações, eles puderam escolher o dia e o horário para concluir o trajeto. Durante 7 dias, os corredores poderiam correr entre 6h e 20h. Um chip de cronometragem registrou o tempo de cada atleta. Dessa forma, foi possível definir os ganhadores e os três primeiros colocados receberam medalha.

Segurança em primeiro lugar

A melhor maneira de se prevenir contra o novo coronavírus é o isolamento social.  Como locais com aglomerações possuem maior risco de contaminação, a organização inovou ao pensar em medidas sanitárias para o evento.

Câmeras foram colocadas ao longo do trajeto. Assim, o corredor poderia acompanhar de casa como estava a movimentação no percurso e escolher o melhor horário para completar a prova, evitando contato com outros competidores.

Ao longo dos cinco quilômetros, três tendas de suporte foram montadas, proporcionando um apoio adequado aos participantes. Além de ser uma medida de segurança, essa estrutura completa contribuiu para criar um clima de prova, apesar de os atletas correrem sozinhos.

Canais no YouTube, aplicativos e lives

Academias, estúdios de pilates e clubes foram fechados. Quem costumava praticar esporte com frequência sentiu o peso dessas medidas logo no início da quarentena. Além dos praticantes, os profissionais que trabalham nesse mercado precisaram se reinventar durante o período.

Uma solução mais prática foi desenvolver treinos que pudessem ser feitos em casa. Muitos alunos receberam as indicações dos professores de educação física e passaram a treinar sozinhos. Em outros casos, o profissional acompanha a execução das séries de exercício por vídeo.

Outra solução encontrada por muitas pessoas foi treinar por meio de lives. As transmissões acontecem em tempo real para milhares de pessoas. Basta acompanhar os exercícios que o professor está fazendo. 

Para aproveitar essa modalidade, é importante encontrar um profissional com quem a pessoa se identifique. Além disso, respeitar o próprio ritmo e saber parar em casos de dor são atitudes fundamentais.

Os canais no YouTube que falam sobre esportes e ensinam como praticá-los em casa também se destacaram entre as soluções caseiras. Alguns perfis, inclusive, montam uma série de exercícios que podem ser feitos dia após dia. Um exemplo são os vídeos para 20 dias de ioga, em que basta seguir para o próximo treino no dia seguinte.

Por fim, os aplicativos foram muito procurados. Neles, basta colocar a quantidade de horas que se pretende treinar semanalmente e o perfil de atleta. Dessa forma, o aplicativo monta um treino para nível iniciante ou avançado, organizando os dias de atividade física e os de pausa.

Esporte é saúde

Até mesmo as pessoas que não costumam praticar atividades físicas com frequência sentiram o impacto de ficar em casa e se movimentar pouco. Afinal, mesmo sem fazer esporte, todos se locomovem durante o dia.

Por isso, a demanda para solucionar esse problema foi muito grande. Produtos como tapetes de ioga, caneleiras com peso e bola suíça esgotaram no e-commerce. 

Manter-se ativo em casa é essencial para a saúde física e mental. Por isso, é importante dedicar um tempo para conhecer cada uma dessas opções tecnológicas. Assim, fica mais fácil identificar a que funciona para você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *