Dicas & Destinos

Um dia no Vaticano e na Basílica de São Pedro

Por Renan Ribeiro

Renan Ribeiro, é um brasileiro que vive em Roma há alguns anos, e hoje está compartilhando, com os leitores do Portal Embarque na Viagem, suas experiências e aproveitando para mostrar um pouco desse lugar maravilhoso que é a Itália. Renan, é estudante da História da Arte na universidade “La Sapienza” em Roma, e autor do blog Roma Peregrina – www.romaperegrina.com, um espaço que fala sobre turismo religioso e peregrinação na Itália.

Fazer uma visita ao Vaticano e a Basílica de São Pedro é o sonho de milhões de pessoas por todo o mundo. Mas antes de fazer as malas e partir para uma viagem tão especial quanto esta é preciso ter atenção a certos detalhes. Saber quando visitar, o que ver e ter o máximo de informações possíveis é uma forma para aproveitar ao máximo tudo que há nesses lugares.

Quando visitar?

Por ser uma cidade-estado que possui grande significado para a religião católica é natural que em qualquer época do ano o Vaticano receba muitos visitantes. Entretanto, os meses de junho, julho e agosto possuem uma aglomeração maior de pessoas já que está no período do verão.

Se o interesse é visitar todas as atrações ali existentes, o melhor é evitar o domingo já que alguns atrativos possuem acesso restrito nesse dia. Alguns feriados também não são aconselhados para visitação, pois o Museu do Vaticano permanece fechado.

O que ver?

O Museu do Vaticano é magnífico e vale a pena ser visitado. Mas além dele há outros pontos que merecem atenção, como a Necrópole do Vaticano. Na Basílica uma subida à cúpula deve ser feita bem como ir as tumbas e ver de perto o local da tumba de São Pedro.

Mas para chegar até a tumba de São Pedro em específico, é preciso agendar, pagar uma taxa e ser acompanhado por um guia.

Informações

É preciso ter atenção quanto aos trajes que for usar quando visitar algumas dependências da Basílica. Blusas decotadas, bermudas, shorts, saias curtas, regatas e chapéu não são permitidos. Quem tenta visitar o espaço com alguma dessas peças tem a entrada barrada.

Mas não é necessário se cobrir por inteiro para poder visitar as dependências da Basílica. O ideal é vestir roupas que não mostrem os ombros nem os joelhos. Caso queira conhecer a cúpula e não queira subir de elevador, então é melhor utilizar um sapato confortável para subir os mais de 300 degraus.

Tirar fotos na Basílica de São Pedro é possível a menos que decida fazer uma visita as Tumbas dos Papas. A visitação a essa parte da Basílica é gratuita, mas é preciso respeitar essa regra de não fotografar o lugar.

Para ver o Papa mais de perto basta ir a Audiência Geral na Piazza San Pietro. Ela ocorre nas quartas-feiras e nessa ocasião o Papa passa no meio dos fiéis no Papamóvel. Também nesse dia a Basílica abre após as 12h30.

Por isso, é preciso ficar atento a quando visitar, o que ver e saber informações sobre esses lugares. Assim evita-se perder tempo ou até ter a entrada barrada. Afinal, trata-se de um lugar de grande importância da religião católica e que possui regras que precisam ser respeitadas.

Baldaquino da Basílica de São Pedro

2 Comentários

  1. Pingback: Embarque na Viagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *