Dicas & Destinos

A beleza escondida da capital do Panamá

Dificilmente os brasileiros costumam conhecer a América central, além de uma ou outra ilha caribenha. Há belezas infinitas escondidas em algumas cidades, além de muita cultura. As civilizações pré-colombianas deixaram muitas marcas na região, além de Machu Picchu ou do México. Um grande exemplo disto está na Cidade do Panamá.

A-beleza-escondida-da-capital-do-Panamá-01

Conhecido pelo Canal que transporta embarcações do oceano Atlântico ao Pacífico, facilitando muito o comércio mundial, o Panamá não é apenas isso. O país tem a economia baseada em serviços, no livre comércio, agricultura, algumas indústrias e, principalmente, no turismo.

Com uma história rica – já foi ligado econômica e politicamente a Espanha, a Colômbia e aos Estados Unidos – o país passou por vários problemas internos (esteve sob uma ditadura militar sangrenta, nos anos 80), atualmente é uma democracia plena e livre.

A-beleza-escondida-da-capital-do-Panamá-02

Tem um legado cultural rico, com civilizações antigas formadoras, as mais conhecidas ligadas aos povos indígenas chibchascaribes, cholos e chocóes. Devido às influências dos povos africanos, aos norte americanos e aos espanhóis, tem uma cultura diversa e particular, com a presença de monumentos e esculturas que datam de muito antes da descoberta da América, fascinando seus visitantes.

O turismo e um novo Panamá

A-beleza-escondida-da-capital-do-Panamá-03

Com o desconto oferecido pelo governo para visitantes estrangeiros e aposentados, o Panamá viu sua economia crescer nos últimos 5 anos. Muitos investidores europeus descobriram a região, construindo diversos empreendimentos imobiliários e hotéis de luxo que atraem, a cada ano, mais e mais visitantes. A infraestrutura herdada da colonização norte americana, também é muito explorada.

Para os amantes de Poker, na Cidade do Panamá acontece uma das etapas mais importantes do campeonato Latino Americano de Poker, juntamente com a brasileira, em São Paulo – que acontecerá ainda no mês de maio – patrocinado pelo popular site Pokerstars, respeitado mundialmente. Com premiações expressivas, os torneios atraem esportistas de diversos países, para as disputas, movimentando o turismo e a economia local.

A-beleza-escondida-da-capital-do-Panamá-04

Há muitas regiões montanhosas e belíssimas praias, bem próximas – em alguns momentos a paisagem lembra o visual da cidade do Rio de Janeiro – existem diversos passeios, acessíveis para todos os gostos (e bolsos). Hotéis de luxo extremo convivem com pousadas simples e confortáveis, em regiões como Colon, Bocas Del Toro, Darién, La Amistad e a Província de Chiriqui.

Como o país não é muito grande, dá para conhecer muita coisa, mesmo sem sair da capital, porem se o visitante tiver tempo, vale a pena visitar com calma os destinos turísticos, como o Mercado de Mariscos, o Teatro Nacional, o Reprosa – o museu de tesouros do Panamá, além da orla marítima da Calzada de Amador e Avenida Central, com mercados bem baratinhos e uma bela paisagem.

Canal do Panamá

A-beleza-escondida-da-capital-do-Panamá-05

Por último, a obra que praticamente define o país. Uma serie de escotilhas e dutos que se enchem de água e que elevam embarcações para que se transporte de um oceano ao outro. É uma das obras de engenharia mais incríveis que o homem já fez. Não dá pra visitar o país sem que se visite a monumental construção, que está sendo ampliada. Houve, inclusive, uma pequena greve de trabalhadores locais, pedindo aumento de salários.

Para se chegar, existem voos diretos entre o Brasil e a Cidade do Panamá, o país fica há apenas 2 horas a menos de diferença, em relação a Brasília. A moeda local é o Balboa, mas o dólar americano também é corrente. Não é necessário nenhum tipo de visto, se o visitante quiser ficar até 90 dias, no país. Compras são muito acessíveis nos aeroportos, convém apenas observar o câmbio.

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *