Variedades & Tecnologia

Bruce cantou Raul no Rock in Rio e não há Leleke que resista a isso

Noite que agradou um público de todas as idades entra para a história do festival

Bruce Springsteen na galera
Neste sábado, o público da Cidade do Rock foi composto por pessoas das mais diferentes faixas etárias. Enquanto meninas vinham para assistir os shows de Philip Philips e John Mayer, os mais adultos (e até famílias inteiras!) aguardavam ansiosos para conferir o tão anunciado show de Bruce Springsteen & the E. Street Band. E mais uma vez Roberto Medina acertou em cheio: “The Boss”, como é conhecido o astro, entrou para a história do Rock in Rio, no Brasil.

Por onde passávamos, no meio da galera, nos gramados, nas filas dos brinquedos, pra todo canto podíamos notar que o show do CARA louquinho que tocou “Sociedade alternativa” do não menos louquinho Raul Seixas, não deixou ninguém insatisfeito. Deu gosto ver até mesmo a galera que não conhecia grande parte do repertório de Springsteen se surpreendendo com o pique e a musicalidade do coroinha maluco – como algumas pessoas o estavam chamando por aqui. 

A noite no palco mundo começou ao som dos mineirinhos do Skank com suas músicas mesclando baladinhas, Rock, Gafieira e regional além dos grandes sucessos e participações especiais como a do Rapper Emicida e do ruivo mais queridinho da música brasileira, Nando Reis. Nando que já tem parceria constante com Samuel Rosa e é tido pelo cantor, amigo e parceiro de diversas composições emocionou o público com a música “Resposta”.

Ainda no palco mundo, Phillip Phillips ganhou mais fãs brasileiras logo em sua primeira aparição no país. O vencedor da 11ª edição do reality show American Idol, apresentou o repertório do seu primeiro álbum “The World From The Side Of The Moon”. O jovem artista fez diversas performances com o violão e cantou músicas como Gone, Gone, Gone, Hold On e Moon.

Na sequência, John Mayer invadiu o espaço sem deixar ninguém parado – e levar as meninas ao delírio. Tocando os maiores sucessos de sua carreira, o músico arrancou os gritos do público que, mesmo a oito metros de distância, cantavam junto ao ídolo músicas como No Such Thing, Your Body is a Wonderland, Daughters, Waiting on The World e Gravity.

Constatação da noite: No Rock in Rio, Bruce Springsteen foi o dono da festa.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *