Dicas & Destinos

Uma visita às Catacumbas de Roma

Quando a gente pensa na romântica Roma, corredores misteriosos e criptas antigas talvez não sejam as primeiras coisas que vêm à mente. Fora da cidade estão as Catacumbas de Roma, uma rede de cemitérios subterrâneos escavados no século 2 dC. 

Catacumbas de Roma

As mais impressionantes são as Catacumbas de São Calisto, onde 16 papas e cerca de 30 mártires estão enterrados. Se você já está sentindo arrepios subindo na espinhas, não se preocupe! Diferente daquilo que vemos nos filmes, as Catacumbas de Roma não são como labirintos sem saída onde você será perseguido por alguma criatura assustadora. 

Diferentemente das Catacumbas de Paris, nas Catacumbas de Roma não encontramos ossadas, nem esqueletos, nem crânios, apenas os lóculos onde os defuntos eram enterrados.

Se você está planejando a sua viagem à Itália, considere incluir no seu roteiro as Catacumbas de Roma.

Catacumbas de São Calisto

As Catacumbas de São Calisto devem seu nome ao diácono Calisto, nomeado supervisor do cemitério pelo Papa Zeferino, no século 3. Essas catacumbas tornaram-se o local de sepultamento oficial da Igreja de Roma. O cristianismo ainda era uma fé bastante incomum na época e, enquanto os romanos cremavam seus mortos, os cristãos preferiram que seus entes queridos fossem enterrados. A religião romana proibia o enterro dentro dos limites da cidade, por isso as catacumbas tornaram-se o local designado.

O pequeno Vaticano

Há um ar de mistério nos corredores. As catacumbas têm nada menos que quatro andares, e algumas estão a 20 metros abaixo do solo. A mais importante das várias seções é a área dos papas, também conhecida como “pequeno Vaticano”. As criptas dos papas de São Calisto são consideradas as mais bonitas das catacumbas, e as inscrições originais ainda são visíveis nas paredes.

Catacumbas de Roma

A cripta de Santa Cecília é outro destaque. Santa Cecília, padroeira da música, ficou enterrada aqui por cinco séculos. Ela morreu como mártir por volta do ano 230, e seu corpo ficou desaparecido por muito tempo. Seu túmulo foi redescoberto com as catacumbas de São Calisto em 820. O Papa Pascoal I deu a ordem de reconstruir uma igreja no lugar onde ela havia morrido e transferiu seu corpo para lá. A Basílica de Santa Cecília ainda pode ser admirada no charmoso bairro de Trastevere.

Simbolismo subterrâneo

Os corredores e as câmaras das catacumbas estão ricamente decorados com símbolos cristãos. Visto que os cristãos não podiam praticar sua fé abertamente naquele tempo, eles pintavam e esculpiam símbolos para expressar suas crenças. Os mais conhecidos são o monograma de Cristo, o peixe e o Bom Pastor. O monograma é composto das letras gregas X e P, as duas primeiras letras da palavra grega para Cristo. Se estiverem gravadas em um túmulo, isso significa que um cristão está enterrado ali.

Para fazer sua visita às Catacumbas de Roma deve saber:

  • As visitas são guiadas em mais de um idioma;
  • Não é permitido gravar ou tirar fotos dentro das catacumbas;
  • Leve um bom casaco, porque a temperatura lá embaixo é bem fria, podendo chegar a até 15 graus. Sendo assim, evite ir apenas de camiseta e bermuda!
  • Este não é um passeio para quem tem problemas com espaços fechados e estreitos. 
  • Use sapatos confortáveis, uma vez que a caminhada pode ser longa! Este passeio dura em média 40 minutos;
  • Se você quiser, poderá comprar os ingressos antecipadamente pela internet. Assim, você evita chegar lá e não conseguir passear por excesso de turistas;
Catacumbas de Roma

Quer ter uma ideia de como é por lá? Então confira essa “degustação” do Google Maps e faça um tour pelas Catacumbas de Roma


INFORMAÇÕES PRÁTICAS DE ROMA

Clima

Roma desfruta um clima mediterrâneo, com invernos amenos e verões secos e quentes. Janeiro é o mês mais frio em Roma e julho e agosto são os meses mais quentes. O tempo em Roma durante o verão (de junho a agosto) pode ser quente e desconfortável, com temperaturas excedendo muitas vezes a 35°C ao meio-dia. Os residentes costumam fechar seus estabelecimentos comerciais durante agosto.

O inverno (de dezembro a fevereiro) é ameno, com a temperatura média em dezembro girando em torno de 13°C. É rara a queda forte de neve, porém em quase todo inverno caem flocos leves na cidade. É possível que chova em qualquer época do ano, porém dificilmente a garoa chegará a perturbar os visitantes.

A melhor época para viajar á Roma é na primavera, entre março e maio, quando os céus ficam azuis e o tempo mais aquecido. O outono também é considerado uma alta estação turística, já que os meses de setembro e outubro são bem agradáveis.

Passear pela cidade

A rede de ônibus, bondes, metrô e trens cobre a cidade inteira das 5h30 até por volta da meia-noite e os ônibus noturnos prosseguem até aproximadamente as 5h, cobrindo as rotas principais. O metrô possui apenas duas linhas, porém é a maneira mais fácil e mais rápida de locomoção.

O serviço de ônibus é barato e confiável, embora seja lento em virtude do congestionamento do trânsito. As passagens funcionam em todos os meios de transporte e devem ser pré-adquiridas e validadas no início de cada viagem. Há passagens válidas por um dia com viagens ilimitadas, ou passagens simples válidas para uma viagem de metrô ou 100 minutos de ônibus.

Os táxis são notoriamente caros e exibem uma lista de taxas extras. Se for possível, fuja dessa opção.

O centro histórico de Roma é compacto e viável a pé. Sua maior parte fica fechada para o tráfego normal. Dirigir em Roma é uma experiência a ser evitada.

Hora local

Horário local: GMT +1 (GMT +2 entre o último domingo de março e o sábado anterior ao último domingo de outubro).

Eletricidade

A corrente elétrica na Itália é de 220 volts. Várias tomadas são utilizadas, inclusive as europeias de dois pinos.

Moeda

A moeda oficial é o euro (EUR), que é dividido em 100 cêntimos. Aqueles que chegarem à Itália com moeda estrangeira podem adquirir euros num banco, caixa eletrônico ou numa casa de câmbio. Há uma grande quantidade de caixas eletrônicos. Os cartões de crédito são aceitos em estabelecimentos comerciais e lojas de luxo espalhados pelas cidades. Os bancos não funcionam nos finais de semana, porém, geralmente oferecem taxas de câmbio melhores do que as casas de câmbio.

Número de emergência

Emergência: 113 (Polícia); 118 (Ambulância).

O Primeiro Shopping de Containers da Zona Sul Carioca

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *