Dicas & Destinos

Nova Zelândia relembra ações inspiradoras durante a pandemia

A Nova Zelândia foi o primeiro país do mundo a dar as boas-vindas para 2021, um ano que chega cercado de expectativas. Afinal de contas, 2020 foi, no mínimo, desafiador. Mesmo assim, é possível destacar muitas iniciativas boas que aconteceram ao longo do ano e que vale a pena relembrar. Com menos pessoas nas ruas, a natureza ganhou espaço; a impossibilidade de estar presente em várias atrações gerou novas experiências e foi possível estar perto, mesmo distante fisicamente, usando muita criatividade. Para relembrar tudo isso, o Turismo Nova Zelândia reuniu aqui cinco memórias.

ações inspiradoras nova zelândia

Pássaros raros de volta à paisagem urbana

Conhecida pela preservação do meio ambiente e pela sua fauna abundante, a Nova Zelândia também notou diferenças na paisagem com a redução de pessoas nas ruas. Durante o período de lockdown (restrição de circulação) no país, a paisagem urbana ganhou novos elementos: em meio a esse período em que a população ficou dentro das suas casas por semanas, pássaros curiosos mudaram de comportamento e começaram a aparecer nas cidades e até nas casas das pessoas, levando o seu canto e encanto para a vida dos neozelandeses.

Durante o período, um importante trabalho de conservação para proteger espécies nativas do país continuou a ser realizado. Para manter a sobrevivência da espécie tūturuatu, uma das mais ameaçadas de extinção, cinco pássaros jovens, parte dos 250 restantes no país, foram autorizados a viajar de avião para conhecer seu novo santuário.

Visita a cenários dos filmes “O Senhor dos Anéis” e “O Hobbit” sem sair de casa

Enquanto as atrações turísticas não puderem receber visitantes, o tour virtual gratuito com gloriosas imagens 360 graus de Hobbiton ajudou a matar as saudades e a curiosidade sobre o local, cenário das filmagens das trilogias ‘O Senhor dos Aneis’ e ‘O Hobbit’. Na cidade de Matamata, a apenas duas horas de Auckland (Ilha Norte), é uma das atrações mais visitadas e concorridas do país.

A vila utilizada nas gravações de ‘O Senhor dos Anéis’ chegou a ser desmontada após os filmes, mas dez anos depois, com as filmagens da trilogia de ‘O Hobbit’, foi reconstruída em caráter definitivo. Entre as atrações disponíveis no tour estão a Pousada do Dragão Verde, recriação do local frequentado por Frodo, Sam, Merry, Pippin e pelos anões, e o bolsão, onde ficam as 44 tocas de hobbits e moradia de Frodo e Bilbo. A atração está disponível no site.

Mensagens de união e apoio a todo o mundo

A fim de se conectar com outros povos mesmo com as fronteiras fechadas, a Nova Zelândia criou a campanha A Message from New Zealand, que envia mensagens de esperança e reflexão para manter o país e seu povo nos corações e mentes de pessoas mundo afora.

A campanha apresenta uma série de vídeos que mostram os neozelandeses em seu cotidiano e exibem o que realmente é importante para eles. Eles respondem a perguntas como “Se você pudesse encorajar o mundo a fazer uma ação, o que seria?” ou “Se você pudesse enviar uma mensagem para qualquer pessoa no mundo, quem seria?” e as respostas sinceras capturam a identidade e o espírito únicos do país, como forma de inspirar e conectar as pessoas. Os vídeos estão disponíveis no canal do YouTube 100% Pure New Zealand e podem ser assistidos aqui.

Áudios meditativos criam uma viagem sonora e acalmam a mente

A cultura neozelandesa preza pela qualidade de vida e pelo bem-estar, e os sons da natureza tão própria do país contribuem para isso. Para proporcionar essa experiência única, em um momento em que resiliência e tranquilidade são fundamentais, a Nova Zelândia lançou seu primeiro álbum no Spotify, o Mindful Journeys, disponível no canal 100% Pure New Zealand. São quatro faixas de áudio meditativo que transportam os ouvintes para o país, ajudando a desconectar do estresse e acalmar a mente.

Por meio de paisagens sonoras, é possível fazer uma jornada pelas Ilhas Norte e Sul da Nova Zelândia. Os sons exclusivos do país incluem pássaros nativos, piscinas de lama geotérmica borbulhantes, ruídos suaves do chão da floresta e o som suave da brisa se movendo por ela.

Dificuldades se transformam em árvores

Para ajudar as pessoas de todo o mundo a darem adeus para este ano e iniciarem o próximo renovadas e cheias de esperança, o Turismo Nova Zelândia criou uma página especial em seu site onde é possível compartilhar os momentos difíceis e desafiadores de 2020 e transformá-los em esperança, com o plantio de árvores nativas que darão origem à Floresta da Esperança.

As árvores serão plantadas pela Trees That Count, instituição neozelandesa dedicada à conservação das florestas, e para participar basta comprar uma árvore por 10 dólares neozelandeses (cerca de R$ 34). As espécies serão plantadas em Northland (Ilha Norte) e Queenstown (Ilha Sul). Quando for possível visitar o país, os turistas poderão ver de perto as dificuldades que foram transformadas em esperança, contribuindo com o meio ambiente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *