Dicas & Destinos

Parque Nacional de Abrolhos reabre para visitação com novas regras

Após 6 meses de isolamento, o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) reabriu o Parque Nacional de Abrolhos, em Caravelas. 

Parque Nacional de Abrolhos

Abrolhos concentra a maior biodiversidade marinha do país, e é considerado o berçário’ das baleias jubartes na Bahia. Durante a temporada de reprodução, elas podem ser vistas desde o norte de São Paulo até o sul do Rio Grande do Norte porém a maior concentração está entre o Espírito Santo e a Bahia sendo que  70% delas escolhem  Abrolhos.

E, para alegria dos turistas, Após 6 meses de isolamento, o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) reabriu, no último dia 1º de setembro, o Parque Nacional de Abrolhos, em Caravelas

A reabertura acontece de forma parcial. e a visitação no local para observação da fauna e flora  só é permitida por embarcações comerciais, respeitando os novos  protocolos de prevenção ao Covid-19 estabelecidas pelos órgãos responsáveis. No entanto, o Centro de Visitantes do Parque ainda permanecerá fechado ao público e as visitações por embarcações particulares ainda seguem bloqueadas. O desembarque nas ilhas será permitido apenas aos visitantes que estiverem em passeios com pernoites.

Esta reabertura obedece a uma série de medidas de prevenção. Além disso, cada uma das cinco operadoras autorizadas a realizar a visitação comercial na unidade de conservação (UC) federal apresentará condições adicionais, considerando recomendações pertinentes que se apliquem ao porte das embarcações e aos serviços oferecidos.

O número de visitantes conduzidos por condutores autorizados será ajustado, a fim de garantir melhor distanciamento e segurança nas atividades, tais como a trilha monitorada na ilha Siriba, o mergulho livre e o mergulho autônomo. Nas trilhas em ilhas, serão oito visitantes para cada condutor, e para o mergulho autônomo seguirá a proporção de seis visitantes por condutor.

A proposta é que seja respeitado o distanciamento de 2 metros entre os visitantes durante as atividades nas trilhas nas ilhas, bem como durante as práticas de mergulho livre e autônomo. Ainda deverá ser obedecida a distância de um metro dentro dos botes infláveis no deslocamento entre o barco e a ilha e os pontos de mergulho. Somente grupos de uma mesma embarcação poderão desembarcar nas ilhas, minimizando o risco de contato entre grupos distintos.

Regras estabelecidas de prevenção

• Uso obrigatório de máscara de proteção facial cobrindo a região do nariz e boca, ainda que artesanal, durante todo o período que estiver no interior do parque.

• Disponibilizar álcool gel 70% ou produto de higienização para as mãos nas estruturas abertas à visitação e nos transportes terrestres e aquaviários, por meio do concessionário, operadores e prestadores de serviços.

• Para os atrativos que constituem a obrigatoriedade de uso de algum equipamento de proteção individual – EPI, estes não poderão ser compartilhados sem antes proceder a higienização e desinfecção dos equipamentos.

• Manter ambientes bem ventilados, com janelas e portas abertas, sempre que possível.

• Promover com frequência a limpeza e desinfecção dos ambientes, pisos, corrimãos, lixeiras, balcões, maçanetas, tomadas, torneiras e banheiros, além de outros objetos de uso coletivo, como cadeiras, sofás e bancos.

• Remover jornais, revistas, panfletos e livros dos locais de comum acesso para evitar a transmissão indireta.

• Estimular e priorizar a venda on-line de ingressos, serviços e/ou agendamentos, ou organizar o atendimento em filas para evitar aglomerações, considerando a marcação no piso com distanciamento de 2 metros, a partir do balcão e entre os clientes.

• Manter o distanciamento mínimo de 2 metros entre os sofás, mesas, cadeiras e bancos dos espaços comuns do empreendimento.

• Proceder a higienização e desinfecção de objetos (inclusive cardápios) e superfícies comuns, como as mesas e cadeiras após cada utilização.

• Os transportes terrestres e aquaviários de visitantes deverão priorizar a ventilação natural. Ao final de cada viagem, promover a limpeza e desinfecção dos veículos.

• Respeitar a capacidade de transporte de cada tipo de veículo e evitar superlotação e/ou aglomeração.

• Antes do início da operação, orientar os visitantes sobre os novos procedimentos de segurança adotados na empresa, incluindo os procedimentos de convivência, os protocolos de manipulação de objetos e alimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *