Dicas & Destinos

Como é o Natal na Provença

O trigo de Santa Bárbara, o presépio e as 13 sobremesas da Grande Ceia… A Provença, na França, cultiva as tradições natalinas cristãs e uma maravilhosa identidade regional. Apresentamos aqui um resumo dos rituais que pontuam a magia das férias de Natal.

O trigo de Santa Bárbara

O patrono dos mineiros e fogos de artifício, comemorado no dia 4 de Dezembro, não possuem relação com a tradição dos grãos e germinação na Provença. No entanto, é no dia de Santa Bárbara que o trigo e outras sementes são plantadas em três pequenos potes forrados com algodão úmido.

Regados diariamente, eles darão origem a brotos verdes e espessos para o dia 24 de Dezembro. Os brotos simbolizam a prosperidade, como nos ritos pagãos onde a germinação prenunciava as colheitas abundantes. Hoje em dia, o ritual se tornou uma ótima maneira de manter as crianças entretidas até o dia 24 de Dezembro.

provença

Os“santons”do presépio

Os“santons”, essas pequenas figuras em argila desenvolvidas por um artesão de Marselha, ganharam reputação em 1803, quando uma feira lhe foi dedicada pela primeira vez na cidade de Phocean. Os“santons”, ou “pequenos santos”, passaram rapidamente a enfeitar o presépio.

A Virgem e São José, o burro e o boi, o pastor e suas ovelhas, o peixeiro … As figuras cristãs, os profissionais da Provença rural, ou personagens como o anjo Boufareu que guia a população para o presépio, são representados pelos “santons”.

O conhecimento tradicional dos “santonniers de Aubagne” e de outros lugares irradia as feiras com seus “santons”, que são os objetos autênticos dos mercados de Natal na Provença. Marselha continua sendo a capital deste encontro milenar.

provença

O presépio ou miniatura de Provença

Musgo recém-colhido para representar o matagal, galhos de tomilho para figurar as oliveiras, papel alumínio para esculpir o rio … À medida que o Natal se aproxima, cada família tem seus segredos para fazer seu presépio, decoração em miniatura de Provença, onde o nascimento de Cristo é encenada com os “santons”. O pequeno Jesus é posicionado no celeiro no dia 24 de Dezembro após a meia-noite, enquanto os Três Reis aparecem na Epifania, no dia 6 de Janeiro, para trazer seus presentes.

A tradição determina que o presépio seja desmontado com candelárias no dia 2 de Fevereiro, o dia da apresentação de Jesus no templo de Jerusalém. A experiência do Natal na Provença é uma memória para a vida toda.

A Grande Ceia,dia 24 de dezembro

A Grande Ceia de Natal já se mostra especial por seu banquete ser tradicionalmente composto por pratos magros (sem carne).A Grande Ceia é uma refeição rica e abundante, pois inclui três, seis ou sete pratos, de acordo com o cardápio.

Caracóis (escargots), bacalhau, tainha, cardons, mandioca, estão geralmente no cardápio dos mais tradicionais. Algumas regras são necessárias à mesa: três toalhas de mesa brancas, onde simboliza a Santíssima Trindade, os copos com os grãos de Santa Bárbara e a presença de treze sobremesas servidas desde o início da refeição.

A procissão de 13 sobremesas

O que seria um Natal na Provença sem os treze doces em referência à Cristo e seus doze apóstolos? Não existe uma lista fixa, mas os 4 mendigos que evocam as ordens religiosas e fizeram votos de pobreza trazem: (figos e passas, amêndoas e nozes), as frutas secas, os nougats brancos e pretos, e o gibassie. Ao seu lado, costumamos encontrar os calissons de Aix-en-Provence ou os barcos de Marselha com frutas frescas como uvas ou tangerinas, frutas cristalizadas, pasta de marmelo.

A oferenda dos pastores

Nas regiões mais rurais ou tradicionais, a cerimônia de pastagem continua a encantar a missa da meia-noite. Uma procissão de pastores chega com seus cavalos e tambores, e oferecem um cordeiro recém-nascido ao oficiante e à assembleia. As ovelhas jovens são transportadas em uma pequena carroça iluminada com velas. Às vezes, essa celebração é adiada para o mês de Janeiro, como em Saint-Martin-de-Crau.

Uma pastoral (ou teatro de Natal)

Às vezes, uma pastoral acompanha a missa da meia-noite e permanece sinônimo de um Natal tradicional em Provença. É uma performance teatral sobre nascimento de Jesus, cantada e narrada em provençal. É como se os “santons do presépio”voltassem a vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *