Dicas & Destinos

Nem só de neve vive Bariloche! Destino tem aventura, natureza e sol

Bariloche tem um lado verde a explorar, é um destino ideal para os amantes do trekking, com muitos encantos, sabores e um paraíso cheio de experiências

Bariloche lançou recentemente a plataforma digital barilochetrekking.com, idealizada para os apreciadores do trekking. É uma ferramenta online com informações sobre a atividade de forma detalhada para amantes do esporte. A plataforma contém informações sobre as 62 trilhas, 06 travessias e 17 curtas caminhadas, em um total de 450 km de trilhas. Tem ainda mapas navegáveis e transferíveis para GPS, FAQs e recomendações.

A aventura em Bariloche acontece ao redor da natureza, onde andar a cavalo, caiaque ou canoa são opções mais tranquilas para admirar as paisagens sob outra perspectiva. Se o objetivo é viver emoções mais intensas, a proposta para o turista pode ser uma tirolesa entre as copas das árvores ou um rafting no rio Manso ou no rio Limay.

Prefere uma aventura na água? Então velejar pelas águas azuis do lago Nahuel Huapi, que se caracteriza por seu grande tamanho, seus belos cenários e suas águas cristalinas, é uma das atividades indicadas para quem visita a região e que permite conhecer a extraordinária geografia e fauna a bordo de barcos modernos. Existe também a possibilidade de escolher entre várias opções de passeios, como visitar a Ilha Victoria e a Floresta de Arrayanes, Puerto Blest e a cachoeira Los Cántaros ou fazer a travessia andina.

O Parque Nacional Nahuel Huapi possui uma importante bacia de lagos e rios com costas de fácil acesso, particularmente adequada para a reprodução de espécies como a truta marrom e a truta arco-íris. E por lá também é possível praticar a pesca esportiva. Mas é necessário adquirir previamente uma autorização.

Bariloche um dos destinos turísticos mais visitados da Argentina, do centro da cidade é possível viajar por quilômetros de paisagens e surpreender-se com vistas deslumbrantes. O verão em Bariloche é na mesma época que no Brasil, de 21 de dezembro a 21 de março, ou seja, não tem neve nesta época e consequentemente, não tem atividades de ski. 

Não espere um calor tropical nessa época: apesar das temperaturas subirem, é raro que cheguem aos 25°C e podem bater os 5°C em noites mais frias. Além disso, nos passeios em altitudes elevadas, o frio e o vento podem deixar a sensação térmica ainda menor.

Chegar em Bariloche é fácil para turistas brasileiros. Além de voos diretos de algumas cidades durante o inverno, no verão existem opções com conexão em Buenos Aires. O trecho aéreo da capital argentina até o Aeroporto Internacional Teniente Luis Candelaria leva em torno de duas horas — bem mais tranquilo do que as 21 horas de viagem de ônibus entre as duas cidades.

Estas são algumas das muitas opções que os amantes da natureza podem escolher durante a viagem. Se você quer saber o que fazer em Bariloche durante o ano inteiro, clique no link turistaprofissional.com e confira. Se busca dicas para passear com crianças no verão então indicamos uma matéria bem lega do maiorviagem.net. E para mais informações acesse o site barilocheturismo.gob.ar.

Bariloche

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *