Dicas & Destinos

Caminhe pelas ruas de Pompéia e viaje por mais de dois milênios de história

Antigo lar de cerca de 20.000 pessoas, esta cidade foi preservada durante dois milênios pela lava do Vesúvio, e hoje, oferece uma visão fascinante da vida naquele período.

No final do século XVIII, a cidade foi redescoberta por um agricultor que, ao trabalhar na região, localizou um muro da cidade. Nos dois séculos seguintes, a cidade foi escavada por arqueólogos. As escavações em Pompéia tiveram início em 1748, mas passou mais de um século até que o projeto fosse efetivamente retomado em grande escala.

Casas, prédios públicos, aquedutos (sistema de condução de água), teatros, termas, lojas e outras construções foram encontrados. Os arqueólogos acharam também objetos e afrescos (pinturas em paredes) que revelaram importantes aspectos do cotidiano de uma cidade típica do Império Romano. Porém, o que mais impressionou os pesquisadores foram os corpos petrificados, em posição de proteção, que foram atingidos pelas lavas vulcânicas. Atualmente, o local é uma das maiores e mais interessantes ruínas antigas no mundo.

Caminhe pelas ruas de Pompéia onde, há cerca de 2.000 anos, o tempo parou e permaneceu desde então. Os afrescos e mosaicos permanecem incompletos, enquanto as casas, lojas e templos que foram cobertos pela lava do Vesúvio, em 79 d.C., comprovam o poder conservante do fluxo piroclástico. Placas e quadros informativos explicam a história da erupção. Veja esqueletos de pessoas e de animais, além de utensílios domésticos que foram preservados pelo calor e pelas cinzas.

A entrada para Pompéia é a mesma que os antigos romanos utilizam no passado, através do arco de tijolos da Porta Marina. Do local, siga para o Fórum da cidade. Contornada por vários sobrados, a enorme praça oferece uma incrível vista para o Vesúvio. Ao redor da praça, você também poderá observar as várias colunas do antigo Templo de Júpiter, além da fachada da antiga prefeitura da cidade.

Pompéia contava com seis banhos públicos. No entanto, os banhos situados no Fórum da antiga cidade são os mais preservados. Na cidade, também é possível admirar vários outros edifícios públicos, incluindo mais de 40 padarias e 130 bares e restaurantes.

Pompeia não era uma cidade extremamente rica, mas algumas das casas mais impressionantes pertenceram aos residentes mais ricos. Com vários afrescos e mosaicos, a Casa dos Vettii é a construção mais preservada. Outros locais que merecem uma visita são a Casa do Fauno, com a famosa estátua em bronze de um fauno dançarino, e a Casa do Poeta Trágico.

Como chegar

Partindo de Nápoles, reserve pelo menos um dia para o passeio em Pompéia. Para chegar ao local, pegue a linha Circumvesuviana de Nápoles até Sorrento. A cidade abre durante o ano todo e há uma taxa de entrada. Se quiser explorar outras escavações na área, como Herculano, o passe de três dias oferece descontos na taxa de entrada.

Não deixe de visitar

Centro Histórico

O Centro Histórico de Nápoles foi reconhecido internacionalmente como Patrimônio Cultural da Humanidade. Fundada pelos gregos em 470 a.C. como Neápolis, a cidade passou, mais tarde, aos domínios romano, siciliano e italiano. Atualmente, o Centro Histórico exibe milhares de anos de civilização através de sua arquitetura, monumentos públicos, antigas ruas e grutas subterrâneas.

Caminhe pelas ruas estreitas do centro da cidade. No local, você encontrará várias pizzarias e lojas, além de muitos pedestres. Enormes praças, como Piazza San Domenico Maggiore, exibem exemplares da arquitetura clássica e posterior à Segunda Guerra Mundial. Explore o incrível mundo subterrâneo de Nápoles. A cidade possui cerca de 80 quilômetros de grutas, ruas, aquedutos e catacumbas subterrâneos dos períodos grego, romano e siciliano. Feitas em rocha calcária amarela, as passagens ficam a cerca de 30 metros abaixo da rua. Explore cemitérios e aquedutos romanos. Desça ainda mais para observar os abrigos subterrâneos da Segunda Guerra Mundial, com brinquedos infantis e inscrições nas paredes. Várias empresas oferecem visitas guiadas em língua inglesa pelas grutas subterrâneas. Todos os passeios partem de pontos no centro da cidade, como a Piazza San Domenico Maggiore. Com preços razoáveis, os passeios têm duração de uma a duas horas.

Piazza San Domenico Maggiore

Cercada por palácios e uma igreja do século XIII, esta praça histórica é um ótimo lugar para saborear um café e um salgado e descubra como os moradores locais aproveitam seu tempo livre.

Castelo do Ovo (Castel dell’Ovo)

Este incrível castelo de pedra na antiga aldeia de pescadores de Borgo del Marini oferece vistas panorâmicas do centro de Nápoles e do Vesúvio. Localizado no ilhéu de Megáride, o Castelo do Ovo, como é chamado, é um castelo do século XV a poucos metros do litoral de Nápoles. O local teve grande importância para os gregos e romanos que ocuparam aquelas terras. Construída no século XII, a primeira estrutura foi restaurada várias vezes e foi a sede do poder por muitos séculos. Atualmente, é possível explorar o edifício em pedra, com torres gêmeas e elementos arquitetônicos do século XV. Aprenda um pouco mais sobre a história da população da área no Museu da Pré-história, que ocupa parte do edifício.

Palazzo Reale

O Palazzo Reale é um antigo palácio no coração de Nápoles. Originalmente, o elegante palácio foi construído em 1616, sob encomenda do vice-rei espanhol em Nápoles. Mais tarde, o palácio abrigou os reis da Casa de Bourbon, que governaram o Reino de Nápoles durante os séculos XVIII e XIX. Hoje em dia, é possível caminhar pelas salas e admirar mobílias luxuosas, afrescos de artistas italianos, além de esculturas e pinturas. As incríveis escadarias em mármore do palácio são um ótimo lugar para uma foto. Do lado de fora, conheça os jardins e a capela reais.

Chiesa del Gesù Nuovo

Originalmente um palácio, até ser transformado em um local de culto pelos jesuítas, este local é considerado uma das igrejas de maior importância histórica de Nápoles.

A Chiesa del Gesù Nuovo foi construída como um palácio, em 1470. Os jesuítas transformaram o local em uma igreja, mantendo a fachada original do palácio. Ao longo dos anos, várias capelas e obras de arte foram adicionadas à igreja, criando uma mistura interessante de arte e arquitetura. Hoje em dia, é possível encontrar elementos arquitetônicos em estilo gótico e barroco junto com exemplares de arte sacra italiana, incluindo afrescos e esculturas.

San Lorenzo Maggiore

Um dos tesouros históricos de Nápoles, esta igreja em estilo gótico inclui um museu e os restos de um antigo mercado romano.

Aventure-se no subsolo da igreja de San Lorenzo Maggiore e tenha uma ideia de como era a vida em Nápoles, há aproximadamente 2.000 anos. Em seguida, compare o que acabou de ver à arquitetura em estilo gótico e barroco da própria igreja. Nos pisos superiores, um museu bem equipado ajudar a organizar as ideias.

Localizada no terreno de uma antiga cidade greco-romana, a igreja de San Lorenzo está no local desde o século VI. No entanto, o edifício atual é o resultado de uma reconstrução realizada em 1270, por Carlo I d’Angiò. Ampliações e reformas posteriores, observadas principalmente na fachada em estilo barroco, fizeram da igreja um dos patrimônios arquitetônicos mais interessantes de Nápoles.

Cappella Sansevero

Com uma coleção eclética de arte sacra italiana, a Cappella Sansevero é uma capela napolitana do século XVI. A capela foi construída pelo duque local Giovan Francesco di Sangro em agradecimento à Virgem Maria pela cura de sua doença. No local, você poderá admirar delicadas esculturas em mármore no local, como o incrível Cristo Velado, maravilhosos afrescos, pavimentos em mármore elaborados e trabalhos anatômicos gráficos e pouco comuns. Reserve pelo menos uma hora para explorar esta atração.

San Francesco di Paola

A versão napolitana do Panteão de Roma é a principal atração da surpreendente Piazza del Plebiscito.

Galleria Umberto I

Explore elegantes cafés e boutiques de grife, além de admirar um dos espaços interiores mais belos do país, nesta galeria de lojas do final do século XIX.

Monte Vesúvio

Do pico desta montanha, admire a vista até a costa de Nápoles e caminhe pelas famosas ruínas da cidade perdida de Pompeia.

Suba até o cume do Vesúvio para obter uma vista inacreditável de Nápoles e dos arredores. A subida pela montanha leva cerca de 30 minutos e pode ser um desafio, principalmente no verão. A cratera estende-se por 500 metros de ponta a ponta e tem 300 metros de profundidade. Rochas vulcânicas e trechos de grama se espalham pelo solo dentro da cratera. Observe o vapor subindo suavemente a partir do solo, uma indicação do calor subterrâneo. A vista da costa italiana contribui para fotos excelentes.

O acesso ao Mote Vesúvio partindo de Nápoles é fácil. Leva cerca de 40 minutos de carro. As estradas nos arredores do Vesúvio podem ser estreitas, sinuosas e mal sinalizadas, portanto, é necessário ter cuidado. Há um estacionamento pago na base da montanha. Ônibus partem regularmente da Piazza Piedigrotta e da Piazza di Garibaldi em Nápoles. Não há restaurantes na montanha, mas há lanchonetes que vendem bebidas.

Ercolano

Menos agitado e mais prático que a vizinha Pompeia, este local aos pés do Monte Vesúvio é cheio de maravilhas arqueológicas e culturais.

Vá até uma das ruínas históricas de Ercolano, na Itália, para caminhar por entre ruínas de uma cidade romana que já foi notável. São visíveis os sinais ancestrais de um pensamento democrático aqui. Era comum os escravos comprarem sua liberdade e se tornarem cidadãos legítimos com o tempo. Aprenda a história por trás deste marco no desenvolvimento da civilização ocidental.

Ercolano, diferentemente de Pompeia, é desenvolvida até o interior da cidade. Dentre as acomodações, há mansões ao estilo Napolitano convertidas em hotéis próximas às ruínas. Ao final de cada dia, olhe pela janela para ter uma vista espetacular da paisagem histórica que foi sufocada por um vulcão.

Acompanhe também nossas dicas no instagram @EmbarquenaViagem e use a hashtag #EmbarquenaViagem para marcar suas fotos de viagem, dicas de lazer, hospedagem, entretenimento e cultura.

Embarque na Viagem, o melhor do Turismo, Hospedagem, Lazer, Entretenimento e cultura

1 Comentário

  1. Pingback: Embarque na Viagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *