Dicas & Destinos

40 horas em Buenos Aires : O que fazer?

Sabe aquela cidade que você sempre passa, mas nunca teve oportunidade de parar?! Buenos Aires era assim para mim, tão perto e tão longe.

argentina_02

Aproveitando nossa rápida ida ao Ushuaia, escolhi vôos com o maior intervalo entre as conexões e desta maneira consegui passar 40 horas na capital argentina.

Mas o que fazer em 40 horas?! Pergunta muito difícil, com tantas opções escolhi o trivial e não me arrependi.

Começando pelo hotel, depois de uma vasta pesquisa escolhi estar na Paris de Buenos Aires, Recoleta. Este antigo e luxuoso bairro é carinhosamente comparado com a cidade luz, pois suas construções remetem a capital francesa e literalmente nos leva acreditar que estamos andando por ela.

argentina_08

Este por si só já é um programa, andar ao léu, parar em algum charmoso café e apreciar as vitrines da rua Alvear. Uma boa dica é andar até a praça Francia onde você irá encontrar uma Figueira gigante e uma escultura em bronze faz alusão de que um homem está segurando os galhos da imponente árvore.

argentina_05

Em volta da praça há alguns restaurantes, o cemitério da Recoleta onde está enterrada Evita Peron, a Basílica del Pilar (a segunda mais antiga do país) e o Centro Cultural Recoleta sempre com programações descoladas. No dia que estive por lá, tinha apresentação do Fuerza Bruta e cinema a céu aberto.

argentina_07

Se o dia estiver bonito, aproveite as bikes do Itaú (sim lá também tem bike laranjinha!) as grandes avenidas tem ciclovias e as ruas do bairro ciclofaixa.

O hotel escolhido para relaxar durante as horas de descanso foi o exclusivo Algodon Mansion (ele é tão exclusivo que nem os taxistas portenhos conhecem), membro do Relais & Chateau, com ótima localização, serviço vip e o melhor de tudo um banheiro que é um verdadeiro spa. A escolha foi ideal para recompor as energias.

argentina_01

De taxi (não consegui localizar nenhum Uber e nos taxis existem vários adesivos de “Fora Uber”) seguimos para o boêmio bairro de San Telmo, na região central da cidade. O bairro antigo vem ganhando hotéis boutiques e novos restaurantes atraindo a cada dia mais turistas. O tango escolhido “El Querandi”, parece um programa muito turístico ir ao tango em Buenos Aires, mas como escolhi fazer o trivial este programa não poderia faltar. E pasmem me deparei com algumas mesas de argentinos cantando entusiasmados os hinos de Carlos Gardel.

argentina_10

A cidade oferece diversas opções de shows e tome cuidado para não cair em uma roubada ou algo turístico demais.

A convite do El Querandi, chegamos a charmosa e íntima casa às 20:30 antes do show estava previsto um jantar. Uma garrafa de vinho Malbec foi nos oferecida acompanhando o cardápio com entrada, prato principal e sobremesa. O jantar completo é incluso no pacote Cena + Show, mas sinceramente o custo benefício do jantar não vale a pena. Na momento da compra faça a opção somente pelo show.

O ambiente é pequeno e as mesas são todas muito próximas ao palco proporcionando uma visão perfeita do show. Uma competente banda liderada pelo pianista Aldo Falasca, toca durante duas horas a história do tango e os dançarinos interpretam em vários atos a trajetória da dança ao longo do século XX.

argentina_09

Na segunda e última noite não podíamos deixar de ir a Puerto Madero, o bairro que na década de 1990 sofreu um processo de revitalização e hoje é o moderno centro financeiro e gastronômico da cidade. O tradicional Cabanas Las Lilas foi nossa escolha para degustar a famosa parrila argentina. Dica: não deixe de experimentar o assado de tira!

argentina_03

Taxi já foi barato na argentina, aliás nosso dinheiro desvalorizou em relação ao peso, as coisas não estão tão acessíveis o quanto antes, mas mesmo assim a capital portenha encanta pela beleza, cultura e educação.

Informações úteis:

Onde Ficar

Algodon Mansion

Onde Comer

Cabanas Las Lilas

Tango

El Querandi

Acompanhe também nossas dicas no instagram @insta.pelomundo. Aproveite e use a hashtag #instapelomundo e #EmbarquenaViagem para marcar suas fotos de viagem, dicas de lazer, hospedagem, entretenimento e cultura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *