Dicas & Destinos

Destino: Deserto do Atacama – cenários de outro mundo

O Chile é conhecido principalmente por suas belezas naturais, como a Cordilheira dos Andes, a Ilha de Páscoa e a Patagônia. Mas você já pensou em conhecer um deserto? No caso, o mais seco do mundo? Pois é aqui que ele fica, o Deserto do Atacama, a duas horas de voo da capital chilena e uma hora de carro de Calama.

exploring-chile-road-trip-from-santiago-to-atacama

O fenômeno natural atrai visitantes de todo o planeta, que utilizam como base a comunidade de San Pedro de Atacama, pequeno vilarejo com ares de velho oeste – mas que oferece tanto hospedagens simples quanto luxuosas. Nos passeios que saem daqui, você verá paisagens inesquecíveis!

Algumas das mais procuradas na região são o Valle de la Luna e o Valle de la Muerte, com cenários montanhosos impressionantes que parecem de fora do planeta. Nos roteiros mais tranquilos você faz tudo de carro, o que facilita a se acostumar com a grande altitude da região e evitar o soroche, o chamado mal de altitude. Para os mais aventureiros, é possível praticar trekking e sandboard também.

atacama2

Outro lugar incrível é o Salar do Atacama, grandes áreas de terra envolvidas por crostas de sal. Nas Lagunas Altiplanicas você vai conhecer lagoas gigantescas, rodeadas por vulcões fora de atividade e flamingos. Já na Laguna Cejar, além da paisagem deslumbrante ao redor, você vai mergulhar em uma lagoa onde ninguém afunda, devido à alta concentração de sal na água. Mas não se desespere: nos chuveiros de água doce logo ao lado você pode retirar o excesso de sal do corpo.

Outro fenômeno natural impressionante pra conferir são os Gêiseres de Tatio, onde o nascer do sol é um espetáculo único e uma grande piscina termal recebe você para um relaxante mergulho em águas quentes que brotam do solo.

atacama

Depois, visite o minúsculo povoado de Machuca, com apenas uma rua, alguns lanches à venda e casinhas típicas. E quando programar este passeio tenha atenção às temperaturas: elas estão abaixo de 0° durante a madrugada, no momento em que você sai do hotel, e esquentam conforme o amanhecer.

Qual a melhor época para ir?

As melhores épocas do ano para ir ao Atacama são na primavera (entre setembro e novembro) e no outono (entre março e maio).

Informações úteis

Embaixada do Brasil em Santiago
Calle Padre Alonso de Ovalle 1665 – Santiago, Chile
Tel: (56 2) 2876-3400
www.embajadadebrasil.cl

Idioma: espanhol

Fuso horário: GMT -4

DDI: O código do Chile é 56 e o código da cidade de São Pedro de Atacama é 55

Informações turísticas – postos de informações:
SERNATUR/OIT San Pedro de Atacama
Tocopilla, 405
Tel: (56 55) 285-1420

Moeda: peso chileno

Serviço Nacional de Turismo do Chile
www.sernatur.cl

atacama1

Documentos necessários:

O passaporte é o documento mais indicado, mas a carteira de identidade brasileira é aceita no Chile sem problemas como passagem via fronteiras. O brasileiro também não necessita de visto para ir ao Chile. O visitante recebe uma fichinha do setor de imigração e terá que entregá-la assim que sair do país.

No caso de utilizar traveller checks, leve passaporte para fazer o câmbio.

A Carteira Nacional de Habilitação (CNH) é necessária apenas para alugar um carro, e não para entrar no país.

Telefones úteis

Emergência policial: 133
Emergência médica (ambulância): 131
Bombeiros: 132

Tomadas/energia elétrica: A voltagem elétrica é de 220V. Os modelos de tomada mais comuns no Chile são do padrão “C” e “L”. É necessário o uso de um adaptador universal de tomadas.

atacama-1

O que não pode faltar na bagagem

Forte protetor solar

Hidratante

Colírio do tipo lágrima artificial para os olhos e soro fisiológico para o nariz.

O clima é extremamente seco e existe uma grande variação de temperaturas. Pela noite faz muito frio e o calor é extremo durante o dia.

Trajes de banho

Uma mochila leve, confortável e com várias divisões é bastante útil nas caminhadas.

As roupas mais apropriadas são bermudas, shorts, camisetas e sandálias rasteiras, além de tênis confortáveis. No inverno calças e camisetas mais quentes. Sempre leve um casaco resistente ao vento, mais leve no verão e com proteção térmica no inverno, acompanhado de gorro e luvas. Chapéu ou boné, tênis ou botas de caminhada e óculos de sol também não podem ficar de fora.

San Pedro de Atacama não é um destino barato. As diárias nos hotéis são um pouco caras e refeições nos restaurantes também não são uma pechincha. O fato é explicado, em parte, pela localização isolada do vilarejo.

Por lá você vai encontrar várias “casas de câmbio” na rua Toconao. Esses lugares são na verdade lojas que acabam fazendo o câmbio de moedas. Há caixas eletrônicos em San Pedro, onde você poderá sacar dinheiro diretamente em pesos chilenos, evitando, assim, perder dinheiro com o câmbio e sua possível taxa de conversão desfavorável.

topo-chile-deserto-do-atacama-thinkstock-460404397

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *