Dicas & Destinos

6 belíssimas atrações para visitar nos arredores de Paris

Durante uma viagem a Paris, caso você tenha tempo, você pode aproveitar a sua estadia na cidade e dar uma “escapada” para conhecer todas as belezas nos seus arredores. Isso porque é fácil encontrar lugares tão lindos quanto a capital francesa, a poucas horas de distância – basta pegar o primeiro trem e se preparar para conhecer destinos incríveis. Confira alguns!

Rueil Malmaison

Mostra um pouco da história vivida por Napoleão Bonaparte e Joséphine. Situada a 10 km a oeste de Paris, no departamento de Haus-de-Seine, região Ile de France, a cidade Joséphine. Com mais de 1472 hectares, o pequeno distrito percorre o alto do Mont-Valérien até chegar às margens do Rio Sena.

Castelo de Josephine Rueil Malmaison

O Castelo de Joséphine é uma atração imperdível para os apaixonados por história

Ali, uma das atrações turísticas mais visitadas é a Igreja Saint-Pierre Saint-Paul, onde a imperatriz e sua filha, a rainha Hortense, estão enterradas. Outra parada obrigatória é o Chateau Malmaison, isto é, o Castelo de Joséphine, onde funciona o Musée du Château de Malmaison, cujo acervo é formado por uma das mais importantes coleções do Primeiro Império, com obras de arte, objetos, quadros e móveis que retratam com maestria todo o requinte essa época. Está aberto para visitações todas de terça-feira a domingo. Passear de barco pelo Rio Sena é outra forma de conhecer a cidade – alguns passeios duram em torno de três horas e podem incluir almoço ou jantar.

Versalhes

Há alguns ano, a cidade de Versalhes passou a fazer parte da região metropolitana de Paris e, graças à sua importância histórica, é parada obrigatória no roteiro de quem está visitando a Cidade Luz. O pequeno distrito fica a 20 km do centro da capital francesa, distância percorrida facilmente de ônibus ou de metrô, e chama a atenção dos visitantes por abrigar o famoso Palácio de Versalhes.

shutterstock_Orangery was designed by Louis Le Vau, it is located south of the Palace Versailles, Paris, France. Versailles was a royal chateau. It was added to the UNESCO list of World Heritage Sites

Palácio de Versalhes – Foto shutterstock

O Palácio de Versalhes é parada obrigatória para os turistas que estão visitando Paris.

Declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco, há mais de três décadas, é o retrato da exuberância sofisticada da nobreza que teve autoridade máxima na França durante séculos. Ali, é possível conferir o egocentrismo de Luís XIV que, no ano de 1682, instalou no palácio o governo e uma corte de mais ou menos 6 mil pessoas. Na época, contratou os melhores profissionais para decorar a obra arquitetônica. Entre eles, está o paisagista André Lê Nôtre, responsável pela beleza dos jardins do local.

Dentre todos os salões e cômodo, o mais exuberante de toda a propriedade é a encantadora Sala dos Espelhos, projetada por Jules Hardouin-Mansart e palco de muitas festas. Além disso, durante a visita, é preciso conhecer ainda outros aposentos reais, como a Capela Real, a Galeria das Batalhas (com pinturas gigantescas que retratam momentos da história da França) e os vários salões decorados com esculturas, bustos, tapeçarias, quadros e móveis inacreditavelmente lindos.

As visitas ao Palácio de Versalhes acontecem de terça-feira a domingo, mediante o pagamento de uma taxa. O passeio é imperdível, tanto pela história, quanto pela exuberante e magnífica beleza do local.

Giverny

Muitas casas onde moraram grandes artistas e personalidades são transformadas em museus. Poucas, porém, são capazes de detalhar a vida e obra do morador quanto a casa de Claude Monet, localizada na cidade de Giverny, na região da Alta Normandia. O destino fica a cerca de uma hora de viagem de Paris e é parada obrigatória para os fãs do artista.

Casa de Monet - Foto shutterstock

Casa de Monet – Foto shutterstock

A Casa de Monet é um motivo mais que especial para visitar a cidade de Giverny.

O grande pintor residiu nesta casa entre os anos de 1883 a 1936, até a sua morte. Inicialmente a propriedade era alugada, mas posteriormente foi comprada pelo pintor. Ao longo desses anos, Monet cultivou os jardins que apareceriam de maneira recorrente em suas obras. O local recebe visitas entre o início de abril e o fim de outubro. Já no início de novembro ao fim de março, permanece fechado para o público.

Deauville e Trouville

Deauville e Trouville são duas cidades da Normandia, localizadas a 196 km de Paris. São os destinos litorâneos mais próximos da capital francesa, detalhe que atrai principalmente as elites parisienses.

shutterstock_Colorful buildings on the seashore in Deauville, Normandy, France

Deauville – Foto shutterstock

Perto da França, ficam duas ótimas cidades litorâneas.

Lado a lado e separadas apenas por um rio, as duas suas igualmente encantadoras, cada uma com seus encantos. Deauville é famosa por artistas e personalidades do mundo inteiro, interessados em seus Cassinos, nos espetáculos e até mesmo nos passeios a cavalo pela praia. Trouville, por sua vez, é uma cidade calma, residencial, conhecida pelas belezas de suas casas construídas há muitos séculos. Para quem tiver a oportunidade, a dica é almoçar em um dos restaurantes mais conhecidos da cidade, o chamado Les Vapeurs, que existe desde 1927.

Rouen

Rouen é a capital da Normandia e é a cidade onde Joana D’arc passou seus últimos meses de vida. Para quem sai de carro de Paris, são apenas 132 km de estrada. Para os que querem economizar, a dica chegar ao pequeno destino de trem – a viagem dura pouco mais de uma hora.

Com todas as suas construções históricas, Rouen transporta os visitantes para outras épocas. A cidade foi fundada pelos romanos, no século I a.C. e, ao longo de toda sua história, foi invadida por vikings e pelo exército inglês , até se tornar parte do território francês, como permanece até hoje.

A principal atração turística é a Torre Histórica onde Joana D’arc ficou presa no ano de 1431, até ser queimada. A torre possui 35 metros de altura e foi a única parte que restou de um castelo construído em 1204 pelo Rei Filipe Augusto.

shutterstock_Famous Notre-Dame de Rouen cathedral at twilight

Catedral de Notre-Dame de Rouen – Foto shutterstock

A catedral de Notre-Dame é dona de uma beleza impressionante, que serviu como inspiração para Monet.

Outra parada obrigatória é a Catedral Notre-Dame de Rouen, que chama a atenção pela assimetria de suas torres e pela fachada em estilo gótico. Sua beleza é tão grandiosa, que inspirou Claude Monet. O pintor criou mais de 30 quadros retratando a igreja, a partir de ângulos diferenciados. Quem conhece a obra do artista reconhece, facilmente, os traços reproduzidos em suas telas.

Outra igreja imponente que chama a atenção na cidade é a abadia Saint-Queen, que foi fundada no século 8 q que também segue o estilo gótico. Em seu interior é possível admirar grandes vitrais coloridos antiquíssimos, paredes e tetos cheios de detalhes e um órgão, que é conhecido como um dos mais famosos do mundo.

Castelo de Fontainebleau

O Castelo de Fontainebleau é um daqueles lugares que o turista não pode deixar de conhecer. É o único castelo real e imperial habitado continuamente durante sete séculos e visitá-lo é ter uma aula sobre história, arte e arquitetura francesa. Está localizado na cidade de Fontainebleau, no departamento de Sena e Marne, no norte da França. O castelo é enorme, por isso nem sempre dá para ser visto em um dia só. A maneira mais fácil para chegar ao Castelo de Fontainebleau é ir de trem, com saída da estação Gare de Lyon, em Paris.

 Castelo de Fontainebleau - Foto shutterstock

Castelo de Fontainebleau – Foto shutterstock

Os visitantes que gostam de história e arquitetura vão adorar conhecer o Castelo de Fontainebleau.

Agora, a próxima vez que você viajar para Paris, amplie o seu roteiro e separe pelo menos dois dias da sua viagem para fazer um tour pelas suas cidades vizinhas. A sua experiência na França será ainda mais inesquecível!

Esse artigo foi desenvolvido por: Blog da Mala Pronta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *