Gastronomia etc.

O mar e o sertão se encontram à mesa

Fortaleza é a porta de entrada para todas as delícias que o Ceará tem a oferecer. Sendo o local onde as culturas sertaneja e litorânea se encontram, a cidade oferece desde pratos típicos do interior, como a carne de sol com paçoca e macaxeira, o popular baião-de-dois e o feijão verde, à culinária tipicamente praiana, marcada por peixes e frutos do mar.
Nas noites de quinta-feira, comer caranguejo na Praia do Futuro é o programa tradicional dos fortalezenses que o turista adotou. No bairro da Varjota, pólo gastronômico da cidade, a culinária ganha uma mistura de sabores típicos e internacionais em restaurantes que oferecem peixe, lagosta e camarão em combinações irresistíveis. Há também opções de pratos japoneses, portugueses, árabes, chineses, franceses e italianos, como as pizzas, que ganham cobertura de carne-de-sol e caranguejo. Como sobremesa, sorvetes de frutas regionais como caju, siriguela, cajá, graviola e sapoti são servidos nas sorveterias da Avenida Beira Mar.
Na região serrana, de clima mais ameno, a culinária abre espaço, com excelência, para os principais pratos da cozinha alemã, portuguesa e francesa, fondue de carne e queijo, além do menu regional. A sobremesa fica por conta dos doces, crepes, aguardentes, licores e o tradicional cafezinho ecológico. Em charmosos cafés, o turista pode saborear um cardápio variado de tapiocas, cuscuz recheado com carne-de-sol, crepes diversos, sem esquecer o chocolate quente, para amenizar o frio da serra.
Nas cidades do Crato, Juazeiro do Norte, Barbalha, Santana do Cariri e Nova Olinda, a gastronomia segue a linha mais pesada. Nesse roteiro, o ideal é ter tempo para depois das refeições. O diferencial da culinária caririense fica por conta do pequi, uma semente amarelada e de cheiro forte que tempera arroz e carne, além de servir de ingrediente para licores.
As praias do Litoral Oeste têm um cardápio variado, com os tradicionais frutos do mar, peixes e outras comidas tipicamente cearenses. Lá, o turista encontra excelentes restaurantes, pizzarias, cafés e creperias com culinária nacional e internacional. Na praia da Taíba, acontece anualmente o Festival de Escargot, ocasião em que todos os restaurantes do local oferecem uma variedade de pratos feitos com este sofisticado ingrediente. Nos fins de semana com lua cheia, a atração fica por conta do Assado de Peixe, feito em forma de churrasco na praia. Em Flecheiras, o diferencial fica com um cardápio a base de algas, com receitas e sabores inusitados em pizzas e massas, que deu origem ao Festival das Algas. Em Jericoacoara, destaque para o festival gastronômico “Jeri Sabor”, onde os melhores restaurantes do estado participam oferecendo um menu sofisticado e criativo.
Quem for ao Pólo Canoa Quebrada encontrará em toda a região uma grande variedade de pratos regionais e frutos do mar. Os restaurantes, dos rústicos aos mais sofisticados, bem como as barracas de praia, oferecem opções com peixes, camarões, lagostas e caranguejos. Passando por Pindoretama, além de encontrar a maior rapadura do mundo, o turista pode visitar engenhos que produzem cachaças artesanais e derivados da cana-de-açúcar que fazem parte da gastronomia regional, com a oportunidade de acompanhar o processo de produção e degustar os produtos comercializados. Na volta para Fortaleza, uma parada obrigatória é no Centro das Tapioqueiras, no Eusébio, às margens da CE-040, local perfeito para degustar a iguaria com os mais diversos recheios.
Dados e Fotos: Secretaria do Turismo do Ceará

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *