Dicas & Destinos

O imperdível de Londres

Londres é uma daquelas cidades efervescentes que estão ligadas full time, correto? Calma, não é bem por aí.

Londres também tem seu lado “slow motion” que merece ser apreciado. O grande segredo aqui é intercalar entre os estilos das atrações para não ficar algo cansativo. Claro que em uma cidade com tantos museus, eventos e pontos turísticos para visitar ficamos com a impressão de que não vai dar tempo de conhecer tudo, e não vai mesmo. A menos que você fique mais de 30 dias na capital da realeza, você não terá como conhecer toda a cidade e arredores. Não fique frustrado com isso, pode acreditar que se você souber organizar seu roteiro, vai aproveitar muito mais do que imagina ser possível. E é aí que eu entro, para te passar dicas de lugares que você deve se esforçar e incluir em seu roteiro para tentar aproveitar tudo de forma mais funcional, afinal, como eu disse lá no comecinho, temos o lado “slow motion” de Londres que também é imperdível.

Vamos começar falando pelo período mais legal para visitar Londres. Setembro é ideal para andar pelas ruas já que a temperatura é boa para caminhadas, para passeios no alto do clássico ônibus vermelhinho e também para passeios á beira do rio. Sem falar dos parques que ficam ainda mais agradáveis e do burburinho dos cafés que podem ser desfrutados ao ar livre. Para ficar melhor ainda, em Setembro também é possível aproveitar as últimas semanas de Teatro ao ar livre, no Shakespeare´s Globe, e também a grande final do maior festival de música clássica do mundo, no Hyde Park, um dos melhores espaços abertos da cidade. Para reforçar mais um pouquinho, ainda em setembro, no fim de semana da Open House, edifícios históricos e de grande importância arquitetônica abrem suas portas de graça para o público, como os Tribunais de Justiça, a Royal Opera House, entre tantos outros.

Para circular por Londres é bem simples, a cidade é bastante sinalizada, a rede de metrô é bem extensa e fácil de usar, os ônibus são mais baratos e tem uma frequência muito boa, além dos tradicionais táxis pretos espalhados por toda a cidade. Evite alugar carro por lá, não podemos nos esquecer da famosa “mão inglesa” que é danada para nos confundir.    

A culinária em Londres é um detalhe que merece atenção já que tem forte influência de várias gerações de imigrantes. Isso quer dizer que você vai encontrar muito facilmente comida de todo canto do mundo espalhada pela cidade, não só nos restaurantes mais badalados, mas principalmente, nos pubs e restaurantes comuns. Só fique atento ao tempero já que a culinária indiana é fortíssima por lá.

Vou dar umas dicas de lugares muito legais que você pode incluir em seu roteiro e ir adequando ao seu tempo, assim, você já vai pesquisando mais sobre aqueles que deve priorizar.

Vamos começar pela atração principal: as Casas do Parlamento e a deslumbrante abadia de Westminster. Volte pela Whitehall passando pelos Churchill´s War Rooms e Horse Guards, até a Trafalgar Square e a National Gallery para apreciar boas obras de arte.

 

Um dos “imperdíveis” é assistir a troca da guarda que começa pontualmente às 11:30 no Palácio de Buckingham. Este é um momento que exala o mais forte orgulho inglês, pode acreditar.

Visitar o National Theatre, a Tate Modern e o Shakespeare’s Globe também são opções riquíssimas. Você sabia que o Shakespeare’s Globe é uma reconstrução fiel do Globe Theatre original que William Shakespeare ajudou a fundar em 1599? A nova obra foi inaugurada em 1997, tem o espaço central descoberto, possui fileiras de assentos e também espaço para 500 espectadores de pé (os chamados “groudlings”) exatamente igual aos tempos de Shakespeare. Acredite, existe uma certa preferência dos turistas em comprar estes lugares de pé para ter uma vivência mais próxima, historicamente falando. Se puder, compre ingressos para uma apresentação, é algo único.

Muro Abbey Road Foto Sandro Amorelli

Que tal fazer um roteiro mais light, mais slow para dar uma balanceada com tanta imersão cultural e histórica? Bem, se tratando de Londres isso é meio impossível já que até nos passeios mais leves existe muita história, principalmente quando eu falo sobre os 4 garotos de Liverpool que tanto sacudiram a cidade. Certamente você já ouviu falar sobre Abbey Road em algum momento de sua vida. Pode ter sido na TV, no bate-papo com amigos, ou mesmo em algum programa de rádio que citava o lendário estúdio que os Beatles eternizaram. Ainda não associou? Quer ver você se ligar agora? Lembra-se da capa do disco Abbey Road onde os 4 rapazes atravessavam a faixa de pedestres da rua homônima? Viu, essa é clássica e faz parte do imaginário de todo fã dos Beatles, atravessar a lendária faixa onde os mestres da histeria coletiva pisaram. O mais legal e que muita gente não sabe é que lá existe uma câmera que fica filmando 24h por dia todo o movimento da faixa. Uma dica muito especial para você que não quer ser somente mais um na multidão: pare de frente para a câmera, se identifique, diga seu país de origem e deixe uma mensagem legal. Depois, ao retornar de sua viagem, basta localizar nos arquivos que ficam disponíveis no site  a sua passagem pela afamada faixa. Não se esqueça de anotar dia e horário local que deixou sua mensagem para depois localizar mais rapidamente. E onde fica esta câmera?  Bem na entrada do estúdio que aliás, tem um muro dedicado aos fãs para que deixem suas mensagens. Pode escrever sem medo.

 

Depois de se recuperar de seu momento “travessia” Abbey Road, siga para a Piccadilly Circus, Uma das esquinas mais famosas de Londres, repleta de outdoors de neon e a famosa estátua de Eros. A praça de Piccadilly Circus conecta a rua Regent street com a rua de Piccadilly, uma das ruas de Londres onde se encontram vários shoppings e o Ritz Hotel. É uma rua muito famosa pelas Boutiques e fica bem pertinho do Hyde Park. Esta é a principal rua de compras em Londres, incluindo a Fortnum & Mason, se puder, pare por lá e tome um café ou saboreie um delicioso almoço. Depois, siga para outro precioso momento “slow motion” que é a visita ao Hyde Park. Se o clima estiver bom, passe a tarde relaxando e observando o modo de ser do londrino que aproveita muito bem seus parques. Aproveite para ir revisando seu roteiro e incluir ou excluir algo, de acordo com o tempo que resta na cidade.

O Covent Garden é outro destes lugares que merecem uma atenção muito especial. Mercados, lojas restaurantes, teatros e o lendário Royal Opera House se encontram nesta região onde compras gastronomia, entretenimento e muita história se misturam em perfeita harmonia. Visite o pitoresco Neal Street Yard ou sente-se no terraço do Amphitheatre Restaurant na Royal Opera House e se entregue à sua observação. Ali pertinho fica o British Museum, em Bloomsburry, aproveite a sua tarde por lá.

A Torre de Londres e a Tower Bridge merecem uma certa atenção, acorde bem cedinho e siga para lá, assim você não vai perder muito tempo na fila. Você com certeza se lembrou de comprar os ingressos com antecedência, certo? Muito bem! Siga depois para o píer, pegue um barco e vá almoçar em Greenwich em um dos vários Pubs ao lado do rio. Você sabia que Greenwich foi declarado pela Unesco como Patrimônio da Humanidade? O local abriga o Royal Observatory, o Maritime Museum e o veleiro Cutty Sark, uma delícia de passeio!

 

London Eye - Foto Sandro Amorelli

Claro que não poderia encerrar as dicas sem mencionar outros dois ícones da cidade de Londres que são a London Eye e seu passeio vertiginoso e seus Pubs espalhados por todo canto da cidade. Só não se esqueça, que desde 2007 existe uma lei que proíbe fumar em espaços públicos fechados em toda Inglaterra. De dia ou de noite, faça como um autêntico londrino e divirta-se, saboreando comidinhas ou bebidinhas e jogando conversa fora, vendo o tempo passar.

Leia também:

A rota sinistra de Jack o Estripador

Que tal fazer um cruzeiro pela Grã-Bretanha?

 

Aproveite e faça agora sua pesquisa na Booking.com e encontre os melhores preços!

1 Comentário

  1. 8 de julho de 2013 ás 19:53 Responder
    Sylvia Kuntz

    Adoraria conhecer a Inglaterra. Um dia irei. Diante dessa meta, gostaria que vcs me mantivessem sempre conectada com todas as novidades e lugares a serem visitados.
    I love you all!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *