Sem categoria

6 raças de cães pequenos para ter em apartamento

Quem dispõe de pouco espaço em casa não precisa abrir mão do sonho de ter um cãozinho de estimação: basta adequar a vontade à melhor raça para esse tipo de ambiente

cães pequenos

Tem muita gente que ama cachorro, morre de vontade de ter um em casa, mas acaba frustrado, deixando o desejo de lado por medo de o bichinho não se adequar ao pouco espaço disponível em apartamentos, estúdios e quitinetes.

A verdade é que os pets se adaptam bem aos ambientes em que são colocados, desde que tenham amor e carinho de seus tutores. Também vale ressaltar que cães menores se dão melhor em locais com pouco espaço do que aqueles de grande porte.

Adequação ao espaço

Não é proibido ter um Dogue Alemão ou um Mastim Napolitano em um apartamento de 40 m², mas é essencial destacar que os cães de grande porte têm necessidades específicas de exercício e espaço que influenciam em seu bem-estar. 

Logo, um ambiente muito restrito vai ser ruim para a saúde do animal, e ele pode até mesmo se machucar por estar sempre batendo em objetos, móveis, etc. Se a pessoa não dispõe de um quintal, gramado ou espaço no qual o pet possa correr e se exercitar livremente, então, o ideal é optar por um cachorro menorzinho.

Pequeninos e desejados

Os cães de pequeno porte geralmente são mais enérgicos, latem bastante e adoram uma brincadeira. No entanto, não precisam de muitos metros quadrados para conseguirem se exercitar e gastar energia. 

Algumas raças demandam mais atenção do tutor do que outras e podem ter tendências a alguns problemas de saúde, como ataques epiléticos, dermatites, otite, obesidade, etc. 

Conhecer seu pet e visitar o médico-veterinário para check-ups frequentes é fundamental para manter o bem-estar do seu melhor amigo peludo. Os cães mais indicados para ambientes pequenos são:

  1. Chiuaua: a menor raça do mundo tem animais de pelo curto e temperamento quente;
  2. Pinscher: outro baixinho esquentado que vai defender seu lar como um verdadeiro cão de guarda — mesmo sem ter tamanho para isso;
  3. Maltês: é um excelente cão de companhia, mas que tende a ser bastante carente e demanda cuidados especiais para manter seu longo pelo sempre brilhante, macio e desembaraçado;
  4. Shih Tzu: carinhoso e atencioso com os membros de sua família, também pode atuar como protetor da casa. É desconfiado com estranhos e tem pelo longo, que precisa de escovação, tosa e cuidados específicos para ficar sempre macio e sedoso;
  5. Buldogue Francês: com pelo curto e conhecido por quase não latir, é um dos cães preferidos por quem mora em grandes condomínios e prédios,
  6. Pug: preguiçoso e pouco ativo, é um pet que gosta bastante de brincar, mas não exige passeios longos ou muito espaço para interagir e se divertir.

Cães SRD

Na maioria das vezes, não é possível saber ao certo qual será a estatura final dele, mas precisamos lembrar de um cãozinho que é sucesso em qualquer tipo de residência: o bom e velho vira-lata, ou SRD (Sem Raça Definida).

Se está pensando em levar um pet para casa, visite alguns abrigos e ONGs e considere a possibilidade de adotar um cão sem raça definida. Eles também se adequam bem a qualquer dimensão e podem ser boas companhias para locais menores, como apartamentos e estúdios.

Antes de fazer qualquer compra ou adoção, sempre é bom pesquisar sobre as necessidades e os comportamentos dos cães. Desse modo, você pode tentar adequar sua realidade à presença do animalzinho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *