Negócios & Serviços

Salve vidas – seja um #ViajanteSangueBom, doe sangue o ano todo!

Em poucos dias terá início o período de férias. Mas, nem tudo é só alegria. Neste período, hemocentros e bancos de sangue precisam manter os estoques para atender as demandas por transfusões dos hospitais e serviços de urgência e emergência que costumam aumentar nas férias e feriados prolongados.

Apesar das campanhas de conscientização quanto ao ato de doar voluntariamente e, em especial, por repetição, o número de doadores de sangue está abaixo do esperado no Brasil atualmente.

Para informar a população sobre a importância da doação voluntária de sangue no Brasil, o Portal de turismo Embarque na Viagem está se mobilizando para incentivar a doação de sangue entre os viajantes brasileiros. A mobilização visa aumentar os estoques de sangue dos hemocentros, antecipando a possibilidade de baixa de doações no período de férias escolares no mês de julho. A medida também tem como objetivo estimular o agendamento de doações para atender a população turística durante a Copa das Confederações, em junho, assim como nos feriadões.

Viajante Sangue Bom

Acompanhe através das redes sociais o termo #ViajanteSangueBom e ajude na divulgação.

Somos quase 200 milhões de brasileiros e 28,3% da população pretende viajar, seja a negócio ou a lazer, assim, a campanha #ViajanteSangueBom vem pedir que após as viagens, o turista faça uma doação de sangue.

O hematologista e presidente da Associação Brasileira de Hematologia, Hemoterapia e Terapia Celular (ABHH), Carmino Antonio de Souza, explica que doar sangue é fundamental para aqueles pacientes atendidos em emergências com grande perda sanguínea (politraumatizados), que sofrem de doenças hematológicas ou doentes transplantados e necessitam de sangue continuamente para sobreviver.

De acordo com Souza, uma das medidas é centrar esforços para aumentar o número de doadores regulares. “A fidelização traz benefícios como menor risco de transmissão de doenças e custo menor a Saúde. Doar sangue é fundamental para aqueles pacientes atendidos em emergências com grande perda sanguínea, que sofrem de doenças hematológicas ou que serão transplantados” ressalta o especialista.

Confira o áudio da Agência RadioWeb: [audio https://www.embarquenaviagem.com/wp-content/uploads/Agência-RadioWeb-Quantidade-de-sangue-nos-hemocentros-diminui-no-feriado.mp3]

Segundo o especialista, há alguns anos, os doadores eram denominados de “reposição”, pois só doavam quando algum membro da família ou amigo precisava de sangue. Hoje, este modelo ainda existe, mas, de acordo com o hematologista está ultrapassado. “O pior momento para sensibilizar as pessoas para a importância da doação é em meio a uma situação de urgência ou emergência, por isso buscamos conscientizar a população pela opção de doar periodicamente”, defende Souza.

O hematologista Carmino Antonio de Souza aproveita para desmentir os mitos que cercam a doação de sangue;

Quais os mitos mais comuns em relação à doação de sangue?
• Quem doa sangue uma vez tem que continuar doando sempre;
• A doação “engrossa” o sangue, entupindo as veias ou “afinar”, “virar água”, provocando anemia;
• Doar sangue engorda, emagrece ou vicia;
• Mulheres menstruadas não podem doar sangue.

Verdades
• Doar sangue não enfraquece o organismo;
• Quando o sangue coletado apresentar problema, o doador é convidado a refazer os exames;
• Doação após a gravidez: Se o parto for normal, a mulher pode voltar a doar depois de três meses e se for cesariana, depois de seis meses.

Para ajudar a salvar vidas, você pode buscar o hemocentro ou hospital da sua região e fazer a sua doação em qualquer época do ano.

Você pode doar sangue nos postos fixos do Hemocentro do seu estado. Veja a lista de hemocentros no Brasil

As coletas também podem ser feitas através das equipes móveis. Para ter mais opções, procure a Secretaria de Saúde do seu estado. Veja a lista de Secretarias de Saúde no Brasil

Leia também:

Doe sangue. Compartilhe Vida.

Você sabia que até os 67 anos é possível doar sangue?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *