Dicas & Destinos

Conheça 4 cidades que fazem parte da Rede Mundial de Cidades Criativas

Iniciativa da Unesco reconhece ideias inovadoras no campo de cultura e criatividade

Rede Mundial de Cidades Criativas

Cidades ao redor do mundo têm buscado alternativas para promover um desenvolvimento social, econômico e cultural sustentável. Para incentivar a troca de experiências entre governos que conseguiram alcançar esses objetivos usando a criatividade, a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) criou a Rede Mundial de Cidades Criativas, em 2004. 

Ao todo, 246 cidades fazem parte dessa rede, que premiou iniciativas ligadas ao artesanato e à arte popular, design, cinema, gastronomia, literatura, mídia e música. Destas, dez são brasileiras: Belém (PA), a única da região Norte; Fortaleza (CE), João Pessoa (PB) e Salvador (BA), do Nordeste; Brasília (DF), do Centro-Oeste; Santos (SP), Belo Horizonte (MG) e Paraty (RJ), do Sudeste; e Florianópolis (SC) e Curitiba (PR), do Sul.

Vamos conhecer um pouco mais sobre algumas dessas cidades da Rede Mundial de Cidades Criativas.

Belém, PA

Belém recebeu o título de cidade criativa da gastronomia. Todos sabem que a culinária paraense é uma das mais incríveis do mundo, mas o reconhecimento da Unesco premiou as práticas sustentáveis, como o projeto Educando com a Horta Escolar e Gastronomia, que atende 37 escolas municipais, e o Festival Ilhas e Sabores, que destacou a produção e o beneficiamento de iguarias regionais, como açaí, farinha e cupuaçu, nas ilhas de Combu e Cotijuba.

Brasília, DF

A capital do país, projetada pelos renomados arquitetos Lúcio Costa e Oscar Niemeyer, não poderia ficar de fora da lista e recebeu o título de cidade criativa do design. Planejada do zero, Brasília é um marco do planejamento urbano do Brasil, e, por isso, recebeu também da Unesco o título de Patrimônio Cultural da Humanidade, em 1987. Para os estudantes de artes, arquitetura e urbanismo e design gráfico, a visita é obrigatória.

João Pessoa, PB

Em 2017, João Pessoa entrou na rede de cidades criativas na categoria artesanato e artes populares. No trabalho de seus artesãos, a capital paraibana encontrou maneiras de manter vivas as tradições e também de incentivar o empreendedorismo sustentável. Um dos projetos que contribuem para que a cidade permaneça com o título é o Anima Centro, que promove atividades culturais no centro histórico de João Pessoa.

Salvador, BA

A capital baiana é a única cidade brasileira que faz parte da rede de cidades criativas na categoria música. A terra de Gil, Caetano, Gal e Caymmi é rica de ritmos e melodias, e promove um grande número de iniciativas culturais ligadas à música, como festivais e oficinas, que, além de manter viva a memória e a história de uma das cidades mais antigas do Brasil, incentiva a inclusão e a economia sustentável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *