Variedades & Tecnologia

Espaços Culturais: o que abre e fecha em São Paulo

Museus e outras instituições do Governo mudaram a programação por causa das medidas restritivas implantadas para este período. Mas a programação virtual está mantida

Espaços Culturais

Seguindo as determinações previstas no Plano São Paulo, a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo informa que todos os Espaços Culturais ligados ao Governo do Estado estarão fechados nos dias de medidas restritivas: 01/01 a 03/01. A programação virtual dos espaços está mantida. O conteúdo pode ser acessado por meio da plataforma #CulturaEmCasa e nas redes sociais dos museus, bibliotecas, salas de concertos e espaços de formação.

Alguns espaços culturais já tinham ingressos vendidos para as datas agora proibidas. Caso da Pinacoteca de São Paulo, por exemplo. Para minimizar o incômodo, o museu estornou os valores de quem havia comprado os ingressos. Em breve será enviado um e-mail para todas as pessoas que tiveram os seus ingressos cancelados, informando dias e horários para que possam fazer nova aquisição, com prioridade, para visitar as exposições do espaço.

Confira o funcionamento dos Espaços Culturais do Estado de São Paulo

Bibliotecas de São Paulo e Parque Villa-Lobos
Fechadas dias 31/12 e 1, 2, 3 e 4/01/2021. Abertas dias 29 e 30/12 e a partir de 05/01/2021.

Museu Catavento
Fechado de 29/12 a 03/01/2021. Aberto a partir de 06/01/2021.

Conservatório de Tatuí
Fechado. Reabre a partir de 04/01/2021.

Museu de Arte Sacra
Fechado. Reabre a partir de 06/01/2021.

Museu da Casa Brasileira
Aberto 29 e 30/12 (das 10h às 18h). Volta a funcionar a partir de 05/01/2021.

Museu do Futebol
Fechado. Reabre a partir de 07/01/2021.

Museu da Imigração
Fechado. Reabre a partir de 06/01/2021.

Museus Literários (Casa das Rosas, Casa Guilherme de Almeida e Casa Mário de Andrade)
Fechados. Reabrem a partir de 05/01/2021.

Museu do Café
Fechado. Reabre a partir de 06/01/2021.

Museu Afro Brasil
Aberto: de 29 e 30/12. Retorna em 05/01/2021.

Museu Casa de Portinari
Aberto de 29 a 31/12 (das 10h às 13h). Fechado de 01 a 04/01/2021.

Museu Felícia Leirner
Aberto de 29 a 31/12 (das 10h às 13h). Fechado de 01 a 04/01/2021.

Museu Índia Vanuíre
Aberto de 29 a 31/12 (das 10h às 13h). Fechado de 01 a 04/01/2021.

Memorial da Resistência
Aberto no dia 29/12.

MIS e MIS Experience
Fechados.

Paço das Artes
Fechado até o final de janeiro.

Fábricas de Cultura (Zona Leste)
Reabrem para o público em 05/01/2021.

Fábricas de Cultura (Zonas Norte, Sul e ABC)
Reabrem para o público em 05/01/2021.

Pinacoteca
Aberta dia 29/12.

Memorial da América Latina
Fechado.

Oficinas Culturais
Fechadas. Retornam em 10/01/2021

Museu da Diversidade Sexual
Fechado.

Osesp
Retorna em 07/01/2021

Conservatório de Tatuí
Retoma os ensaios em 04/01/2021

Teatro Sérgio Cardoso
Reabre para o público em 08/01/2021

Espaços Culturais

Medidas do Governo de São Paulo

O Governo de São Paulo confirmou novas restrições à atividade econômica não essencial para frear o avanço da pandemia. Todas as regiões do estado estão em alerta devido à evolução de casos, internações e mortes em decorrência da COVID-19. Com caráter imediato e temporário, houve retorno à fase vermelha do Plano São Paulo entre os dias 25 e 27 de dezembro e agora entre 1 e 3 de janeiro.

As normas mais rígidas foram confirmadas após reuniões entre autoridades do governo e médicos do Centro de Contingência do coronavírus. Além do regresso momentâneo à etapa mais restritiva de controle da pandemia, nenhuma região deverá retornar à fase verde – a penúltima na escala de abrandamento – durante o mês de janeiro.

De 1 a 3 de janeiro, somente atividades essenciais estão autorizadas a funcionar. Nestes dias específicos, o atendimento presencial está proibido em shoppings, lojas, concessionárias, escritórios, bares, restaurantes, academias, salões de beleza e estabelecimentos de eventos culturais. Farmácias, mercados, padarias, postos de combustíveis, lavanderias e serviços de hotelaria estão liberados.

Nos demais dias, todo o estado continua na fase amarela, a terceira das cinco estipuladas pelo Plano SP. A exceção é a região de Presidente Prudente, com 45 municípios que retornam de forma extraordinária para a fase vermelha a partir do dia 25 e permanecem até a próxima reclassificação em janeiro. A taxa de ocupação de UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) para COVID-19 na região de Prudente está em 83,1%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *