Variedades & Tecnologia

Relíquias automotivas da Segunda Guerra são guardadas em túnel de 160 anos

Chamado de Bourbon, o túnel teve a construção encomendada pelo rei Fernando II de Bourbon, que governou Sicília e Nápoles.

Relíquias automotivas da Segunda Guerra são guardadas em túnel de 160 anos

A Piazza del Plebiscito, na cidade italiana de Nápoles, tem logo abaixo um túnel com residentes bastante interessantes, como mostra o site The Drive. Chamado de Bourbon, o túnel teve a construção encomendada pelo rei Fernando II de Bourbon, que governou Sicília e Nápoles. Em meados de 1800, ele necessitava de uma passagem secreta para a família real ir de seu palácio até o quartel militar para proteção.

A obra começou e estava em estágio avançado, mas não foi finalizada após a morte do rei antes da conclusão. Com isso, o túnel serviu de abrigo durante a Segunda Guerra Mundial. Por isso, se pode ver atualmente no local pertences de pessoas da época, como escovas de cabelo, camas e brinquedos.

Entretanto, no pós-guerra o local foi utilizado como esconderijo de carros e motos apreendidos. Em 2007, foi descoberta uma passagem que era um outro acesso ao abrigo antiaéreo que estava lacrada e esquecida por décadas. Lá estavam os carros, motos e scooters enferrujados da época do conflito.

Agora, 13 anos depois, o local foi restaurado e aberto para passeios de interessados. Uma fotografia da indústria automotiva da época que provavelmente viverá para sempre no local apesar da ferrugem e das décadas de esquecimento.

Fonte: Uol Carros

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *