Negócios & Serviços

Transporte rodoviário será o setor de turismo a retomar mais rapidamente

Mercado de viagens foi um dos mais afetados pela pandemia; expectativa do setor aéreo é de voltar apenas no final do próximo ano, diferentemente do setor de transporte rodoviário

transporte rodoviário

Nos últimos três meses, o Brasil tem enfrentado a proliferação do novo coronavírus e todos os estados adotaram medidas preventivas, sendo o isolamento social o mais praticado. Diante desse cenário, as empresas de transporte rodoviário reduziram abruptamente a oferta de viagens, mas continuaram operando algumas linhas e horários, por entender o papel social do ônibus neste momento, sendo em muito casos, a única opção para a manutenção do funcionamento de serviços essenciais. E, agora, todos os setores de viagens estão planejando mudanças, de acordo com as novas necessidades, principalmente em termos de segurança, dos seus modelos de negócios, perspectivas de digitalização para o futuro e relação com os consumidores.

Dados da ClickBus mostram que a penetração online na compra de passagens de ônibus chega a picos de 40%, em épocas pré-pandemia, a média era de 10%. Sendo assim, mesmo com o menor volume de passagens compradas, as pessoas estão comprando passagens para viagens que não podem adiar e para datas futuras, além de quem antes tinham receio de compras online, também optaram pelo meio digital. E a tendência é que essa transformação digital se mantenha no setor rodoviário pós-pandemia.

“O ônibus é o setor de turismo que tem a menor penetração online. A maior parte das compras é feita na rodoviária, e ano a ano vemos um crescimento da representatividade do online, e o salto que aconteceu nestes últimos três meses ilustra claramente o aumento do uso de serviços digitais no Brasil por consequência da Covid-19. Pela necessidade de alguns setores manterem viagens, a compra das passagens tem que ser feitas pela internet e por isso hoje a representatividade do online na venda das passagens de ônibus no Brasil está 4x maior em alguns locais. Em um cenário padrão e estável, nossa previsão para chegar neste patamar era o fim de 2023. Com a chegada da Covid-19, vimos essa aceleração em alguns outros setores como o de brinquedos por conta do fechamento das escolas e políticas de home office, para delivery de comida e agora para viagens de ônibus que estão acontecendo agora, e também para datas futuras”, afirma Fernando Prado, CEO e fundador da plataforma.

Retomada do Rodoviário

Por conta dos desdobramentos da Covid-19, o cenário agora é outro, e a empresa se prepara para as mudanças no comportamento de consumo, com uma retomada gradual nos próximos meses com a realização de viagens para destinos mais próximos e a retomada do transporte rodoviário, que estima-se que aconteça de maneira mais acelerada até fevereiro de 2021. No primeiro momento, voltado principalmente para viagens domésticas essenciais de curta distância, utilizando principalmente os meios rodoviários, enquanto, em um segundo momento, para viagens utilizando-se também do meio de transporte aéreo.

Sendo uma das atividades responsáveis pela geração de empregos em todas as faixas de renda, o setor de turismo representa, segundo o IBGE, 3,71% do PIB do país e seu enxugamento traz consequências significativas. Pensando nisso, a necessidade das empresas de inovarem e se adaptarem ao ‘Novo Normal’, faz com que o setor se adeque ao momento e se alie às recomendações e medidas para atender às novas demandas dos clientes.

Nesse sentido, a ClickBus, têm fornecido informações transparentes aos passageiros e profissionais do setor para garantir uma viagem tranquila e segura àqueles que realmente precisem utilizar o serviço nesse período. Alguns exemplos de medidas, com base nas recomendações pela ANTT e pelo Ministério do Turismo, são a limpeza e desinfecção dos veículos e estabelecimentos; orientação sobre higienização antes de cada viagem; renovação de ar e janelas abertas em veículos sem ar-condicionado, além de estratégias que minimizem o contato entre passageiros no veículo.

Além disso, a empresa de transporte rodoviário realizou mudança do logo em todas as plataformas para reforçar a obrigatoriedade de máscara para quem precisa viajar durante a pandemia, atualiza os viajantes sobre a situação de embarque e obrigatoriedades em cada estado brasileiro; auxilia empresas de ônibus e outros protagonistas do ecossistema rodoviário sobre as melhores práticas de segurança e higienização; com a ação ‘ Aquele Abraço’ irá presentear usuários com passagens no pós-quarentena; e está concedido créditos de viagem para o viajante remarcar a data da viagem e incluindo R﹩ 10 de bônus ao valor total pago na passagem, caso possam adiar.

Portanto, caso realmente precise viajar, a ClickBus reforça o pedido para adotarem as medidas de segurança, principalmente o uso de máscaras e álcool gel. A empresa permite que seus usuários garantam a viagem de ônibus sem a necessidade de ida até a rodoviária, para comprar o bilhete antecipado pela internet, em mais de 150 empresas parceiras, é preciso somente entrar no site ou aplicativo, selecionar o destino e horário, escolher a viação e assento, e realizar o pagamento, que pode ser feito em até 12x tanto pelo site quanto pelo aplicativo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *