Cultura & Entretenimento

Filme brasileiro é destaque em Nova York no dia da Consciência Negra

Por Viviane Faver | De Nova York, EUA

No dia da Consciência Negra no Brasil, o bairro do Harlem, em Nova York, será palco, da primeira exibição de um filme brasileiro nos Estados Unidos, que relata parte importante da nossa história, do movimento negro no Brasil. 

O documentário ÔRÍ fornece uma visão geral do Movimento Negro no Brasil nas décadas de 70 e 80 e conta a história de Beatriz Nascimento, ativista e historiadora em busca de sua herança africana. Beatriz pesquisa a história dos quilombos, sociedades guerreiras africanas restabelecidas no Brasil para resistir à escravidão e ao colonialismo. Sua perspectiva é poética e carregada de emoção. A interpretação histórica reconhece e celebra as contribuições da cultura africana à música, dança, idioma e crenças sul-americanas. 

ÔRÍ foi dirigido por Raquel Gerber em 1989, tem 90 minutos de duração e será exibido hoje, às 18h30 (horário local) no City College of NY (259 Convent Avenue at 140th street) em português com legendas em inglês, nesta versão restaurada.

Bethânia Nascimento Gomes é filha da ativista brasileira de direitos civis Beatriz Nascimento. Sua mãe a apresentou a imagens do Dance Theatre do Harlem e Alvin Ailey, que a inspiraram a seguir a carreira de dançarina clássica desde tenra idade. Influenciada pelo trabalho de sua mãe, Bethânia promove o trabalho da juventude negra no balé clássico. Como jovem dançarina, fez parte do Dance Theatre do Harlem, onde foi orientada por Arthur Mitchell e se tornou a primeira dançarina afro-brasileira em uma grande companhia de balé. Hoje ela é membro do corpo docente do Dance Theatre of Harlem, coreógrafa e recentemente publicou o livro de poesia de sua mãe chamado Todas as Distâncias.

A exibição do documentário terá moderação de Laila Garroni – jornalista, atriz e cineasta afro-brasileira sediada em Brooklyn, Nova York. Laila é co-fundadora do Evoé, um coletivo artístico feminino focado em promover a cultura brasileira no exterior através do cinema e teatro. Juntos, receberam 6 indicações para o Brazilian International Press Awards 2018 e foram os vencedores da categoria Melhor Produção Local.

ÔRÍ Exibição e Conversa foi programado para ser exibido no dia da Consciência Negra e esgotou sua lotação assim que foi divulgado, mostrando que o trabalho de trazer o documentário do Brasil para Nova York pela filha – Bethânia Nascimento Gomes – da personagem principal do filme, Beatriz Nascimento, está cumprindo seu objetivo, o de aproximar pessoas de todas as raças que lutam por um mundo mais justo, informando parte da história, muitas vezes esquecida, do nosso País. 

dia da Consciência Negra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *