Variedades & Tecnologia

A Banda Ambrosino Martins mistura Sertão, histórias fantásticas e tecnologia

Pense nos tambores afros e nas guitarras distorcidas, comungando em harmonias perfeitas, que unem influências do Sertão pernambucano com a modernidade do mundo louco e globalizado em que vivemos. O Maracatu é pesado e o ritmo conquista logo na primeira poesia declamada por PH Moraes, vocalista da banda, onde, lembrando uma espécie de reza ou oração, ele nos apresenta o álbum.

Eu poderia aqui pedir um release dos caras e publicar, mas, acho que isso se torna algo muito “mecânico” para os dias atuais, repletos de descobertas maravilhosas, em todos os campos. Ler e reproduzir em alguns casos pode até parecer interessante, mas, no caso da banda Ambrosino Martins, temos que começar ouvindo, sentindo e viajando. Sim, viajando mesmo, da forma que você preferir, para depois pensarmos em escrever alguma linha a respeito deste “mal assombrado” som, ou poderia dizer, “Bem assombrado”?

“A Fantástica Ascensão de Severina Z” vem renovar a música brasileira na união de música de raiz, letras que nos remetem ao interior do Brasil, e, mais precisamente, à cidade de Triunfo, em – PE, onde a banda foi formada, à tecnologia que o mundo respira hoje em dia com batidas ultra modernas.

Ambrosino-Martins-A-Fantástica-Ascensão-de-Severina-Z

Cristiano AM, o cérebro Humano-eletrônico da banda, segura, com muita competência, as batidas programadas por computador, pesquisando e descobrindo sons da mais fina qualidade e reproduzindo isso junto com os tambores, alfaias e tantos outros elementos percussivos que Jéssica Caetano, Bosco Inseto, Lero Lerin e Ramylle Barbosa tocam, pesadamente, durante o disco. O guitarrista Frank Trama é o responsável pelas guitarras, no melhor estilo Rock Nordeste, onde, com o seu conhecimento e técnica, desenvolve um trabalho perfeito junto à banda. O experiente Buguinha Dub assina a produção.

Músicas como “Beba Jesus”, “Não Sei de Nada”, “Insanofolia”, “Maracatu de Rimaera”, “Vida Alheia” e “Escura Casa de Taipa”, além das outras canções que compõem o repertório que foi gravado, nos dão, somente pelo título, uma ideia do que foi gravado e do que está sendo mostrado neste CD.

Acredito que “A Fantástica Ascensão de Severina Z” está entre os 5 discos que mais me impressionaram nos últimos anos da chamada nova música brasileira.

[embedplusvideo height=”400″ width=”630″ editlink=”https://bit.ly/19N876G” standard=”https://www.youtube.com/v/O341pwX5p-I?fs=1″ vars=”ytid=O341pwX5p-I&width=630&height=400&start=&stop=&rs=w&hd=0&autoplay=0&react=1&chapters=&notes=” id=”ep9475″ /]

A banda Ambrosino Martins está amadurecendo a cada show e a cada frase de suas poesias. Não tardará para que esses meninos ganhem o mundo e, eu, como um fã declarado da banda, rogo ao meu bom Deus para que isso aconteça.

Banda Ambrosino Martins

Quem quiser seguir a banda no Twitter: @ambrosinomartins

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *