Dicas & Destinos

Férias em alto mar: está na hora de se programar

Sair de férias, em uma viagem para além mar, depois de uma grande temporada, imposta pela pandemia, é um dos maiores desejos entre a maioria dos viajantes, apaixonados por fazer viagens de navio. Não há como negar: os cruzeiros se tornaram uma grande paixão do brasileiro.

Férias em alto mar
Férias em alto mar: está na hora de se programar

Para qualquer viagem é necessário ter um bom planejamento e obviamente, para uma viagem de cruzeiro, não seria diferente. Por isso, hoje eu venho te dar uma ajudinha nesta missão e desmistificar algumas questões para os “marinheiros de primeira viagem”, que estão pretendendo iniciar suas aventuras pelos 7 mares assim que possível.

Bem, vamos começar pelo, talvez, maior mito de todos: que é muito caro. A realidade do crescimento do mercado de cruzeiro entre as preferências de viagens por parte dos brasileiros, já nos comprova que esse é um equívoco daqueles. É sim possível fazer boas viagens de navio, desde os mini-cruzeiros até as longas travessias sem comprometer o orçamento para isso. Claro que o planejamento é super necessário, mas ainda temos as famosas promoções e condições especiais que sempre pintam nas aberturas e fechamento de temporadas.

Outro grande mito é o de que é complicado encontrar a melhor opção entre as grandes variedades expostas no mercado. Isso é outra daquelas histórias que muita gente se prende por receio de planejar sua viagem por conta própria. Você sabia que pode fazer sua pesquisa e a compra de sua viagem de cruzeiro online e sem nenhuma complicação? É só realizar a pesquisa de acordo com o destino escolhido ou até mesmo pelo perfil de viagem. Quer facilidade maior que essa? 

Eu, como uma viajante nata e daquelas que topa encarar tudo, posso garantir que fazer uma viagem de cruzeiro é uma experiência necessária para sua wishlist. Mas você precisa gostar do mar, isso não tem como negociar. Já pensou se você é daquelas pessoas que não se sentem muito à vontade no mar, como vai ser essa experiência? 

Outra grande baboseira que falam por aí é que os navios balançam muito. Mentira daquelas, viu! Os navios possuem um sistema próprio que deixa tudo estabilizado, de forma que é praticamente imperceptível se dar conta que você está em alto mar. Eu mesma, por várias vezes esqueci que estava navegando. Na verdade, em praticamente todas as minhas viagens era assim, eu costumava lembrar só quando estava chegando em alguma cidade ou quando ia assistir ao pôr-do-sol em alto mar, que é das coisas mais lindas e emocionantes da vida. Especialmente quando você está acompanhado de pessoas muito especiais.

E na hora de arrumar a mala, como é? Uma vez uma pessoa veio com a seguinte afirmação: – Ah, Naira, mas cruzeiro é coisa muito chique, não vou ter roupa para isso! – Acredite, muita gente ainda pensa isso, achando que em todas as viagens de cruzeiro terão que elaborar uma mala mega fashion, com os últimos lançamentos da temporada de Paris. Gente, de forma geral não tem isso. Não se preocupe! A exceção fica para aquelas viagens mais elaboradas, geralmente cruzeiros temáticos. Neste caso sim, você precisa ficar mais atento ao que vai vestir. 

Férias em alto mar
Cuidado na escolha do look para suas férias em alto mar

De forma geral, na hora de planejar sua bagagem, você precisa se atentar ao destino da viagem. Por exemplo, se você está fazendo um cruzeiro mediterrâneo vai precisar levar roupas leves e assim como para uma viagem para a praia, é indispensável levar trajes de banho, chinelos e itens que protejam seu corpo do sol, como óculos de sol, chapéu ou boné. O mesmo acontece se você vai fazer uma viagem para destinos de frio, precisa levar inclusive aquele casaco reforçado, especialmente para as áreas externas ou para quando for fazer os passeios nas cidades que desembarcar.

Uma outra questão sobre roupas que você precisa ficar atento, é que também é importante levar algumas peças mais formais. Isso quer dizer uma ou duas mudas para ocasiões específicas, não uma malinha extra, ok! A bordo, por exemplo, geralmente são realizadas as famosas noites de gala ou jantar do Comandante, ou até mesmo eventos temáticos como festa do branco (onde os participantes usam roupas brancas). Para saber exatamente qual vai acontecer no seu cruzeiro, é simples, basta verificar no seu programa de viagem, antes do embarque, obviamente. Outra situação que talvez valha a pena você investir em um visual mais arrumadinho, mas não necessariamente formal é para curtir a noite a bordo. Muitos navios possuem espaços dedicados à diversão noturna, como bares e discotecas. Aí vale a pena colocar aquele look de balada na bagagem. E claro que um agasalho, acaba sendo super útil, já que à noite, pode ventar bastante nas áreas externas dos transatlânticos. 

A gente já falou bastante de roupas, mas um acessório tão importante quanto, é o calçado. Lembre de levar chinelos, sapatos e sandálias que não te machuquem, além dos sapatos mais confortáveis para os passeios em terra, que podem envolver andanças por ruas de grandes cidades ou até mesmo  trilhas na natureza em destinos mais naturebas ou de grande apelo ecológico. Usar o calçado errado e ficar com bolhas nos pés não é uma boa pedida, vai por mim.

Aí você já deve estar pensando no tamanho da mala, se pode exagerar e levar um bocadinho de roupa a mais… acertei? Então, segura na mãozinha da Nairinha aqui e vamos conversar. Vou te fazer uma revelação que talvez um marinheiro de primeira viagem não faça ideia, os espaços das cabines não são lá os maiores do mundo. Não é um quarto de hotel com espaço suficiente para espalhar suas coisas. Dito isso, acho que você entendeu que precisa ser compacto nisso, certo? O volume ou peso da bagagem costuma variar de acordo com o cruzeiro escolhido, mas o bom senso deve sempre prevalecer, mesmo que essa questão seja mais flexível.

Na grande maioria dos navios, café da manhã, almoço e jantar são servidos em modo buffet nas áreas externas e nos restaurantes principais do navio. Essas refeições costumam estar incluídas quando os hóspedes reservam o seu cruzeiro. Vale destacar também que dependendo do cruzeiro, o viajante tem a opção de escolher o turno do jantar, sendo este seguido até o final da viagem. Mas geralmente a bordo também é possível encontrar alguns restaurantes que oferecem especialidades, porém são pagos à parte. E só para concluir este assunto, não se esqueça de  informar à companhia, no momento que fizer a reserva da viagem, as suas restrições alimentares, caso você as tenha.

Acho que com esse pequeno guia eu consegui esclarecer algumas dúvidas que costumam passar pela cabeça de quem nunca fez uma viagem de cruzeiro, mas que está prontinho para se aventurar neste maravilhoso universo em alto-mar. Ficou alguma dúvida? Deixa aqui nos comentários ou manda pelo direct lá no nosso instagram @embarquenaviagem que a gente vai responder com todo carinho, assim que for possível.

Boa viagem!

1 Comentário

  1. Pingback: Embarque na Viagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *