Cotidiano Black

Entrevistas Além do Tempo: histórias em quadrinhos retrata cientistas negros

Obra busca promover carreira científica para jovens, através do exemplo de grandes cientistas que marcaram a humanidade com sua genialidade

histórias em quadrinhos

Diversas obras são inspiradas em outras mídias, mas ainda assim não deixam de ter o seu toque de originalidade e qualidade. É exatamente o caso de Entrevistas Além do Tempo, uma história em quadrinhos inspirada no filme Estrelas Além do Tempo, lançado em 2016.

O lançamento ocorreu através de uma live transmitida no Facebook, na página oficial do Consulado dos Estados Unidos em São Paulo, e contou com a presença do autor e pesquisador Carlos Antônio Teixeira e da Dra. Marcelle Soares-Santos, que está figurada como uma das homenageadas da obra e que ganhou um dos principais prêmios para pesquisadores em início de carreira no Canadá e nos Estados Unidos, o Sloan Research Fellowship, em 2019.

Entrevistas Além do Tempo foi desenhado por Vicente de Paulo Granieri, e conta com o apoio da Embaixada e Consulados dos Estados Unidos no Brasil, fazendo parte das celebrações do Mês da História Negra nos Estados Unidos. O projeto foi selecionado para fazer parte de um Edital Anual de Projetos, que financia programas que fortaleçam as relações entre Brasil e Estados Unidos.

A história acompanha três jovens – Miguel, Júlia e Arthur – que encontram a Rebô, que constrói uma máquina do tempo e os convida para um teste. Através disso, eles conversam com diversos cientistas, inventores, bioquímicos e muitos outros profissionais que marcaram época com a sua genialidade.

Dentre os cientistas, se encontram o cientista agrícola George Washington Carver (1864-1943), que, apesar de ter nascido escravo, se tornou um dos mais renomados inventores de sua época, Mae Jemison, a primeira mulher nega a se tornar astronauta, Neil deGrasse Tyson, astrofísico renomado e autor de diversos livros, diretor do Planetário Hayden, em Nova York, Marie Maynard Daly (1921-2003), primeira mulher negra a conseguir um doutorado de química, pioneira nos estudos sobre os efeitos de colesterol e açúcar, Ben Carson, o neurocirurgião que ficou conhecido por separar os gêmeos siameses unidos pela cabeça em uma cirurgia considerada impossível por muitos médicos, e o físico Arthur Walker II (1936-2001), desenvolvedor dos telescópios ultravioletas que fotografam a coroa solar.

Dentre os cientistas brasileiros que figuram na obra, estão: Dra. Marcelle Soares-Santos (Universidade de Michigan), Rita de Cássia dos Anjos (UFPR), ganhadora do Prêmio L’Oréal-Unesco-ABC para Mulheres na Ciência, Eliade Ferreira Lima (Unipampa), coordenadora do Projeto Energéticas, do grupo do Pampa, Denise Gonçalves, astrônoma e professora do Observatório do Valongo (UFRJ), e Alan Alves Brito, professor de física da UFRGS e diretor-substituto do Observatório Astronômico.

O contexto histórico presente na obra é extremamente didático, mas também possui um significado além, segundo a declaração da embaixada em um comunicado realizado durante a live: “A revista tem por objetivo promover o interesse de alunos em carreiras ligadas à ciência, assim como a conscientização sobre a contribuição de cientistas negros para o avanço da ciência”. Com o aconselhamento de professores e familiares e a realização de um teste vocacional, é possível tomar uma decisão mais assertiva.

Segundo Steve Stark, adido de Imprensa, Educação e Cultura dos Estados Unidos em São Paulo, “temos orgulho de apoiar um projeto que mostra para jovens brasileiros negros que eles podem seguir um futuro nas áreas de pesquisa e ciência. Uma produção científica diversificada tende a beneficiar toda a sociedade”.

Entrevistas Além do Tempo, segundo comunicado oficial da embaixada, “(…) estará disponível gratuitamente em formato digital e 10.000 cópias impressas serão distribuídas em escolas públicas de São Paulo, Paraná e Mato Grosso do Sul”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *