Negócios & Serviços

Nova Zelândia permite entrada de mil estudantes internacionais de ensino superior

Todas as universidades neozelandesas estão classificadas entre as melhores do mundo, de acordo com o índice internacional QS world  University  Rankings.

estudantes internacionais

A Nova Zelândia vai permitir o retorno de mil estudantes internacionais de ensino superior que haviam voltado para seus países em decorrência da pandemia de Covid-19. A decisão conta com apoio da Education New Zealand (ENZ), agência do governo neozelandês para a educação internacional, e a previsão é que os estudantes comecem a chegar ao país a partir de abril.

As instituições de ensino neozelandesas serão responsáveis por selecionar os estudantes, de acordo com a proximidade do período de conclusão do curso e necessidade de estar na Nova Zelândia para realizar os estudos, dentre outros critérios. A entrada na Nova Zelândia vai seguir protocolos de segurança sanitária estabelecidos pelos órgãos competentes, incluindo isolamento de 14 dias em locais determinados pelo governo.

A decisão reforça o compromisso do país com o ensino internacional e tem apoio da ENZ – em outubro do ano passado a Nova Zelândia já havia anunciado o retorno de 250 alunos internacionais de mestrado e doutorado.

Segundo o presidente da ENZ, Grant McPherson, a educação internacional gera amplos benefícios para a sociedade, e o retorno gradual de pequenos grupos de estudantes é parte do plano do governo neozelandês para a recuperação do setor. “Este é um bom passo neste sentido, e nós estamos animados para receber mais estudantes com a devida segurança”.

O retorno seguro dos alunos é um estímulo importante à educação e à diversidade do país. “Este anúncio não apenas sinaliza o compromisso do governo com o setor de educação internacional, mas também com os estudantes internacionais afetados pela pandemia. A Nova Zelândia foi enriquecida pela diversidade de perspectivas que esses alunos trazem para nossas salas de aula e comunidades”, afirma McPherson.

Destaque em educação para o futuro 

A Nova Zelândia é uma das nações que melhor educa para o futuro – o país ocupa a terceira posição (é primeiro entre os países de língua inglesa) do ranking mundial realizado e divulgado pela The Economist. Todas as universidades neozelandesas estão classificadas entre as melhores do mundo, de acordo com o índice internacional QS World University Rankings.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *