Negócios & Serviços

EUA oferecem visto de permanência para médicos e enfermeiros estrangeiros em troca de ajuda na pandemia

O Departamento de Estado dos Estados Unidos publicou em seu site um comunicado que incentiva médicos e enfermeiros estrangeiros a trabalharem no país no tratamento de pacientes com coronavírus em troca de um visto de permanência equivalente ao Green Card

médicos

Com essa notícia também veio a pergunta: Essa oferta irá tirar médicos de países pobres que já estão sofrendo com a falta de mão de obra qualificada nesse momento de emergência? 

A realidade é que o convite é tentador e não demorou muito para que os escritórios brasileiros de imigração registrassem um aumento significativo de profissionais de saúde brasileiros com intenção de obter o visto. 

Segundo a consultora de expansão e internacionalização de negócios, Eliete Negrão, desde da divulgação dessa nova medida, dia 28 de março, até essa semana, sua empresa – Eliete Negrão Inteligência Internacional –  registrou um aumento, de até 40% no número de profissionais da saúde com interesse em começar o processo para esse visto. 

Ela concorda que esse medida é uma tentativa desesperada dos EUA de contornar a falta de médicos nos hospitais americanos, e que o governo esta oferecendo até o Green Card automático para os que se candidatarem. 

Porém ela afirma que essa é uma oportunidade única, e que todos que desejam migrar dando continuidade para sua carreira na área de saúde devem aproveitar  esse cenário.

“Um dos maiores motivos que faz profissionais brasileiros queiram se mudar para os EUA, é a instabilidade política do Brasil, além da corrupção e falta de segurança”, conta a especialista com base nos depoimentos de seus clientes. 

Foram exatamente essas as razões que motivaram o médico nefrologista da cidade de Tubarão, Santa Catarina, Fabricio Lessa Lorenzi, a fazer o processo e trazer com ele sua esposa e seus filhos  para Flórida. 

“O que mais me impulsionou foi a preocupação com a educação dos nossos filhos, a segurança, e a certeza que por piores que possam ficar as situações, nos EUA você sabe que a solução dos problemas só dependem de sua perseverança. Sou médico, e minha esposa administra uma empresa na área de saúde, e cansei de lidar com variáveis que independem de nosso empenho, como custos de problemas burocráticos no nosso Brasil”, desabafa o médico que acabou de fechar a abertura de um franquia americana de exames laboratoriais chamada Rx-2 live. 

Por isso, Fabrício Lorenzi, aconselha aos médicos que queiram migrar que não percam tempo. “Sugiro procurar um escritório de advocacia para ajudar no processo do visto, também procure brasileiros que já estão nos EUA, pois nós brasileiros que já passamos por tudo adoramos ajudar mais brasileiros que querem vir para cá. Outro conselho é procurar ajuda especializada que lhe dará o “caminho das pedras”, inclusive já existem empresas que ministram aulas para brasileiros que desejam revalidar seu diploma nos EUA.”

Há mais de 10 anos atuando em direito internacional da firma JBr Advogados, que opera no Brasil e EUA, a advogada Amanda Abbondanza  confirma que o Departamento de Estado Americano não só está encorajando profissionais da área da saúde a migrarem para os EUA como também disponibilizou agilidade das análises dos vistos imigratórios em andamento para esses profissionais atuarem imediatamente.

“Durante a pandemia, alguns estados americanos mitigaram as regras para validação do diploma do médico estrangeiro. Alguns estados estão concedendo licença temporária para médicos estrangeiros poderem trabalhar no combate à pandemia imediatamente.”

Ela ainda esclarece que o discurso feito pelo presidente Donald Trump sobre suspender a imigração não se aplica a profissionais de saúde. “O visto EB2, que é voltado para profissionais, de forma geral, foi excluído da ordem executiva do Presidente Trump. Para os profissionais da área da saúde a ordem prevê expressamente a exclusão da suspensão. Estão abertos para analisar o pleito imigratório de todos os profissionais da área da saúde que pretendam imigrar e trabalhar”, afirma a advogada. 

Aqui o site do governo americano  onde explica que a medida de suspensão de vistos para imigração NÃO se aplica para profissionais de saúde. 

3 Comentários

  1. 24 de junho de 2020 ás 20:51 Responder
    Alessandre Mateus Dantas

    Qualno site que poderia fazer a inscrição para ir para os EUA trabalhar como medico

  2. Pingback: Embarque na Viagem

  3. 16 de junho de 2020 ás 20:23 Responder
    Maria Madalena Ferreira Guedes

    Quero ir. Como faço?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *