Negócios & Serviços

Coterie: Marcas brasileiras fecham US$ 1 milhão em negócios

Marcas brasileiras varejistas investem em estande na maior feira de vestuário e acessórios em Nova York, a Coterie, realizada paralela ao New York Fashion Week, com término neste final de semana.

No total foram 22 empresas, entre elas seis de calçados – que marcaram presença no evento norte-americano com o apoio dos programas de exportação de moda Texbrasil, da Abit (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção), Fashion Label Brasil, da ABEST (Associação Brasileira de Estilistas) e Brazilian Footwear, da Abicalçados – todos em parceria com a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos).

Segundo a gerente executiva do Texbrasil, Lilian Kaddissi 16 empresas que participaram da Coterie através do apoio do Texbrasil – (que é o Programa de Internacionalização mantido pela Abit em parceria com a Apex-Brasil) – estabeleceram mais de 360 contatos comerciais, totalizando em vendas imediatas  cerca de US$ 900 mil e expectativa de US$ 2,5 milhões para os próximos 12 meses. 

Já outras 6 marcas de sapato brasileiros fecharam o evento com US$ 105,500 mil dólares em negócios local e mais US$ 230,500 mil em negócios pós evento, totalizando US$ 336 mil dólares em negócios, informa a coordenadora de Promoção Comercial da Abicalçados, Letícia Sperb Masselli. 

Em 2019, foram exportados para lá 12 milhões de pares por US$ 197,5 milhões, altas de 10,5% em volume e de 18,4% em receita na relação com 2018. O resultado foi influenciado pela guerra comercial instalada entre EUA e China, que fez com que os importadores norte-americanos buscassem calçados fora do gigante asiático em função das sobretaxas. Porém, a guerra comercial vem arrefecendo, o que deve influenciar na sequência de embarques brasileiros para lá. Em janeiro, além de não entrar em vigor uma outra lista com produtos que seriam sobretaxados, a já em voga caiu de 15% para 7,5%. 

Entre as marcas brasileiras presentes na feira estavam a famosas Farm e Melissa. Ambas já possuem loja física no mesmo bairro de Nova York, no Soho. 

Segundo a responsável pelo atendimento de contas da Melissa na América do Norte, Reanna Mcauliffe, conta que a marca participa do evento há 8 anos e diz que este ano foi mais focado para vendas diretas para pequenas boutiques espalhados nos EUA. “Essa feira é ideal para o marketing da empresa e fazer novos clientes internacionais. Em 2019  a marca cresceu 10% em vendas nos EUA comparado com o igual período de 2018. E para este ano esperamos dobrar as vendas internacionais”, declara.

Coterie
Responsável pelo atendimento de contas da  Melissa na América do Norte, Reanna Mcauliffe. Foto: Viviane Faver

A famosa marca carioca, Farm, estava presente no evento pela terceira vez. Segundo Renato Pagani, da equipe de vendas do TwoTwelve Showroom que representa a Farm em em Nova York, um dos maiores benefícios foi ver clientes antigos voltando ao estande e renovando encomendas. “Nova York é uma vitrine para o mundo. E ter uma clientela feliz e fiel é um dos pontos mais importantes para Farm, que comemora um ano de sua primeira loja no Soho”, diz Pagani.

Coterie
Representante de vendas da Farm, Renato Pagni. Foto: Viviane Faver

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *