Dicas & Destinos

Alguns fragmentos da Roma Antiga

Uma visita à belíssima capital Italiana é sempre um regalo para a alma. Hoje vamos falar sobre alguns fragmentos que nos contam a história da Roma Antiga, que tanto influenciou todo o mundo.

O Fórum Romano é um dos pontos altos de Roma. À primeira vista, não parece ser mais que um monte de pedras, arcos, pilares e esculturas, mas as aparências enganam: este foi o coração de Roma em seus dias de glória.

roma antiga

O maior prédio religioso da Roma Antiga é o belo templo de mármore branco de Vênus e Roma. O templo foi projetado pelo próprio Imperador Adriano e foi dedicado a Vênus (Deusa do Amor) e Roma (Deusa de Roma Eterna). A estrutura abrigava dois santuários com esculturas das deusas. Depois de um longo processo de restauração que durou 20 anos, o templo foi reaberto ao público em 2010.

Cúria Julia

A Cúria Julia, ponto de reunião do senado romano, é a mais antiga construção do Fórum e a única que está praticamente intacta. É difícil imaginar, mas no passado remoto, o prédio foi destruído várias vezes pelo fogo. O senado foi reconstruído ao longo do tempo, inclusive uma vez por Júlio César, por isso o nome, Cúria Julia. No século VII, o edifício foi transformado em igreja, o que garantiu sua preservação: os prédios de igreja da Roma Antiga nunca foram demolidos. Também ajudou o fato de que o antigo ditador Mussolini tenha sido um grande admirador do Antigo Império Romano. Graças a ele, foram feitas muitas restaurações gerais.

roma antiga

Casa das Virgens Vestais

Esta casa tem uma história notável. Ela foi construída em homenagem a Vesta, a Deusa do Fogo. A chama sagrada no templo de Vesta, que ainda pode ser visitado no Fórum, era mantida por três virgens. Elas viviam no Aedes Vestalium (a Casa das Virgens Vestais) e serviam ao templo por um período não inferior a 30 anos. Elas desfrutavam de grande prestígio mas pagavam um preço alto: se elas perdessem a virgindade, seriam enterradas vivas. E se a chama sagrada se apagasse, Roma cairia e as virgens seriam flageladas em público.


INFORMAÇÕES PRÁTICAS DE ROMA

Clima

Roma desfruta um clima mediterrâneo, com invernos amenos e verões secos e quentes. Janeiro é o mês mais frio em Roma e julho e agosto são os meses mais quentes. O tempo em Roma durante o verão (de junho a agosto) pode ser quente e desconfortável, com temperaturas excedendo muitas vezes a 35°C ao meio-dia. Os residentes costumam fechar seus estabelecimentos comerciais durante agosto.

O inverno (de dezembro a fevereiro) é ameno, com a temperatura média em dezembro girando em torno de 13°C. É rara a queda forte de neve, porém em quase todo inverno caem flocos leves na cidade. É possível que chova em qualquer época do ano, porém dificilmente a garoa chegará a perturbar os visitantes.

A melhor época para viajar á Roma é na primavera, entre março e maio, quando os céus ficam azuis e o tempo mais aquecido. O outono também é considerado uma alta estação turística, já que os meses de setembro e outubro são bem agradáveis.

Passear pela cidade

A rede de ônibus, bondes, metrô e trens cobre a cidade inteira das 5h30 até por volta da meia-noite e os ônibus noturnos prosseguem até aproximadamente as 5h, cobrindo as rotas principais. O metrô possui apenas duas linhas, porém é a maneira mais fácil e mais rápida de locomoção.

O serviço de ônibus é barato e confiável, embora seja lento em virtude do congestionamento do trânsito. As passagens funcionam em todos os meios de transporte e devem ser pré-adquiridas e validadas no início de cada viagem. Há passagens válidas por um dia com viagens ilimitadas, ou passagens simples válidas para uma viagem de metrô ou 100 minutos de ônibus.

Os táxis são notoriamente caros e exibem uma lista de taxas extras. Se for possível, fuja dessa opção.

O centro histórico de Roma é compacto e viável a pé. Sua maior parte fica fechada para o tráfego normal. Dirigir em Roma é uma experiência a ser evitada.

Hora local

Horário local: GMT +1 (GMT +2 entre o último domingo de março e o sábado anterior ao último domingo de outubro).

Eletricidade

A corrente elétrica na Itália é de 220 volts. Várias tomadas são utilizadas, inclusive as europeias de dois pinos.

Moeda

A moeda oficial é o euro (EUR), que é dividido em 100 cêntimos. Aqueles que chegarem à Itália com moeda estrangeira podem adquirir euros num banco, caixa eletrônico ou numa casa de câmbio. Há uma grande quantidade de caixas eletrônicos. Os cartões de crédito são aceitos em estabelecimentos comerciais e lojas de luxo espalhados pelas cidades. Os bancos não funcionam nos finais de semana, porém, geralmente oferecem taxas de câmbio melhores do que as casas de câmbio.

Número de emergência

Emergência: 113 (Polícia); 118 (Ambulância).


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *