Variedades & Tecnologia

Artista brasileira destaca os principais espaços de arte independentes pelo mundo

Criando em movimento, é assim que a artista Paula Blower resume seu momento atual. Prestes a lançar um livro na Ásia e com parcerias de individuais pela Europa, esta filha de cariocas, nascida em Brasília, une arte e viagem para suas experimentações e também para seu projeto de mestrado.

Formada pelas conceituadas Slade School of Fine Arts e Central Saint Martins, em Londres e pela EAV Parque Lage, no Rio de Janeiro, a artista brasileira, que está sem residência fixa desde o ano passado, já passou por algumas das principais capitais da arte contemporânea, como Buenos Aires, Londres, Madri, Amsterdã, São Paulo, Nova Iorque. Dentre os países já visitados, estão também: Japão, China, Bélgica, Itália, Tibet, Cuba, Chile, Estados Unidos, entre outros.

Para compor seu trabalho, Paula desenvolve técnicas próprias com base na alfaiataria e moldagem de esculturas em suas performances e objetos, além de materiais não convencionais, como a pele de porco, costurada a mão e transformada em ursinhos, expostos em junho deste ano na Holanda.

Então para quem está em busca de intercâmbio cultural e artístico pelo mundo, Paula Blower, que está fazendo neste momento o oeste dos Estados Unidos, destaca 10 dos principais espaços de arte independentes para apreciadores, artistas emergentes e experientes. Anote as dicas.

1. Centro Huarte – Navarra (Espanha) www.centrohuarte.es

Dedica-se a talentos emergentes, criação atual e práticas artísticas contemporâneas em âmbito nacional e internacional, funciona como um espaço de ideias experimentais. Conta com 6.500 metros quadrado destinado a exposições temporárias que integram obras de todos os formatos por se tratar de espaço diáfano e flexível. Permite realização de ações e mostras também ao ar livre.

2. Espaço Saracura – Rio de Janeiro (RJ) www.facebook.com/espacosaracura

Às margens do Cais do Valongo, porto brasileiro que mais recebeu africanos escravizados, e ao pé do Morro da Providência, primeira favela do Rio de Janeiro, o espaço entende arte como forma de resistência ao constante apagamento da história e cultura e não atua dentro das lógicas do mercado de arte. Promove amplo e qualificado leque de atividades como cursos de curadoria, análise de portfólio, lançamento de publicações, residências, exposições e mostras de performance.

3. Galeria Península – Porto Alegre (RS) www.galeriapeninsula.art.br

Localizado no centro histórico de Porto Alegre, na primeira rua da cidade, o espaço é gerido por artistas que desenvolvem diversas propostas artísticas como ações, palestras, atividades educativas e excepcional residência de performance. Recebe artistas nacionais e internacionais.

4. La Ira de Dios – Buenos Aires (Argentina) www.lairadedios.com.ar

Facilita o intercâmbio artístico e desenvolve práticas artísticas contemporâneas por meio de residências, parcerias e programas públicos. Atualmente, oferece estúdio, realiza um programa de exposições para artistas emergentes e desenvolvem três residências por ano, que permitem aos artistas nacionais e internacionais pesquisarem e trabalharem juntos. Desde 2010, realizou mais de 40 exposições e recebeu mais de 80 artistas, pesquisadores e curadores de 23 países. Possui excelente acompanhamento curatorial.

5. PILOTENKUECHE – Leipzig (Alemanha) www.pilotenkueche.net

Escondido em uma antiga fábrica, o projeto é organizado por artistas para artistas. A equipe opera com base transdisciplinar entre arte, teoria e ciências diversas. O objetivo é fornecer aos artistas uma base para trabalhar e atuar como um canal para a cena artística local. O programa convida artistas selecionados de todo o mundo a vir e trabalhar no espaço de 465m² por um período de três meses, com acesso de 24 horas. Durante os eventos programados, o estúdio se torna o espaço de exibição. O programa também oferece visitas a estúdios externos, passeios às galerias e críticas agendadas.

6. Ponder 70 – São Paulo (SP) www.ponder70.com

Funciona em uma casa localizada em bairro residencial (rua Ponder), no Paraiso-Ibirapuera, em São Paulo. Lá, é possível encontrar as obras de arte integradas ao ambiente. Promove eventos experimentais que combinam arte, música e gastronomia.

7. Rainbow-Unicorn – Berlim (Alemanha) www.rainbow-unicorn.com

Estúdio criativo e espaço de exposição de arte visual contemporânea. Além de promover mostras de arte, elaboram desde a identidade visual até curadoria para instituições culturais, empresas e agências. Possui clientes nas áreas como moda, tecnologia e ativismo. O site deles conversa com você.

8. R.A.R.O – Buenos Aires (Argentina) e Madri (Espanha) www.esraro.com

Coletivo artístico que realiza residências itinerantes em Buenos Aires e Madrid. Oferece diferentes espaços e estúdios independentes para produção e experimentação de acordo com a necessidade do artista.

9. Terra Una – Liberdade (MG) www.terrauna.com.br

É uma “Ecovila” localizada na Serra da Mantiqueira que oferece cursos nas áreas de sustentabilidade social, cultural, ecológica e residência artística. Busca fomentar pesquisas de interação entre cultura, educação, ecologia e as práticas artísticas atuais. Cria oportunidade para artistas vivenciarem os princípios de sustentabilidade humana e ambiental, como a relação comunitária, o ambiente natural e a cultura rural, potencializando o intercâmbio entre os ambientes urbano e florestal.

10. 4bid Gallery – Amsterdã (Holanda) www.4bidgallery.wordpress.com

Voltado para “culturas temporárias”, o local oferece programas imersão, experimentação e desenvolvimento de projeto. Promove exposições e performances de artistas internacionais em espaço cultural alternativo localizado em bairro cool e multicultural de Amsterdã.

Performance – O Antidesfile. Foto: Victor Naine

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *