Cultura & Entretenimento

Exposição em Petrópolis retrata tradições indígenas

A exposição “Mbyá Rekó, o jeito de ser Guarani” pode ser vista no Centro Cultural da Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FMP/Fase), no Centro de Petrópolis, com entrada franca. Para ressaltar a importância da língua na preservação da identidade dos povos indígenas, a mostra é bilíngue, tendo textos escritos em Guarani-Mbyá e traduzidos para o português.

Mbyá Rekó, o jeito de ser Guarani (2)

Os visitantes poderão conhecer um pouco sobre a cultura do povo Guarani-Mbyá, retratada a partir do cotidiano dos índios da aldeia Ará Rovy Re, situada em Maricá (RJ). Na mostra é possível participar de atividades dentro de uma réplica do Opy, que é a Casa de Reza dos Mbyá, considerada essencial para a harmonia da aldeia. A exposição também aborda tradições como o culto ao milho e a importância da música para a perpetuação da história. Também há um espaço para comercialização do artesanato indígena, com colares de sementes e cestos de palha.

A exposição “Mbyá Rekó, o jeito de ser Guarani” fica aberta à visitação de segunda a sexta, das 9h às 21h, e sábado, das 9h às 18h, até janeiro de 2017. As escolas podem agendar visitas pelo telefone (24) 2244-6468. A FMP/Fase fica na Av. Barão do Rio Branco, 1003, no Centro da cidade imperial.

Mbyá Rekó, o jeito de ser Guarani (1)

1 Comentário

  1. 31 de agosto de 2016 ás 07:27 Responder
    Odete Piffer

    Goste acho que vou aproveitar este sábado,para conhecer

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *