Cultura & Entretenimento

Exposição de cartazes antigos destaca Rio de Janeiro como destino de viagem

Cartazes do século XX retratam como o Rio de Janeiro era apresentado para os turistas como destino de viagem

Exposição revela as paisagens selecionadas por companhias aéreas e marítimas para representar as belezas da cidade

Por muitos anos, o Rio de Janeiro foi a porta de entrada para a América Latina para os viajantes que vinham da Europa e dos Estados Unidos. Para conquistar cada vez mais novos turistas, as companhias marítimas e aéreas usavam as belezas da cidade como artifícios: contratavam artistas que pintavam as paisagens paradisíacas em cartazes convidativos, divulgados mundo afora.

cartazes

A partir do dia 17 de novembro, o público vai poder conhecer mais sobre essa história na exposição “Rio de Janeiro como Destino – Cartazes de viagem, 1910-1970 Coleção Berardo”. A curadoria é de Marcio Alves Roiter, do Instituto Art Déco Brasil, e de Paulo Knauss, do Museu Histórico Nacional.

A mostra traz 40 cartazes, que levaram 40 anos para serem reunidos. Encontrados em diversos pontos do mundo, sobretudo Paris, Londres e Nova York, onde o colecionismo estimula leilões, galerias e especialistas, os exemplares pertencem à Coleção Berardo.

5638_75_baixaO Rio de Janeiro sempre foi – e permanece até hoje – uma das cidades mais desejadas pelos turistas de todo o mundo. Além de suas belezas naturais, há todo um imaginário sobre as festas, as tradições culturais e a vida artística da cidade. Nas primeiras décadas do século XX, numerosas edições de cartazes e também de cartões-postais foram produzidas para levar o espírito do Rio para outras cidades e países.

“Eram companhias estrangeiras, na maioria – com a exceção da Panair e da Varig, claro -, ‘vendendo’ o Rio para seus conterrâneos ou não. Isso fica claro nos diferentes idiomas utilizados nos cartazes, que nem sempre acompanham a origem da companhia aérea ou marítima”, explica Marcio Alves Roiter, curador da mostra e também diretor do Instituto Art Déco Brasil.

Serviço

Datas: 17 de novembro de 2015 a 17 de janeiro de 2016.
Horário: 3ª a 6ª feira, das 10h às 17h30m. Aos sábados, domingos e feriados (exceto Natal e Ano Novo), das 14h às 18h.
Local: Museu Histórico Nacional (Praça Marechal Ancora s/nº, Centro)
Ingresso: R$ 8. Entrada grátis aos domingos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *