Prefeito do Rio é eleito o próximo presidente do C40 e sucederá o prefeito de Nova Iorque

 

O prefeito do Rio de Janeiro Eduardo Paes foi anunciado como o próximo presidente do grupo C40 de Liderança Climática das Cidades. Eduardo Paes assume o posto em fevereiro, durante a Conferência de Prefeitos do C40, em Joanesburgo, sucedendo assim o prefeito de Nova Iorque, Michael R. Bloomberg, que presidiu o C40 nos últimos três anos. A convite do prefeito do Rio, Bloomberg permanecerá como presidente do Conselho do C40, do qual participam as cidades de Berlim, Buenos Aires, Hong Kong, Houston, Jacarta, Joanesburgo, Londres, Nova Iorque, Seul e Tóquio. O Rio de Janeiro é a primeira cidade emergente a presidir o C40 e o prefeito do Rio permanece no posto até 2017.

Como presidente do C40, Paes vai definir a direção estratégica da organização a partir do legado de Bloomberg, que estabeleceu o C40 como a organização líder mundial em ações climáticas. Como presidente do Conselho, o prefeito Bloomberg vai gerenciar as operações diárias da equipe e será o conselheiro do novo presidente e da organização.

“É uma grande honra, estou muito entusiasmado em levar a organização adiante e em construir algo de impacto global a partir do legado do prefeito Bloomberg”, disse Paes. “Assumir a presidência da C40 é uma oportunidade fantástica para o Rio e para o Brasil. O Rio é a primeira cidade de um país em desenvolvimento do Hemisfério Sul a assumir a presidência. Cada vez mais as cidades assumem um protagonismo maior. O processo de intercâmbio entre elas é fundamental e é exatamente isso que o C40 faz. Os prefeitos têm uma enorme capacidade de tomar decisões e impactar na vida das pessoas muito diretamente. Os prefeitos vivem o dia a dia das pessoas. É o que chamo de diplomacia das cidades. A própria ONU nos convidou para fazer parte oficialmente da Conferência Climática em Paris”, destacou o prefeito do Rio.

Para Eduardo Paes, uma das medidas mais importantes já tomadas pelo C40 foi o compromisso de redução de emissão carbono até 2030, com metas e tarefas para cada cidade, estabelecidos no encontro do grupo, no Rio, em 2012.

O C40 Cities realizou mais de cinco mil ações climáticas nos últimos cinco anos. Até 2020, quando estiverem completamente implementadas, essas ações vão cortar emissões de gases de efeito estufa em 248 milhões de toneladas em todo o mundo – o equivalente ao total das emissões de gases de efeito estufa da Argentina e de Portugal combinadas. Estas ações têm o potencial de reduzir os gases poluentes em mais de 1 bilhão de toneladas até 2030, o equivalente ao total de emissões de México e Canadá.

Na presidência do C40, Paes buscará aprofundar a colaboração entre cidades, objetivo essencial do grupo. “O prefeito Paes é um líder determinado e focado, com uma evidente paixão por sua cidade, por seus habitantes e pela missão da nossa organização C40. Pelo protagonismo da cidade do Rio em virtude da Copa e das Olimpíadas, com reconhecida representatividade internacional, ele reúne todas as credenciais para assumir esse posto”, disse o prefeito Bloomberg. “Durante a conferência realizada ano passado, Rio +C40, na cidade natal do prefeito, Paes afirmou acertadamente que o futuro da mudança climática começa nas cidades. Como presidente do C40, eu não tenho dúvidas de que ele vai continuar a impulsionar ações de nível municipal para que elas tomem a linha de frente das conversas globais sobre mudança climática – e me sinto honrado por ele ter pedido que eu permanecesse como conselheiro para assegurar que a organização continue com seu importante trabalho”.

Eduardo Paes

O C40 foi criado em 2005 pelo ex-prefeito de Londres, Ken Livingstone, tendo 18 cidades com integrantes. Em menos de um ano, o número de prefeituras filiadas chegou a 40. Atualmente, cerca de 60 cidades o compõem. Depois de Livingstone, David Miller, prefeito de Toronto, presidiu a entidade. Ele foi sucedido por Bloomberg, que cede lugar a Paes, eleito em agosto. A C40 é a principal rede global de megacidades e atua para promover o desenvolvimento urbano sustentável por meio de estratégias para enfrentar as mudanças climáticas e ampliar a resiliência das cidades. O objetivo é implementar estratégias para redução das emissões de carbono nas megacidades e ampliação da resiliência das comunidades locais. Mais informações em www.c40cities.org.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *