Variedades & Tecnologia

1907 ? Oscar Ribeiro de Almeida de Niemeyer Soares Filho † 2012

 

Comunista, arquiteto, culto, popular, maravilhado pelo Brasil e seu povo, Oscar Niemeyer faleceu nesta quarta-feira 05/12/2012, aos 104 anos, no Rio de Janeiro, nasceu no bairro das Laranjeiras, na Zona Sul da cidade, no dia 15 de dezembro de 1907, os primeiros passos na carreira que o consagraria como um dos nomes mais influentes na arquitetura foi dado no escritório de Lúcio Costa e Carlos Leão, onde fez estágio sem remuneração. Com mais de 600 obras realizadas no Mundo, entre elas o Sambódromo (Rio de Janeiro) e o Congresso Nacional, Oscar Niemeyer tornou-se um ícone mundial da invenção e da luta contra os excessos da razão na construção do mundo.

“Minha lição para a arquitetura é ler romance, poesia, ficção. A razão é inimiga da imaginação” Oscar Niemeyer

No site oficial você encontra frases do arquiteto sobre seus projetos e informações sobre cada obra.

www.niemeyer.org.br

Vale muito a pena visitar o site e conferir toda trajetória de vida desse homem que foi uma figura inquieta, interessante, inspiradora, um gênio da arquitetura e artista do mundo.

‘Na Catedral, por exemplo, evitei as soluções usuais das velhas catedrais escuras, lembrando o pecado’ – Oscar Niemeyer

Confira a repercussão da morte de Oscar Niemeyer entre alguns políticos:

Dilma Rousseff, presidente do Brasil – “Poucos sonharam tão intensamente e fizeram tantas coisas acontecer como ele. Niemeyer foi um revolucionário, o mentor de uma nova arquitetura, bonita, lógica e, como ele mesmo definia, inventiva.”

Agnelo Queiroz, governador do Distrito Federal –”Brasília chora por Niemeyer o mesmo choro sentido e saudoso dos órfãos. Pois é assim, filha, que a cidade sempre se sentiu em relação a Oscar. Nosso espírito urbano é tão forte e peculiar quanto as curvas que domam o concreto e se vestem do céu azul do cerrado, moldando a nossa paragem à imagem e semelhança do nosso grande e maior gênio arquitetônico. Muito por mérito dele, nós, brasilienses, temos a graça de habitar uma cidade-monumento patrimônio cultural da humanidade.”

Geraldo Alckmin, governador de São Paulo, via Twitter – Recebemos com tristeza a notícia da morte do arquiteto Oscar Niemeyer. Perdemos o homem que projetou o Brasil no mundo e desenhou as linhas do modernismo brasileiro. Nossos sentimentos à família e aos amigos.”

Sérgio Cabral, governador do Rio de Janeiro – “Oscar Niemeyer foi o maior arquiteto do Brasil. Um gênio da arquitetura mundial. Doce no trato, firme nas suas convicções e amado pelo povo brasileiro.” Cabral decretou luto de três dias no estado.

Rodrigo Neves, prefeito eleito de Niterói – “A perda de Niemeyer é uma perda para o mundo, para o Brasil e para Niterói, mas sua genialidade ficará perpetuada em suas obras. E como niteroiense tenho muito orgulho de saber que nossa cidade é a que possui o segundo maior acervo de obras deste espetacular artista. Solidarizo-me com a família neste momento de dor.”

Eduardo Paes, prefeito do Rio de Janeiro – “Um dos maiores gênios que o Brasil deu ao mundo, Oscar Niemeyer foi mais do que um arquiteto brilhante e inovador que desafiou a lógica e contorceu as formas para criar verdadeiras obras de arte. Ele construiu marcos e deixou a sua marca na paisagem e na história de nosso país. Carioca, ele tinha com o Rio de Janeiro uma relação especial – Niemeyer deu à Cidade Maravilhosa o templo da folia, onde a maior de todas as festas acontece. Como prefeito do Rio, apaixonado por Carnaval e admirador do trabalho de Niemeyer, sinto-me honrado por a cidade ter concluído o projeto original do Sambódromo e, com isso, ter podido realizar o que o próprio mestre chamou de um sonho antigo. O Brasil e o mundo perderam hoje um homem que dedicou toda a sua vida a produzir beleza. Mas o que ele criou ficará entre nós como a lembrança de um grande carioca que fez a diferença”

Foto: Eduardo Madeira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *