Negócios & Serviços

Coronavírus: confira os países com restrições de viagem

A União Europeia anunciou nesta terça (17) que fechará as fronteiras externas dos países que compõem o bloco por 30 dias para conter o avanço do novo coronavírus (COVID-19).

A decisão segue a resolução dos Estados Unidos de restringir viagens de 28 países europeus. Na América Latina, Bolívia, Chile, Colômbia e Peru fecharam as fronteiras.

Com a declaração da OMS (Organização Mundial da Saúde) de que o novo coronavírus é uma pandemia, países em todo o mundo têm revisado suas diretrizes alfandegárias.

Além disso, Embaixada e consulados dos EUA no Brasil cancelaram entrevistas de visto.

Abaixo estão as restrições em vigor em todo o mundo. Atualizaremos a lista conforme o desenvolvimento da situação.

América Latina

Países da América Latina tem tomado medidas drásticas para conter o avanço do novo coronavírus. Peru, Chile e Colômbia fecharam as fronteiras e a Bolívia decretou quarentena nacional, com suspensão de todas as viagens internacionais e interestaduais.

Bolívia

O país fechou as fronteiras para viagens internacionais, e viagens interestaduais estão proibidas também. Os cidadãos não devem sair de suas casas após as 15h.

Chile

As fronteiras estão fechadas para estrangeiros. O governo aplicará multas e poderá prender as pessoas que desrespeitarem medidas de isolamento estabelecidas pelo novo código sanitário, que entrou em vigor no país.

Colômbia

As fronteiras estão fechadas para quem não tem cidadania ou residência permanente no país. A exceção são diplomatas.

Peru

O país fechou as fronteiras por pelo menos um mês.

América Central e do Norte

Canadá

Nesta segunda (16), o primeiro-ministro Justin Trudeau anunciou que negará entrada a qualquer um que não tenha cidadania ou residência permanente no Canadá ou nos Estados Unidos.

Haiti

A partir de segunda (16), o país suspendeu todos os voos chegando da América Latina, Europa, Canadá e da República Dominicana. 

Estados Unidos

Na última semana, Donald Trump anunciou a suspensão de viagem dos 26 países do espaço Schengen: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Islândia, Itália, Letônia, Liechtenstein, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Polônia, Portugal, República Tcheca, Suécia e Suíça.

Também foram incluídos a Irlanda e o Reino Unido.

Os EUA já tinham outras restrições em vigor: passageiros que estiveram na China ou no Irã nos últimos 14 dias não podem entrar no país. Cidadãos americanos terão de passar por uma checagem obrigatória.

Entrevistas de vistos

A embaixada e os consulados dos Estados Unidos no Brasil cancelarão entrevistas de vistos a partir desta terça-feira (17). Os órgãos também informaram que os serviços de rotina a cidadãos americanos estão suspensos indeterminadamente. A medida é para conter a transmissão do novo coronavírus.

“Retomaremos os serviços de visto o mais rápido possível, mas não podemos fornecer uma data específica até o momento”, diz a nota.

O consulado avisa que a taxa para agendar a entrevista de visto é válida pelo período de um ano a partir do pagamento, e que os solicitantes poderão reagendar quando os escritórios voltarem a expediente normal.

Agendamentos no consulado ou embaixada que não forem relacionados à saúde, segurança ou renovação de passaporte sem viagem iminente também foram postergados. “Você precisará reagendar assim que reabrirmos os serviços regulares, entrando em contato conosco usando as informações listadas abaixo. Por favor, não venha à Embaixada, Consulado Geral ou Agência Consular”, diz a nota.

coronavírus

Europa

União Europeia

Líderes da União Europeia anunciaram nesta terça (17) que decidiram fechar as fronteiras externas dos 27 países que compõem o bloco por 30 dias.

Na última sexta-feira (13), a OMS (Organização Mundial da Saúde) declarou que a Europa é o novo epicentro do vírus. “Mais casos estão sendo confirmados na Europa diariamente do que a China relatava no auge da epidemia no país”, justificou o diretor-geral do órgão, Tedros Ghebreyesus.

Alemanha

A Alemanha fechou suas fronteiras com a Áustria, Suíça, França, Luxemburgo e Dinamarca. Mercadorias e estrangeiros que trabalhem no país estão isentos.

Croácia

Passageiros chegando das províncias de Hubei (China), Heinsberg (Alemanha), Daegu e Cheongdo (Coreia do Sul) ou de todo o Irã e Itália serão postos em quarentena por 14 dias. Cidadãos croatas deverão ficar em autoisolamento.

Vindouros de Hong Kong, Japão, Cingapura e outras regiões da China também deverão ficar em autoisolamento por 14 dias.

Dinamarca

As fronteiras estão fechadas. Apenas cidadãos dinamarqueses e transportadores de produtos poderão entrar no país.

Espanha

O estado de emergência já foi declarado na Espanha, e políticas agressivas de isolamento, incluindo restrições de viagens dentro e fora do país, começaram a entrar em vigor.

No sábado (14), pelo menos cinco aviões com destino à Espanha, pertencentes à companhia de baixo custo Jet2, tiveram de retornar para o Reino Unido durante o percurso. A companhia comunicou que estava agindo em resposta às medidas anunciadas pelo governo espanhol.

As fronteiras entre a Espanha e Portugal também estão fechadas desde a última segunda-feira (16), deixando apenas nove fronteiras ativas para a entrada de produtos e trabalhadores que devem entrar em território espanhol.

Grécia

O primeiro-ministro Kyriakos Mitsotakis anunciou em 1º de março que o país não aceitaria novos pedidos de asilo por pelo menos um mês para conter a transmissão.

Hungria

A fronteira está fechada para todos os estrangeiros.

República Tcheca

As fronteiras estão parcialmente fechadas, e a entrada de estrangeiros vindos de 13 países está suspensa por 30 dias a partir do sábado (14). São eles: China, Coreia do Sul, Irã, Itália, Espanha, Áustria, Alemanha, Suíça, Suécia, Reino Unido, Noruega, Dinamarca e França.

Noruega

Visitantes de fora da região nórdica devem ficar em autoisolamento por duas semanas. As providências valem até ao menos 26 de março.

Ucrânia

O governo ucraniano proibiu a entrada de pessoas que não sejam residentes ou cidadãos da Ucrânia.

Ásia

Arábia Saudita    

Com exceção para cidadãos sauditas, passageiros que fizeram escala ou estiveram no Bahrain, China, Taiwan, Djibouti, Egito, Eritreia, Etiópia, França, Alemanha, Hong Kong, Índia, Indonésia, Irã, Itália, Quênia, Coréia do Sul, Kuwait, Líbano, Macau, Omã, Paquistão, Filipinas, Somália, Sudão do Sul, Espanha. Sri Lanka, Sudão, Síria, Turquia ou Emirados Árabes Unidos nos últimos 14 dias não estão autorizados a entrar no país.

Os peregrinos, com destino às cidades sagradas sauditas de Meca e Medina, também estão temporariamente banidos, a não ser que sejam nativos do Bahrain, Kuwait, Omã, Qatar e Emirados Árabes Unidos que obtiveram visto.

Camboja

O país suspendeu a entrada de estrangeiros vindos da Itália, Alemanha, Espanha, França e Estados Unidos por 30 dias, válidos a partir desta terça (17).

China

As cidades têm diretrizes diferentes para entrada. Pequim determinou que todos os passageiros vindos do exterior devem passar por 14 dias de quarentena em locais pré-estabelecidos. O processo é às custas do viajante. Pessoas viajando a trabalho devem ficar em hotéis selecionados, onde serão testados para o vírus. Elas não poderão sair até a chegada dos resultados.

Em Guangzhou, passageiros chegando do Irã, Itália, Japão e Coreia devem ficar em quarentena por 14 dias.

Em Xangai, viajantes vindos de 12 países devem ficar em auto-isolamento. São eles: Alemanha, Bélgica, Coreia do Sul, Espanha, Estados Unidos, França, Itália, Irã, Japão, Reino Unido e Suécia.

Cingapura

Desde meia-noite de segunda-feira (16), no horário local, todos os viajantes que entrarem em Singapura com histórico de viagens recentes para algum país da ASEAN (Associação das Nações do Sudeste Asiático) ou para o Japão, Suíça ou Reino Unido nas últimas duas semanas receberá uma “Notificação Fique em Casa” de 14 dias e terá que fornecer documentação com o lugar onde estarão durante o confinamento.

Coreia do Sul

Visitantes que estiveram na província chinesa de Hubei nos últimos 14 dias e donos de passaportes daquela região não tem permissão para entrar na Coréia do Sul.

Vistos para a Coreia emitidos pelo consulado de Wuhan, na províncua de Hubei, também foram invalidados, assim como vistos dados para cidadãos japoneses nas Missões Diplomáticas Coreanas no Japão, antes do dia 9 de março de 2020. A regra não se aplica a tripulação de companhias aéreas.

Todos os visitantes da Coreia do Sul serão submetidos a medição de temperatura no postos de entrada do país. Aqueles que apresentarem sintomas da COVID-19 terão de fazer o teste e ficar em quarentena por 14 dias.  

Hong Kong

Todos os passageiros chegando do exterior deverão se autoisolar por 14 dias a partir da próxima quinta (19). Os cidadãos do país não poderão viajar para outros lugares, exceto China, Taiwan e Macau.

Índia

O país suspenderá a entrada de todos os visitantes vindos da União Europeia, Reino Unido e Turquia a partir da próxima quarta (18).

Todos os vistos de turismo estão suspensos e todos os viajantes devem entrar em quarentena, incluindo cidadãos indianos chegando da China, França, Alemanha, Irã, Itália, Coreia do Sul e Espanha.

Indonésia

Passageiros que estiveram na China, Itália, Coreia do Sul e Irã nos últimos 14 dias não podem entrar no país.

Japão

O país está barrando a entrada de pessoas que estiveram na China, Coreia do Sul ou Itália nos últimos 14 dias. Nativos japoneses, seus cônjuges e filhos estão isentos.

Cidadãos são recomendados a evitar viagens a Islândia, Itália, Espanha e Suíça.

Jordânia

O país cancelou todos os voos chegando ou partindo do país a partir desta terça (17). As fronteiras estão fechadas para todos, exceto diplomatas ou membros de órgãos internacionais que passem por 14 dias de autoisolamento.

Macau

O país proibiu visitantes que estiveram na província de Hubei, China, nos últimos 14 dias. Viajantes vindos da Coreia do Sul, Itália, Irã, Alemanha, França, Espanha ou Japão devem ficar em quarentena por 14 dias em local pré-determinado.

Residentes de Macau vindos de qualquer área afetada deverão ficar em autoisolamento por 14 dias.

Malásia

A partir de quarta (18), estrangeiros não poderão entrar no país e cidadãos não poderão sair.

Rússia

As fronteiras com a Bielorrússia e a China estão fechadas. Passageiros que estiveram na China, França, Alemanha, Coreia do Sul ou Espanha, e que planejam ficar em Moscou, devem se reportar às autoridades e ficar em autoisolamento por 14 dias.

Sri Lanka

O governo do Sri Lanka anunciou na última quinta-feira (12) o cancelamento de vistos para chegada, mas ainda não confirmou quando a medida entrará em vigor. Passageiros chegando de Itália, Irã e Coreia do Sul serão postos em quarentena por 14 dias.

Tailândia

A Tailândia suspendeu sua política de isenção de visto para turistas de Hong Kong, Coreia do Sul e Itália, enquanto o visto imediato na chegada foi suspenso para 18 países: Bulgária, Butão, Cyprus, Etiópia, Fiji, Geórgia, Índia, Cazaquistão, Malta, México, Nauru, Papua Nova Guiné, Romênia, Arábia Saudita, Uzbequistão, Vanuatu e China.

Sob as novas regras, viajantes devem requerer vistos com antecedência e apresentar um certificado médico comprovando teste negativo para coronavírus. Passageiros chegando de países com surto ativo da doença devem permitir a instalação de um aplicativo de rastreamento do governo em seus telefones celulares.

Turquia

A Turquia interrompeu chegadas e partidas para nove países europeus: Alemanha, Espanha, França, Áustria, Noruega, Dinamarca, Suécia, Bélgica e Holanda. Residentes destes países têm entrada proibida na Turquia.

Passageiros que fizeram escala ou estiveram na Áustria, Bélgica, China, Dinamarca, França, Alemanha, Irã, Iraque, Itália, Holanda, Noruega, Espanha, Coréia do Sul e Suécia nos últimos 14 dias também não podem entrar ou transitar pela Turquia. Residentes e cidadãos turcos não estão incluídos na regra.

Vietnã

Turistas que estiveram em algum dos 26 países do Espaço Schengen, que compreende 26 Estados europeus, ou no Reino Unido, nos últimos 14 dias, não poderão entrar ou transitar pelo Vietnã.

Vistos antecipados também não serão mais concedidos a todos os estrangeiros, de acordo com um comunicado do governo expedido no sábado (14). As restrições de viagem entraram em vigor ainda no sábado e se estenderão por pelo menos 30 dias.

África

Cabo Verde

O país suspendeu voos vindos de Brasil, Portugal, União Europeia, EUA, Senegal e Nigéria. Cidadãos locais poderão retornar.

Egito

O país suspendeu entrada e saída de voos de todos os aeroportos a partir da próxima quinta (19).

Marrocos

O país suspendeu todos os voos internacionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *