Negócios & Serviços

Turismo Criativo desembarca no Brasil

Idealizado na Europa no início dos anos 2000, o Turismo Criativo chega no Brasil e países sul-americanos, mais precisamente na capital gaúcha, que lançou o programa Porto Alegre Turismo Criativo, iniciativa pioneira no continente. O novo segmento oferece aos turistas experiências de aprendizagem e de desenvolvimento de seu potencial criativo por meio da oferta de cursos, oficinas entre outras atividades que permitam ao visitante interagir emocional e socialmente com o ambiente e suas singularidades, ter espaços de integração autêntica com os moradores, com o dia a dia da cidade para que ele próprio sinta o lugar como um cidadão.

O programa Porto Alegre Turismo Criativo dá a largada com uma lista significativa de parceiros atraídos pelo movimento que já é denominado, no mundo, como a “nova geração do Turismo”. São artistas plásticos e visuais, artesãos, dançarinos tradicionalistas de Centros de Tradições Gaúchas (CTG), produtores e instituições culturais que passam a estruturar sua oferta de atividades adequadas ao perfil do turista criativo e, ao mesmo tempo, a ampliar a cadeia produtiva do Turismo na capital gaúcha.

Esta nova maneira de viajar é uma vertente que têm referências em cidades dos Estados Unidos, França, Espanha, Inglaterra, Holanda, Tailândia, entre outros. Assim como é possível ao turista aprender a fazer croissant em oficinas oferecidas em Paris e a descobrir os passos da rumba em aulas de dança em Barcelona, em Porto Alegre ele terá a oportunidade de fazer uma imersão na cultural local aprendendo a preparar churrasco, pratos campeiros e chimarrão, a desvendar a técnica da chula e a dançar fandango, a trocar experiências sobre pintura e arte urbana com artistas locais, entre tantas outras atividades singulares e autênticas.

[easyrotator]erf_7_1371583246/erc_37_1371584089[/easyrotator]

Na apresentação das bases do programa, o secretário municipal de Turismo, Luiz Fernando Moraes, ressaltou que a Copa 2014 cresce a importância de dar visibilidade a Porto Alegre e despertar a percepção dos mercados emissores sobre a diversidade cultural e as singularidades da capital mais ao Sul do Brasil. “Com o novo segmento queremos posicionar a cidade como um produto diferente e competitivo no Brasil, como um destino cultural e criativo”, destacou. Moraes afirmou que dentro de um mês deverá estar no ao o portal www.portoalegrecriativa.info com a oferta de Porto Alegre no Turismo Criativo. “Ao setor público cabe estruturar, organizar e fomentar as novas atividades turísticas e, a partir do lançamento da plataforma a relação do turistas será diretamente com os promotores das oficinas”. Ao final da apresentação Moraes antecipou a realização, de 22 a 23 de outubro deste ano, da 1ª Conferência Brasileira de Turismo Criativo, que colocará o tema em debate e trará à capital gaúcha palestrantes nacionais e internacionais de referência em Turismo Criativo.

[easyrotator]erf_7_1371583246/erc_21_1371583989[/easyrotator]

O lançamento, que teve a presença de artistas, artesãos, instituições e entidades parceiras, além de representantes do trade turístico, foi encerrado com uma demonstração de algumas das oficinas que serão oferecidas aos turistas. Cesar Tomasini, diretor artístico do CTG Estância da Azenha, coordenou uma oficina de fandango. “Esta iniciativa abre uma nova janela para a difusão da cultura tradicionalista gaúcha porque vai permitir que ela seja compreendida através da interação com os visitantes”, avalia o tradicionalista. O artista Hilton D’Avila, o Rango, que prepara oficinas de origamis arquitetônicos dos atrativos turísticos de Porto Alegre, acredita que esta é uma nova visão do Turismo que vai propagar e dinamizar economicamente novos segmentos culturais da cidade. “Vai ser gratificante”, resume.

Na estruturação do Porto Alegre Turismo Criativo a Secretaria de Turismo da capital gaúcha teve a parceria da Creative Tourism Network, rede de Barcelona à qual estão associados destinos de Turismo Criativo no mundo, e das secretarias municipais de Cultura, Governança, Inovapoa e Indústria e Comércio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *