Variedades & Tecnologia

Frevo. Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade

Frevo, Patrimônio Cultural do Brasil desde 2007, agora também é Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade. O resultado da avaliação foi anunciado em Paris, na sede da Unesco, durante a 7ª sessão do Comitê Intergovernamental para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial. A cerimônia foi abrilhantada com a apresentação de passistas, orquestra integrantes de blocos, que emocionou o público e endossou a decisão da Unesco.

“Sentimos uma grande alegria com essa notícia. Nos últimos 12 anos fizemos um trabalho que deu uma nova dimensão ao Frevo, especialmente com o investimento no Carnaval Multicultural. O Recife tem essa identidade muito forte que nos coloca como uma das cidades que produz um estilo e uma marca cultural. O Frevo é uma expressão que nasceu aqui e que se faz importante mundialmente. É um dia de muito orgulho para todos nós e que homenageia a todos aqueles que estão na base, fazendo com que o ritmo, a dança e a cultura do Frevo estejam na rua todos os anos e perdurem até os dias de hoje. Sem eles, isso não seria possível”, ressaltou o prefeito do Recife, João da Costa.

A secretária de Cultura, Simone Figueiredo, que acompanhou a cerimônia da Unesco em Paris, também comemorou o título. “Foi um momento emocionante. Este reconhecimento da Unesco vai ser importante turisticamente para fortalecer o Recife como a Terra do Frevo. O trabalho para que o Frevo se tornasse patrimônio foi iniciado pela Prefeitura do Recife, isto foi o que serviu de base para que esse reconhecimento acontecesse agora”, declarou.  “A decisão foi unâmime, todos do Comitê Intergovernamental para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial votaram a favor. Além disso, o Frevo foi considerado elemento de manutenção das sociabilidades entre os povos”, completou Carmem Lélis, historiadora e pesquisadora que integra o Comitê Gestor de Salvaguarda do Frevo.

“Esse é um momento histórico. O Frevo já é um patrimônio do Brasil, do povo. Mas esse título dá ao Frevo a importância que ele merece, traz visibilidade e uma repercussão internacional. Eu fico muito feliz porque vivenciei este processo de valorização ao longo destes anos na coordenação do Carnaval Multicultural do Recife”, finalizou André Brasileiro, presidente da Fundação de Cultura Cidade do Recife, logo após o anúncio na Unesco.

RECONHECIMENTO – O patrimônio cultural imaterial abrange práticas e expressões vivas passadas de uma geração à outra. Inclui tradições orais, artes performáticas, práticas sociais, eventos celebratórios, sabedorias e práticas relacionadas à natureza e ao universo, assim como os saberes e habilidades de trabalhos artesanais tradicionais.

Desde 2007, o Frevo tem o título de Patrimônio Cultural do Brasil, uma conquista alcançada no ano do seu centenário. A pré-candidatura do gênero musical a Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade foi realizada em 2010 pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), a partir de inscrição com documentação elaborada pela Prefeitura do Recife.

Em 2011, foi instituído o Comitê Gestor de Salvaguarda do Frevo, a partir do 1º Encontro do Plano Integrado de Salvaguarda do Frevo, numa parceria entre o Iphan e a Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Cultura. Em outubro deste ano, ocorreu a inserção oficial da candidatura do Frevo na pauta da 7ª Reunião do Comitê Intergovernamental da Unesco.

Via Assessoria de Comunicação

Crédito da foto: CARLOS AUGUSTO/Prefeitura do Recife

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *