Dicas & Destinos

Regras para circulação de brasileiros na Suíça foram ajustadas, confira!

Em 17 de setembro de 2021, o Conselho Federal Suíço comunicou ajustes às regras de circulação no país e detalhou como as pessoas que foram vacinadas no exterior podem obter um certificado COVID válido.

brasileiros na Suíça

Desde o dia 13 de setembro de 2021, a ida a um restaurante, museu ou qualquer outra atividade interna, exceto compras ou transporte público é permitida somente para os titulares de um certificado Covid-19 suíço. Os certificados de cidadãos da UE são aceitos e/ou podem ser convertidos em um certificado suíço.

Transportes públicos, mercados, lojas e shoppings não exigem o certificado COVID. Já restaurantes, museus e atrações como os famosos trens panorâmicos exigem o certificado.

Passeios de montanha como Jungfraujoch – Top of Europe e Titlis continuam funcionando normalmente, o certificado será exigido apenas nos restaurantes.

Lembrando que nada foi alterado em relação a entrada de brasileiros na Suíça.

Os visitantes que foram completamente imunizados com duas doses da vacina (ou vacinas de dose única) nos últimos 12 meses terão permissão para entrar na Suíça sem precisar fazer o teste PCR ou cumprir quarentena, a regra é válida para viagens desde 26.06.2021. As vacinas aceitas atualmente são aquelas aprovadas pela Organização Mundial da Saúde: BioNTech, Moderna, Pfizer, Janssen, AstraZeneca, Sinovac, Sinopharm e Serum Institute of India.

·       Pfizer/Pfizer/BioNTech (BNT162b2 / Comirnaty® / Tozinameran)

·       Moderna (mRNA-1273 / Spikevax / COVID-19 vaccine Moderna)

·       AstraZeneca (AZD1222 Vaxzevria®/ Covishield™)

·       Janssen / Johnson & Johnson (Ad26.COV2.S)

·       Sinopharm / BIBP (SARS-CoV-2 Vaccine (Vero Cell))

·       Sinovac (CoronaVac)

Certificado COVID suíço para circulação de indivíduos vacinados no exterior

A partir de 20 de setembro, qualquer pessoa que tenha sido vacinada no exterior com uma vacina aprovada pela Agência Europeia de Medicamentos (EMA), cuja lista não inclui a Coronavac, e que viaje para a Suíça poderá obter um certificado COVID suíço. Isso significa que pessoas que foram vacinadas no exterior, como turistas, também podem participar de atividades sociais.

Em uma fase de transição até 10 de outubro de 2021, todos os certificados de vacinação estrangeiros com as vacinas aprovadas pela Agência Europeia de Medicamentos (NÃO INCLUI Coronavac) serão válidos para acesso a eventos ou instalações que requerem um certificado COVID. Nesta fase de transição os certificados não precisarão estar na forma eletrônica, mas devem estar em um dos idiomas suíços, inglês ou espanhol. O Turismo da Suíça aconselha o certificado digital emitido pelo ConecteSUS

Em breve os documentos poderão ser enviados eletronicamente a um ponto de contato determinado pelos cantões. Todos os pontos de contato cantonais serão listados em um site federal, a implementação junto com os cantões e outras agências (proteção de dados) será feita o mais breve possível. O objetivo é encontrar uma solução que seja o mais eficiente, direta e orientada para o usuário possível.

Aos turistas vacinados com Coronavac

Os turistas podem realizar testes rápidos Sars-CoV gratuitos em centros de teste cantonais até 30 de setembro de 2021. Em princípio, todos os centros de teste oferecem testes de antígeno gratuitos para turistas, sugerimos solicitar apoio aos concierges dos hotéis, caso seja necessário.

NESTE LINK é possível encontrar os endereços dos centros de teste cantonais disponíveis com testes gratuitos – é necessário agendamento prévio. Lembrando que não é aceito o teste PCR feito no Brasil antes do embarque.

Listamos alguns endereços de testagem:

  • Zurique: Zentrum für Reisemedizin. Endereço: Hirschengraben, 84
  • Berna: Coop Vitality Apotheke Europaplatz. Endereço: Europaplatz 1a
  • Basileia (Basel): Reisemedizin Zentrum Swiss TPH. Endereço: Socinstrasse 57 e TopPharm Apotheke Barfüsserplatz. Endereço: Steinberg 23
  • Chur: Coop Vitality Apotheke Chur Quader. Endereço: Masanserstrasse 14
  • Flims: Coop Vitality Apotheke Flims. Endereço: Via Nova, 80 – Flims Dor
  • Genebra: m3Sanitrade. Endereço: Route de Chêne, 20 e Aeroporto de Genebra.
  • Interlaken: Apotheke Weissenau. Endereço: Weissenaustrasse 27, 3800 Unterssen
  • Lausanne: Coop Vitality Renens. Endereço: Place du Marché 1, 1020 Renens
  • Lucerna: Covid Test Point Messe Luzern. Endereço: Horwerstrasse 87
  • Montreux: Pharmacie du Jazz. Endereço: Grand Rue 5

O resultado do teste será enviado por e-mail ou SMS e será possível fazer upload do resultado no aplicativo Covid Certificate através do QR Code ou PDF enviado pelo laboratório.

Resumindo as informações importantes aos brasileiros:

  • Após a segunda dose da vacina é permitida a entrada no país no mesmo dia. Os imunizados com a vacina do laboratório Janssen precisam aguardar 22 dias após a data da vacinação para embarcar.
  • Necessário que a última dose da vacina (ou dose única) tenha sido nos últimos 12 meses – no caso da Janssen são 12 meses e 22 dias.
  • Caso o viajante tenha a intenção de seguir a partir da Suíça para outros países, serão válidas as regras do país de destino.
  • Ao entrar na Suíça os contatos dos viajantes serão solicitados para controle de dados.
  • Crianças de até 16 anos acompanhada pelos pais são isentas de comprovação de vacinação.
  • Passageiros entre 16 e 18 anos não precisam apresentar o certificado de imunização, somente teste PCR negativo válido dentro das 72 horas.
  • Menores de 18 anos não vacinados ainda não estão autorizados a entrar no país desacompanhados.  
  • Para passageiros em trânsito/ conexão é necessário verificar as regras com a cia aérea.
  • Para a comprovação de vacinados brasileiros, basta apresentar o comprovante de vacinação juntamente com passaporte. Necessário conter as informações:  nome, data de nascimento, data da vacina, nome da vacina administrada e nome e endereço do local de vacinação. Qualquer documento válido em território nacional é aceito. 
  • Para retornar ao Brasil é necessário sempre apresentar o teste PCR negativo.

      Até 10 de outubro: 

Brasileiros completamente imunizados com as vacinas aprovadas pela Agência Europeia de Medicamentos (Não inclui Coronavac) poderão circular livremente pelo país, apresentando seu certificado de vacinação brasileiro na versão impressa ou digital, desde que estejam em inglês ou espanhol.

Brasileiros vacinados com Corovac continuam sendo bem-vindos na Suíça, mas precisarão apresentar um certificado COVID válido, emitido a partir de um teste antígeno feito a cada 48 horas ou teste PCR feito a cada 72 horas, prática já adotada em alguns países da União Europeia.

      Após 11 de outubro de 2021:

Brasileiros completamente imunizados com as vacinas aprovadas pela Agência Europeia de Medicamentos (Não inclui Coronavac) deverão providenciar um certificado COVID digital, disponível para estrangeiros vacinados com uma vacina aprovada pela Agência Europeia de Medicamentos (EMA).

Brasileiros vacinados com a Coronavac: nada muda. continuam sendo bem-vindos na Suíça, mas precisarão apresentar um certificado COVID válido, emitido a partir de um teste antígeno feito a cada 48 horas ou teste PCR feito a cada 72 horas.

Lembrando que para a comprovação da vacina, uma sugestão é a plataforma ConectSUS, onde é possível emitir o certificado de vacinação digital com QR Code. Para aqueles que já foram totalmente imunizados a plataforma também disponibiliza o certificado em espanhol e inglês.

O governo suíço desenvolveu uma página com informações dedicadas de acordo com nacionalidade de cada turista: https://travelcheck.admin.ch,

Mais informações em NESTE LINK

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *