Dicas & Destinos

Dez destinos de viagem especiais para as Mulheres

Agência de Viagens lista os destinos em homenagem ao Dia Internacional da Mulher

Hoje, dia 8 de março é comemorado o Dia Internacional da Mulher, um grande marco em relação à emancipação feminina e à conquista de direitos. A relevância internacional da data vai além da comemoração pelos direitos já adquiridos pelas mulheres, firmando-se como um símbolo da luta que o tema requer.

Shutterstock

Shutterstock

Pensando nas comemorações da data e na necessidade de celebrar a independência feminina, o ViajaNet separou uma lista com os destinos mais interessantes para cada uma delas. “Percebemos um aumento no número de mulheres que compram passagens aéreas para variados destinos nos últimos anos, comentou o executivo da agência de viagens, Gustavo Mariotto.

Diante da demanda crescente de turistas do sexo feminino, a ViajaNet lista alguns destinos já escolhidos por mulheres e também indicados como os mais seguros do mundo pelo Institute for Economics and Peace publicado pela Global Peace Index, para ajudar no planejamento e na escolha da próxima viagem. Confira a lista abaixo:

Estocolmo, Suécia

A maneira mais fácil de entrar na Suécia é indo até a capital Estocolmo. Conhecida pela tranquilidade de suas ruas e pela excelente qualidade de vida de seus moradores e visitantes, a cidade é a maior do país. Erguida sobre um arquipélago com 14 ilhas, Estocolmo é estruturada com diversas pontes que ligam os bairros e regiões, criando uma atmosfera sofisticada nas ruas frias e charmosas da cidade.

O centro histórico de Estocolmo, conhecido como Gamla Stan, é um espetáculo à parte. As ruas estreitas e os prédios coloridos fazem parte das construções feitas pelos povos escandinavos, ainda no século XIII, quando a cidade era uma das mais importantes vilas medievais da Europa. O Palácio Real é um dos maiores prédios da região, contando com mais de 600 cômodos.

Ainda no clima dos prédios históricos, vale a pena conhecer a Catedral de São Nicolau de Estocolmo, que possui mais de 700 anos de história e é uma das mais importantes do país. Sua construção foi baseada no estilo gótico, mas a fachada foi remodelada no século XVIII com influências do barroco e é marcada pelo contexto da Reforma Protestante e das variações religiosas no país.

Estocolmo, Suécia

Oslo, Noruega

Um dos mais famosos países da Europa Setentrional, a Noruega possui terras frias e uma história marcada pela cultura dos marinheiros vikings e dos reinos antigos. Uma das maiores atrações do país é o Vikingskipshuset, o Museu dos Barcos Vikings, localizado em Oslo – a capital e a porta de entrada do país.

Diversos modelos de embarcações antigas estão à mostra no local, que exibe ares cinematográficos e curiosos com suas exposições. Trenós, camas e outros móveis e acessórios também estão expostos no museu, que traz um pouco das tradições e costumes vikings para os dias atuais.

A alta latitude da Noruega faz com que algumas regiões fiquem um longo período sem noites – o sol não chega a se pôr completamente, caracterizando um fenômeno chamado de sol da meia-noite. A cidade de Tromso, ao norte do país, é uma das que possui uma das melhores vistas para o fenômeno.

Oslo, Noruega

Copenhague, Dinamarca

Terra natal de Hans Christian Andersen, famoso escritor de contos de fadas e histórias infantis, a Dinamarca é um dos países mais seguros da Europa e também um dos mais visitados. Sua capital, Copenhague, possui uma grande quantidade de palácios e jardins, aumentando a aura romântica do local. A estátua da Pequena Sereia, personagem dos contos de Andersen, é uma das atrações mais famosas da cidade.

Copenhague é estruturada sobre diversos canais, que cortam toda a cidade. Por isso, os passeios de barco estão entre as opções turísticas mais pedidas entre os visitantes, que podem conhecer as belas paisagens e bairros da cidade na embarcação. O bairro Christiania é um dos mais conhecidos, abrigando uma comunidade hippie que se organiza com regras próprias e vive em um estilo de vida alternativo em meio à cidade.

Copenhague, Dinamarca

Reykjavík, Islândia

Engana-se quem pensa que a Islândia é somente um país gelado. Ainda que as baixas temperaturas realmente sejam uma característica do local, somente 15% de seu território é coberto por neve, sendo que o restante tem temperaturas que variam conforme a estação.

O país proporciona uma excelente aventura para viagens: além das cavernas congeladas e das lindas paisagens montanhosas, a Islândia possui mais de 20 vulcões ativos. Eles atraem pesquisadores e curiosos de todo o mundo, que encontram registros geológicos, impressionantes campos de lava petrificada e até mesmo praias de cinzas vulcânicas.

A capital do país, Reykjavík, tem uma intensa vida boêmia e diversos bares e cafés. Durante o inverno, a capital apresenta o fenômeno da aurora boreal, que atrai milhares de turistas interessados em ver o espetáculo da natureza. No verão, as belezas da cidade são reforçadas pelo sol da meia-noite, visto no horizonte da capital.

View_from_Hallgrímskirkja,_Reykjavik

Cairns, Austrália

Belas praias, temperaturas amenas e muita tranquilidade. Tudo isso é o que espera os visitantes da cidade australiana de Cairns, localizada a 2.500 km de Sidney. Além de uma excelente estrutura para turistas, a cidade oferece a proximidade com o Outback, o deserto mais conhecido do país.

Cairns também é conhecida pelas suas barreiras de corais. Os recifes podem ser vistos, entre outros lugares, no balneário Port Douglas, que oferece inúmeras opções de hospedagem. O tom azulado da água também atrai banhistas e mergulhadores, que vão até as praias aproveitar o cenário e tirar boas fotos.

Cairns, Austrália

Wellington, Nova Zelândia

Conhecida por ser o plano de fundo de filmes como “O Senhor dos Anéis”, a Nova Zelândia é composta por diversas ilhas, sendo que as maiores são a do Norte e a do Sul. As praias, os gêiseres e os vulcões estão entre as belezas naturais mais procuradas pelos visitantes.

A capital, Wellington, é a porta de entrada do país em relação a diversos locais do mundo. A estrutura portuária e as colinas que circundam a cidade criam uma atmosfera charmosa. A vida noturna badalada e o envolvimento com os esportes – sobretudo o rugby – são marcas registradas na capital.

Wellington_Nova_Zelandia

Montevidéu, Uruguai

Podendo ser visitada a partir de voos com cerca de três horas de duração, Montevidéu é a capital do Uruguai e uma das mais importantes cidades da América do Sul. O clima frio e a sofisticada vida urbana da cidade fazem com que a cidade tenha ares europeus e atraia diversos turistas brasileiros que desejam aproveitar o inverno rigoroso das terras uruguaias.

Montevidéu também é a cidade de destino de quem deseja ir para Punta del Este, que fica a 130 km da capital. Muitos brasileiros que visitam o balneário fazem a viagem aérea até a cidade e de lá pegam um outro voo ou um ônibus para Punta del Este.

Montevideo

Frankfurt, Alemanha

Localizada às margens do rio Main, Frankfurt é uma das cidades mais desenvolvidas e cosmopolitas da Alemanha. A combinação das construções históricas, que datam desde o século XV, com os prédios modernos fazem com que o perfil da cidade seja tão diversificado quanto sua própria população.

Além dos museus da cidade, como a Goethe House – onde viveu o escritor Goethe – e o German Architecture Museum, um dos maiores de arquitetura do mundo, é possível visitar a Main Tower. De lá, o visitante pode ver toda a cidade e contemplar todas as construções locais. Também vale a pena conhecer a Catedral de São Bartolomeu, construída no século XIX.

centro-historico-frankfurt-01

Singapura

A cidade-estado do sudeste asiático tem uma das economias de maior destaque no cenário atual nos setores de eletrônicos, refino de petróleo e produtos químicos. A alta qualidade de vida e as medidas de cidadania e organização urbana tornam o local um dos mais seguros do mundo.

A culinária de Singapura não deixa a desejar. Além dos pratos típicos locais, a cidade apresenta traços das tradições de seus vizinhos asiáticos, criando uma gastronomia rica e diversificada.

Singapura

Ilha de Páscoa, Chile

Conhecida por ser o último território da América do Sul, com a maior latitude do continente, a Ilha de Páscoa é famosa pelas atividades vulcânicas e pelas estátuas de pedras vulcânicas. Resquícios de civilizações primitivas permeiam toda a Ilha, criando uma atmosfera de mistério e fascinação para os visitantes e habitantes locais.

A maneira mais fácil de chegar até a Ilha de Páscoa é indo até Santiago, capital do Chile, e pegar um voo doméstico ou fazer o percurso de barco.

Rano Raraku canteras Moais 3

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *