Dicas & Destinos

Vai uma ‘Comida di Buteco’ aí?

Por: Daniella Barbosa

Botequeiros de plantão preparem o paladar, pois está rolando mais uma edição do concurso Comida di Buteco! Para quem curte reunir os amigos numa mesa de bar e jogar conversa fora enquanto belisca aquele petisco da casa, com certeza o Comida di Buteco é literalmente um prato cheio!

A ideia de criar um concurso para eleger o melhor boteco da cidade saiu da cabeça de um apaixonado por gastronomia e um genuíno caçador de botecos chamado Eduardo Maya. A primeira edição do Comida di Buteco foi realizada em Belo Horizonte, no ano de 1999. De lá pra cá o concurso ganhou fama, caiu no gosto dos frequentadores de botecos e hoje acontece em 16 cidades brasileiras.

Bolinho de mandioca recheado à Kokorikor

Bolinho de mandioca recheado à Kokorikor

A edição 2013 do concurso acontece de 12 de abril a 12 de maio e traz como tema “Buteco. A verdadeira Rede social”. Considerado o maior concurso de cozinha de raiz do Brasil, pela primeira vez desde sua criação, o Comida di Buteco está sendo realizado simultaneamente nas 16 cidades participantes. Além disso, este ano os ingredientes convidados para reinar na elaboração dos pratos foram a linguiça e a mandioca. Os botecos participantes do concurso precisam obrigatoriamente usar um dos ingredientes ou a combinação de ambos nos pratos apresentados. Para o idealizador do Comida di Buteco, Eduardo Maya, a intenção é, exatamente, chamar a atenção para elementos típicos da cozinha brasileira ou que influenciaram a rica identidade culinária do país.

Bolinho de mandioca frito, recheado com linguiça de porco, tomate, cheiro verde

Bolinho de mandioca frito, recheado com linguiça de porco, tomate, cheiro verde

A cada edição do Comida di Buteco, os participantes elaboram pratos exclusivos, o público por sua vez aprecia os pratos e tem direito a voto. Os pratos também são avaliados por um corpo de jurados que visita cada um dos botecos participantes. Os quesitos avaliados são: tira gosto (70%), atendimento (10%), higiene (10%) e temperatura da bebida (10%). Segundos os organizadores do evento, um boteco quando é bom precisa ter excelência em todos estes quesitos.

Aqui em Goiânia temos um ditado popular que diz: “Se não tem mar, vamos pro bar!” Ou seja, bares e botecos fazem parte da nossa cultura. Este ano, 30 botecos participam do concurso na capital goiana, não vai faltar petisco criativo para experimentar. Depois conto pra vocês os que fizeram mais sucesso pelas bandas de cá do país!

Rodelas de linguiça flambadas com cachaça servida com quibebe

Rodelas de linguiça flambadas com cachaça servida com quibebe

O perfil dos botecos escolhidos

O Comida di Buteco tem como critério de escolha dos estabelecimentos participantes, os botecos classificados pela realização do concurso como ‘espontâneos’. “O espontâneo é aquele boteco em que o proprietário, obrigatoriamente, administra o negócio; sua história e seu dia a dia comungam com a identidade do dono, que na maioria das vezes conta com a força de trabalho de mais pessoas da sua família. O boteco espontâneo não faz parte de uma rede ou franquia de marca”, define a organização do evento.

Vários botecos que participam são muito tradicionais, tendo de existência, grande parte da própria vida de seus donos.  Alguns passaram de pai pra filho, avô para neto. E tem aqueles que são mais recentes, mas com alma de boteco tradicional e espontâneo. Já nasceram com ótima relação com sua vizinhança e seguem fazendo tradição mesmo com menos tempo de existência. O importante é que tenha cozinha boa, a cara do dono e alma de boteco!

Para saber mais sobre o Comida di Buteco e sobre os botecos participantes em cada uma das 16 cidades, você pode acessar o site oficial do concurso: https://www.comidadibuteco.com.br/

 Fotos: Rogério Porto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *