Dicas & Destinos

A saga do dente viajante

A princípio você pode estar se perguntando se eu endoideci. Quase. Faltou muito pouco, confesso. Mas deixe-me explicar…

Viajar é sempre um processo que inclui uma série de preparativos para a grande maioria das pessoas, principalmente para aquelas grandes viagens que são sonhadas e geradas como se fosse um filho mesmo. Você escolhe aquele lugar que sempre sonhou, separa os passeios que quer muito fazer para ir se informando com calma, procura bons hotéis, horários de voos, prepara toda a série de documentos, vistos etc. Depois cuida das vacinas, faz aquele check-up geral com o médico e claro, contrata um bom seguro viagem que tenha credibilidade no mercado. E ainda tem tantos outros detalhes que na maior parte das vezes não nos lembramos daquele bem pequeno que cabe na palma da mão, se der algum problema em sua viagem. Esse detalhe tão minúsculo, aliás, pode estragar a sua viagem e fazer você voltar antes do tempo ou no mínimo te fazer ter as mais doloridas sensações humanas. E vai por mim, conforme dizia Edward Murphy: “Se alguma coisa tem a mais remota chance de dar errado, certamente dará”.

Ficamos tão preocupados com os detalhes práticos, que nos esquecemos de realizar uma simples visita ao dentista antes de fazer aquela viagem tão bem planejada. E na prática, acredite em mim, isso vai te deixar muito mal se tiver algum mínimo problema.

Tudo pode começar com uma dorzinha inofensiva que vamos sentindo e deixando para lá até ela sumir. Ok, ela sumiu por um looooongo tempo, mas eis que na semana da viagem ela volta e você pensa: ah, eu tomo um remedinho e fica tudo bem. Pode até ficar tudo bem, ou não. Lembra-se do Murphy? Aí você lembra que deveria ter incluído a visita ao dentista no seu check-up. Você pode até ter medo de dentista, mas duvido que tenha mais do que eu.

Pois bem, você resolve embarcar mesmo assim e topa encarar a dorzinha, afinal o que pode acontecer? Virar uma dor absurda e gigantesca que vai fazer seu rosto inchar, te dar um hiper desconforto e te deixar praticamente enlouquecida como um urso pardo mordido nas “partes baixas”? Pior… e começa só com uma pressão ensurdecedora no ouvido… dai piora.

dente

Ok, ok… Para não te deixar apavorado com um roteiro de um legítimo filme de terror japonês eu só vou te reforçar essa dica SUPER IMPORTANTE que você não pode descuidar: inclua a visita ao seu dentista no seu check-up pré viagem. Eu sei bem o que estou dizendo já que aprendi da pior forma e acredite: jamais me esquecerei desse detalhe para o resto da minha vida.

4 Comentários

  1. 8 de abril de 2013 ás 10:48 Responder

    Muito boa essa dica. Tem gente que não faz idéia de que pode doer tanto. Vou catar um dentista correndo. Viajo mês que vem e estou com uma dorinha leve. Muito engraçado também a parte do urso hahahahahahaha…
    Parabéns e obrigado pela orientação.
    Carol.

    • 8 de abril de 2013 ás 10:53

      Olá Carol!!
      Ah que boa notícia que você vai procurar o dentista, porque eu custei a fazer isso e me arrependi muito. Não desejo que ninguém sofra o que sofri.
      Coitado do urso, rsrsrs… deve doer ser atingido lá né? rsrsrs…
      Obrigada por estar sempre conosco e já sabe: Corre pro dentista!!
      Beijocas.

      Naira.

  2. 5 de abril de 2013 ás 20:30 Responder
    Ariane

    Eu tive o mesmo problema numa viagem. Eu estava com um siso incluso, logo ele não saía e só fazia doer. Para piorar, ele quebrou o dente da frente e precisei fazer canal. Mas, também deixei o dentista para depois e resolvi viajar mesmo assim.
    Eu e meu namorado fomos para uma viagem romântica, que não foi nada romântica no final… Senti MUITA dor de dente e não lembrava o nome do remédio que estava tomando para a dor. Tivemos que andar kilômetros, pois não tinha uma farmácia por perto e não consegui comprar o tal remédio.
    Ainda bem que meu namorado foi super compreensivo, pois pensei que fosse enlouquecer também.

    Fique bem. Beijos!

    • 6 de abril de 2013 ás 13:44

      Olá Ariane, tudo bem?
      Nossa, passamos por problemas bem parecidos, né?
      Eu recentemente tive que tirar um dente que havia quebrado e estava há tempos mega inflamado. Foram meses tratando da inflamação com antibióticos e anti-inflamatórios receitados pelo dentista e duas tentativas de extração frustradas. Acabou que descobrimos que o siso também estava problemático e tivemos que tirar junto com o tal inflamado. Foi uma verdadeira “saga”. Mas resolvemos.
      A dor era algo gritante… aff… nem gosto de lembrar. O importante é que serviu como experiência e não custa nada dividir o trauma para evitar que outras pessoas sofram sem necessidade.
      Ainda bem que temos pessoas compreensivas ao nosso lado e ajudam a minimizar os sintomas da forte dor, né Ariane? rsrsrs…
      Um beijo grande pra ti e continue conosco ;)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *