Dicas & Destinos

VIAJANDO SOZINHO

Viajar é sempre uma delícia não é mesmo? É o momento certo para dar uma aliviada na pressão do dia a dia, reorganizar os pensamentos e traçar novas metas, porquê não? Mais que uma oportunidade de auto-conhecimento, um momento para explorar os limites físicos, espirituais e até emocionais. E é justamente nesse caminho que muitas pessoas optam por viajar sozinha. É nessa altura que chegamos à conclusão de como o mundo é pequeno e sentimos o verdadeiro prazer de sermos donos do tempo e, principalmente, do destino em questão. Eu particularmente adoro e recomendo essa experiência para quem ainda não teve essa oportunidade, é uma das melhores experiências de viagem que se pode ter. Porém, para algumas pessoas, isso pode ser um pouco problemático. Vamos conversar um pouco sobre isso? Quais são as grandes vantagens e as desvantagens que podem surgir entre o seu embarque e o desembarque de volta? Vale ou não vale a pena?

Vou de cara ressaltar uma das maiores vantagens: A liberdade. Liberdade de fazer o que quiser, na hora que quiser, de sentar-se no café que mais achar charmoso e ficar horas vendo o mundo passar. Itinerário? Você escolhe o que achar melhor e o que estiver combinando mais com seu humor naquele dia, simples assim. Ah, ficou com preguiça? Está meio sem saco de bater perna? Simples, você pode dormir a vontade. Porém, como tudo na vida, tal liberdade tem seu preço.

Vou destacar abaixo algumas situações que sempre servem para analisar se sua próxima viagem será acompanhada ou totalmente alone.

Vamos supor que você venha a adoecer (toc, toc, toc… bate na madeira), é sempre mais confortante ter a cia de alguém conhecido neste momento delicado. Claro que você é inteligente e saiu em viagem com seu Seguro Viagem contratado e poderá contar com essa assistência, a questão aqui é mais psicológica mesmo;

Outro ponto a se considerar é com relação á segurança, normalmente, os turistas solitários costumam ser alvo de assaltantes e oportunistas, ainda mais se for mulher;

Está meio perdido e precisa pedir informação na rua? Tenha muita atenção e dê sempre preferência para tirar suas dúvidas com policiais e pessoas do comércio. De uma forma geral, são mais solícitos e passam informações mais confiáveis;

Fazer novas amizades não chega a ser um problema, mas alguns cuidados devem ser tomados: cuidado com o que fala, não é bom ficar dando muita informação pessoal logo de cara. Cuidado ao marcar programas noturnos também, principalmente se você for mulher. É delicado, afinal, você não sabe que é de fato aquela pessoa que acabou de conhecer em um país ou cidade estranha;

Esse é um aspecto muito importante que você não pode deixar de considerar: Este lugar é apropriado para se viajar sozinho? Mais uma vez eu enfatizo essa questão para as mulheres. Lugares como Malásia, Turquia e alguns países do Oriente são obviamente mais delicados, mas isso não te impede de tomar cuidados simples e aproveitar sua viagem;

Algo importante também para se levar em consideração se você está viajando internacionalmente em um país onde você não domina a língua falada, é a idéia de aprender noções bem básicas sobre a linguagem deles. Se você se encontrar em situações emergenciais eles entenderão ao menos um pouco do que você está tentando falar. Vale a dica de levar daqueles livrinhos do tipo “alemão para viagens”, geralmente é bem simples se virar com um daqueles na mão;

Tenha sempre com você o cartão do hotel que está hospedado. Confira se nele constam o endereço e número de telefone. Já aconteceu de uma vez eu ficar hospedada em Buenos Aires e ter o cartão do hotel em mãos, porém, na hora de passar o endereço para o taxista a minha surpresa, desagradável, diga-se de passagem, foi que no cartão tinha tudo, menos o endereço do hotel. Resultado? Rodamos um bocado procurando o danado do hotel. Ainda bem que era Buenos Aires e não uma cidade desconhecida para mim;

Sempre fique atento ao seu redor. Procure observar as pessoas e as coisas que estão acontecendo. No caso de sentir que tem alguém observando muito você, aproxime-se de alguém e peça ajuda;

E só para finalizar com mais uma dica para as mulheres: saia sempre que possível com uma bolsa pequena somente com o básico e sempre com cópias dos documentos. Não dê bobeira em lugar nenhum do mundo com celulares, jóias ou objetos de valor, ok meninas!

São dicas simples, mas que podem te ajudar a optar por uma viagem de verdadeiras descobertas. Não tenha medo de sair sozinho pelo mundo. Muito mais do que trazer presentinhos e lembranças para os amigos, você trará momentos só seus e sua experiência de vida será única e exclusiva.

Boa viagem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *